Fulbert Youlou

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fulbert Youlou
1.º Presidente do Congo
Período 15 de agosto de 1960
a 15 de agosto de 1963
Sucessor(a) Alphonse Massamba-Débat
Primeiro-Ministro do Congo Congo
Período 8 de dezembro de 1958
a 21 de novembro de 1959
Antecessor(a) Jacques Opangault
Sucessor(a) cargo abolido
Dados pessoais
Nome completo Fulbert Youlou
Nascimento 9 de julho de 1917
Madibou, Pool
Flag of France.svg África Equatorial Francesa
Morte 5 de maio de 1972 (54 anos)
Madrid
Flag of Spain.svg Espanha
Alma mater Universidade Católica da África Central
Partido UDDIA
Religião Católico
Profissão Padre

Fulbert Youlou (Madibou, 9 de julho,[1][2][3] de 1917Madri, 6 de maio de 1972) foi um padre, líder nacionalista e político do Congo. Tornou-se o primeiro presidente daquele país, forçado a deixar o governo por uma revolta, em 1963.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Youlou nasce próximo de Brazzaville, sendo membro da tribo Lari, que é um subgrupo do grupo étnico Bakongos. Entrou no Seminário Menor de Brazzaville em 1929, indo posteriormente para o Seminário Maior de Yaoundé, no Camarões, para cursar Filosofia. Ensinou por um tempo no Seminário de Mbamou e em seguida foi para Libreville, no Gabão, para cursar Teologia. Foi ordenado sacerdote em 9 de junho de 1946. Foi pároco em Brazzaville, acumulando a função de capelão do hospital e do presídio locais.[4]

Vida política[editar | editar código-fonte]

Por causa de seu interesse pela política, se candidatando desde 1947 a cargos políticos, foi advertido várias vezes pela hierarquia da Igreja Católica. O estopim de sua crise com a Igreja foi em 1956, quando tentou um cargo na Assembleia Nacional Francesa. Suspenso pela Igreja, continuou usando a batina, contrariando o clero local. Isso o fortaleceu politicamente, pois foi visto pelos seus compatriotas como sendo uma vítima de discriminação, sendo a Igreja vista como manipulada por interesses europeus brancos. Fundou em 1956 a Union Démocratique pour la Défense des Intérêts Africains (UDDIA - União Democrática pela Defesa dos Interesses Africanos).

Em 18 de novembro de 1956 foi eleito prefeito de Brazzaville. Em maio de 1957, foi nomeado Ministro da Agricultura e deputado à Assembleia Legislativa provisória do Congo pelo Primeiro-Ministro Jacques Opangault. O UDDIA finalmente conseguiu a maioria na Assembléia Legislativa do Congo no ano seguinte. Opangault e Youlou clamaram uma maior autonomia política no Médio Congo, e o presidente francês Charles de Gaulle considerou a região a abandonar a Comunidade Francesa. Isso resultou na formação de um governo provisório chefiado por Youlou em 8 de dezembro de 1958.

O Congo conseguiu sua independência da França em 15 de agosto de 1960, e Youlou é confirmado como Presidente da República.

Deposição e exílio[editar | editar código-fonte]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • A arte negra ou as crenças na África central, sem data;
  • O matsouanisme (1955);
  • Diagnóstico e remédios. Rumo a uma fórmula eficaz para a construção de uma nova África (1956);
  • África para os africanos (1960);
  • Eu acuso a China (1966);
  • Como salvar a África (1967).

Referências

  1. African Powder Keg: Revolt and Dissent in Six Emergent Nations, de Ronald Matthews, lista o nascimento de Youlou como 9 de junho de 1917. Essa data também é listada em Annuaire parlementaire des États d'Afrique noire, Députés et conseillers économiques des républiques d'expression française (1962).
  2. Africana: The Encyclopedia of the African and African-American Experience, Henry Louis Gates Jr. e K. Anthony Appiah lista o nascimento de Youlou como 17 de junho de 1917.
  3. Encyclopedia of World Biography, por Gale Research Company, lista o nascimento de Youlou como 9 de julho de 1917.
  4. BOUTET, Remy. Les trois glorieuses ou la chute de Fulbert Youlou. Éditions Chaka, Collection Afrique contemporaine, 1990
Portal A Wikipédia possui o portal: