Forrest J. Ackerman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Forrest J Ackerman
Forry Ackerman na Ackermansion, 1990
Nome completo Forrest James Ackerman
Nascimento 24 de novembro de 1916
Los Angeles, Califórnia, Estados Unidos
Morte 4 de dezembro de 2008 (92 anos)
Los Angeles, Califórnia, Estados Unidos
Ocupação Editor de revista, agente literário, escritor, ator

Forrest J Ackerman[1] (nascido Forrest James Ackerman; 24 de novembro de 19164 de dezembro de 2008) foi um editor de revista, escritor de ficção científica e agente literário americano, um dos fundadores do fandom de ficção científica, considerado um dos maiores especialistas sobre filmes de ficção científica e fantasia,[2] e reconhecido como um dos ávidos colecionadores do mundo de livros e filme do gênero.[3] Ele cresceu em Los Angeles, Califórnia.

Durante sua carreira como um agente literário, Ackerman representou autores de ficção científica como Ray Bradbury, Isaac Asimov, A. E. Van Vogt, Curt Siodmak e L. Ron Hubbard.[4] Ele foi, por mais de sete décadas, um dos porta-vozes e promotores mais ferrenhos da ficção científica.

Ackerman foi o editor e escritor principal da revista americana Famous Monsters of Filmland, bem como um ator, a partir da década de 1950 para o século XXI, e apareceu em pelo menos dois documentários relacionados com este período na cultura popular: dirigido por Michael R. MacDonald[5] e escrito por Ian Johnston,[6] Famous Monster: Forrest J Ackerman, que estreou no teatro egípcio em março de 2009, durante o Forrest J Ackerman Tribute; o do escritor e cineasta Jason V Brock , Ackermonster Chronicles! (2012)[7] e The Life of Twilight Zones Magic Man, sobre o falecido autor Charles Beaumont, um ex-cliente da agência de Ackerman.[8]

Também chamado de "Forry", "O Ackermonster", "4e" e "4SJ", Ackerman foi fundamental para a formação, organização e disseminação dos fãs de ficção científica nos Estados Unidos, e uma figura chave na percepção cultural mais ampla de ficção científica como uma obra literária, arte e gênero de filme. Famoso por seu jogos de palavras e neologismos, ele cunhou o apelido do gênero, "sci-fi".[9] Em 1953, ele foi eleito o " O Fã Personalidade Nº1" pelos membros da World Science Fiction Society, um Prêmio Hugo nunca concedido a qualquer outra pessoa.[10]

Foi fundador e proprietário do Museu do Horror, conhecido como Ackermansion, que teve como um de seus administradores o cineasta austríaco Norbert Franz Novotny, cuja mãe era brasileira e que foi co-fundador da empresa cinematográfica brasileira Cesar Nero Produções. Fotos de Norbert com Forrest J. Ackerman na Ackermansion podem ser vistas no site www.cesarnero.com.br.

Foi um dos primeiros e mais francos defensores do esperanto na comunidade de ficção científica.[11][12]

Referências

  1. Carlson, Michael (7 de dezembro de 2008). «Forrest J Ackerman». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  2. Robert Bloch. "Another Part of the Forrest" in Bloch's Out of My Head. Cambridge MA: NESFA Press, 198, 191-93
  3. «Forrest J Ackerman, writer-editor who coined 'sci-fi,' dies at 92». latimes.com. Consultado em 9 de setembro de 2016. 
  4. Corliss, Richard (6 de dezembro de 2008). «Sci-Fi's No. 1 Fanboy, Forrest J Ackerman, Dies at 92». Time. ISSN 0040-781X 
  5. «Michael MacDonald». IMDb. Consultado em 9 de setembro de 2016. 
  6. «Ian Johnston». IMDb. Consultado em 9 de setembro de 2016. 
  7. "The Ackermonster Chronicles!". IMDb.com
  8. «Richard Matheson remembers his good friend Charles Beaumont». cinefantastiqueonline.com. Consultado em 9 de setembro de 2016. 
  9. «Forrest J Ackerman, 92; Coined the Term 'Sci-Fi'». The Washington Post (em inglês). 7 de dezembro de 2008. ISSN 0190-8286 
  10. «1953 Hugo Awards» (em inglês). 26 de julho de 2007. Consultado em 9 de setembro de 2016. 
  11. «TIME». Time. ISSN 0040-781X 
  12. 4forry.best.vwh.net Archived 21 de julho de 2007, Wayback Machine.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Forrest J. Ackerman