Wasted Talent

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Talent, veja Talent (desambiguação).
"Wasted Talent"
20.º episódio da 2.ª temporada de Family Guy
Lois descobre o "talento" de Peter.
Informação geral
Direção Bert Ring
Escrito por Mike Barker
Matt Weitzman
História Dave Collard
Ken Goin
Código de produção 2ACX15
Transmissão original 25 de julho de 2000
Convidados

Michael McKean como Pawtucket Pat
Adam Carolla como Morte
Julia Sweeney

Cronologia
"The Story on Page One"
"Fore Father"
Family Guy (segunda temporada)
Lista de episódios de Family Guy

"Wasted Talent" (em português, "Talento Desperdiçado") é o vigésimo episódio da segunda temporada da série animada da FOX Uma Família da Pesada. É o vigésimo sétimo a ser exibido de todo o seriado. Marca a primeira vez que Chris Griffin não possui nenhuma fala em um episódio. É classificado em TV-PG D.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Lois procura desesperadamente por um estudante de piano que possa ganhar do aluno de sua rival, Alexis Radcliffe, na competição de piano. Enquanto isso, Peter está bebendo cervejas da Pawtucket Patriot mais do que o normal, tentando encontrar um pergaminho de prata e ganhar um passeio na cervejaria. No dia seguinte, Joe encontra o primeiro pergaminho de prata, e algum tempo depois, o último deles é encontrado, fazendo com que Peter desista. Mais tarde, Tom Tucker admite que inventou a história sobre o último pergaminho ter sido encontrado, e coloca uma pequena lacraia carnívora em sua orelha para pagar pelo que fez. Peter decide beber somente mais uma cerveja, na qual ele acha o último pergaminho de prata. No entanto, enquanto corre para casa com seu achado em mãos, ele cai e se queixa várias e várias vezes. No próximo dia, Peter e Brian vão à cervejaria fazer o passeio. Pawtucket Pat (Michael McKean) é visto sendo morto durante a tour, mas o matador revela-se como Cheech Marin, contratado para mostrar um bordão (baseado em A Fantástica Fábrica de Chocolate). Desde que a cervejaria não respeita a Lei sobre Estadunidenses Deficientes de 1990, e não possui rampas para cadeiras de rodas, Joe é forçado a deixar o passeio. Depois de entrarem na "sala de cervejas", Peter e Brian se separam do grupo ao tentarem beber a cerveja que nunca perde o gás, desrespeitando o aviso de Pat de que a bebida não foi trabalhada em todas as suas diferenças. Quando eles bebem, começam a flutuar em direção ao teto exaustor; para se salvarem, começam a soltar gases repetidamente até que chegam ao chão. Quando Pat encontra Peter e Brian na sala proibida, expulsa-os da cervejaria.

Bravo com Pawtucket Pat, Peter tenta chamar a atenção de Lois ao tocar piano, mostrando que pode tocar perfeitamente quando está bêbado. Ela decide inscrevê-lo como seu aluno na competição de piano, mantendo-o sempre embriagado. O repertório de piano é composto por músicas-tema de programas de televisão. Na competição, Peter está tão bêbado que não consegue nem encontrar o piano. Lois precisa colocá-lo em frente do instrumento e deixá-lo na distância certa para tocar as notas corretas. Ambos vencem, mas Lois afirma que prejudicou a saúde do marido para que fosse capaz de ganhar. Em uma tentativa de defendê-la, Peter diz que seus neurônios estão intactos, mostrando somente uma célula, que é a única no cérebro dele; este, pode finalmente ler todos os seus livros. Ele curva-se e quebra seus óculos, exclamando "Ah não, não, isso não é justo! Isso não é justo! Logo agora que eu tenho tempo, isso não é justo!". Esta é uma referência ao episódio de Além da Imaginação, "Tempo Suficiente".

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Produção[editar | editar código-fonte]

A man with a bald head and a brown sweater, and a man with spiked brown hair and glasses, speaking into a microphone.
Mike Barker e Matt Weitzman escreveram o episódio.

A história do episódio foi escrita por Dave Collard e Ken Goin, e a produção voltada para a televisão foi feita por Mike Barker e Matt Weitzman, que colaboram habitualmente na série, e foi dirigida por Bert Ring, antes da conclusão da produção da segunda temporada.

Referências culturais[editar | editar código-fonte]

Este episódio é, em grande parte, baseado no filme A Fantástica Fábrica de Chocolate.

  • O concurso de Pawtucket Pat consiste em encontrar pergaminhos de prata em quatro cervejas, semelhante aos cinco bilhetes dourados do filme.
  • Tom Tucker mente sobre ter encontrado o último pergaminho de prata, uma paródia do paraguaio que, falsamente, afirmou ter achado o último bilhete dourado.
  • Peter diz "Aposto que o pergaminho faz a cerveja ficar com gosto ruim", semelhante a quando Charlie Bucket diz "Aposto que os bilhetes dourados fazem os chocolates ficarem ruins", no filme.
  • Quando Peter encontra um pergaminho perto do fim do primeiro ato do episódio, tudo o que é mostrado quando Peter vai a sua casa até cair na calçada é baseado na sequência do filme, em que Charlie encontra o último bilhete dourado e corre felizmente até sua casa com o achado.
  • Enquanto faz sua entrada no portão de sua fábrica, Pawtucket Pat finge ter sido atingido por uma bala vinda de um carro, semelhante a quando Willy Wonka emergiu lentamente enquanto andava com uma bengala, e surpreende a multidão ao fazer um salto mortal e ficar de pé novamente.
  • Pawtucket Pat é auxiliado por um grupo de pequenas pessoas, conhecidas como Chumbawambas, semelhantes aos Oompa-Loompas do filme.
  • Os Chumbawambas foram nomeados com base na banda de rock britânica de mesmo nome, que são mais conhecidos pela música "Tubthumping" e que possuem grande parte de suas letras falando sobre bebidas alcoólicas.
  • A música dos Chumbawambas ("Chumba-Wamba-Gobbledy-Goo") é uma paródia da música dos Oompa-Loompa, completada com efeitos visuais parecidos.
  • A música que Pawtucket Pat canta enquanto está na "sala de cervejas" ("Pure Inebriation") é uma paródia da música "Pura Imaginação", cantada por Willy Wonka (Gene Wilder), assim como a sequência em que eles cercam as pessoas.
  • Secretamente, Peter e Brian experimentam os Perma-Suds da fábrica e começam a flutuar no ar, assim como Charlie e seu avô Joe quando provaram a Bebida Fizzy Lifting; enquanto no filme eles conseguem descer com arrotos, Peter e Brian fazem o mesmo através de peidos.
  • Peter e Brian são expulsos por desobediência, assim como Charlie quase perde o suprimento de chocolate por toda a vida.
  • Dois convidados da cervejaria, um homem velho e um jovem garoto, se parecem com Charlie Bucket e o avô Joe.

Na competição, Mary Tyler Moore joga seu chapéu no ar, uma homenagem aos créditos de abertura de The Mary Tyler Moore Show, cuja música-tema é interpretada por Peter. Os créditos finais são exibidos enquanto a música "The Lonely Man", de Joe Harnell toca em homenagem a O Incrível Hulk; a sequência também exibe Stewie pedindo carona ao lado da rodovia, como David Banner. Quando Peter descobre seu talento, interpreta as músicas-tema de Dallas, Nine to Five e Arquivo X. Na cena final, que mostra o neurônio solitário de Peter desesperado após quebrar seus óculos, é uma homenagem ao episódio "Tempo Suficiente", de Além da Imaginação.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Em sua avaliação de 2009, Ahsan Haque da IGN classificou o episódio em 7.8/10, dizendo que "Talento Desperdiçado" tem "uma quantidade decente de momentos hilários" mas não é tão memorável quanto os outros episódios da segunda temporada. Afirmou que a história não é coesiva o bastante, e as cenas sobre a Cervejaria Pawtucket Patriot "ocupam um pouco demais o tempo na tela".[1]

Referências

  1. Haque, Ahsan. «Family Guy: "Wasted Talent" Review». IGN. Consultado em 7 de dezembro de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por:
The Story on Page One
Family Guy (segunda temporada) Sucedido por:
Fore Father