Gio Ponti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gio Ponti
Nascimento 18 de novembro de 1891
Milão
Morte 16 de setembro de 1979 (87 anos)
Milão
Sepultamento Cemitério Monumental de Milão
Cidadania Itália, Reino de Itália
Alma mater Politecnico di Milano
Ocupação arquiteto, artista, designer
Empregador Politecnico di Milano
Página oficial
http://www.gioponti.org/it/

Gio Ponti (Milão, 18 de novembro de 1891 — ibid., 16 de setembro de 1979) foi um arquiteto e designer italiano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Milão, dos pais Enrico Ponti e Giovanna Rigone. Gio Ponti fez serviço militar durante a Primeira Guerra Mundial nas Forças de Pontonier com o posto de Capitão, de 1916 até 1918, recebeu a medalha de bronze e a Cruz Militar.

Gio Ponti se graduou em arquitetura em 1921 pela Politécnica de Milão, e montou um estudio com os arquitetos Mino Fiocchi e Emilio Lancia em Milão. Mais tarde, ele foi parceiro com Lancia (Studio Ponti e Lancia, PL: 1926-1933); depois foi com os engenheiros Antonio Fornaroli e Eugenio Soncini (Studio Ponti-Fornaroli-Soncini, P.F.S.:1933-1945).

Em 1921, se casou com Giulia Vimercati; eles tiveram quatro filhos e oito netos. Em 1923 participou na primeira exibição bienal das artes decorativas em Monza, a qual foi seguida por seu envolvimento em organização da subsequente exibição trienal em Monza e em Milão.

De 1923 à 1230 ele trabalhou na Manufattura Ceramica Richard Ginori, em Milão e em Sesto Fiorentino, mudando completamente a imagem da companhia.

Em 1928 ele fundou a revista Domus. De 1936 a 1961 ele foi professor permanente na Faculdade de Arquitetura na Politécnica de Milão.

Em 1941 Giò Ponti resignou ao cargo de editor da revista Domus e criou a revista Stile, que foi editada até 1947. Em 1948 ele rotornou à Domus, da qual permaneceu editor até o fim de sua vida.

Em 1952 foi parceiro com o arquiteto Alberto Rosselli (Studio Ponti-Fornaroli-Rosselli, P.F.R>:1952-1976); após a morte de Rosselli ele continuou a trabalhar com seu velho companheiro Antonio Fornaroli.

Gio Ponti morreu em 16 de setembro de 1979.

Obras (seleção)[editar | editar código-fonte]

Denver Art Museum, Denver, Estados Unidos (1966–1972)
  • 1934 Faculdade de matemática da Universidade de Roma
  • 1936 Edifício comercial "Primo Palazzo Montecatini" em Milão
  • 1952 Edifício comercial "Secondo Palazzo Montecatini" em Milão
  • 1955-1959 Villa com parque, Lago Como
  • 1958 Torre de Pirelli (com Pier Luigi Nervi, Arturo Danusso e outros)
  • 1967 Chiesa per l'Ospedale di San Carlo em Milão
  • 1971 La Concattedrale em Tarent
  • 1974 Denver Art Museum em Denver, Estados Unidos

Literatura[editar | editar código-fonte]

  • Roccella, Graziella, Gio Ponti: Master of Lightness, Colônia: Taschen, 2009, ISBN 978-3-8365-0038-8
  • Green, Keith Evan, Gio Ponti and Carlo Mollino: Post-war Italian Architects and the Relevance of Their Work Today , Lewiston/Queenston/Lampeter: Edwin Mellen Press, 2006
  • Romanelli, Marco, Licitra Ponti, Lisa (ed.), Gio Ponti. A World, Milan: Abitare Segesta, 2003
  • La Pietra, Ugo, Gio Ponti, Nova Iorque: Rizzoli International, 1996
  • Licitra Ponti, Lisa, Gio Ponti, The Complete Work, 1928-1978, Cambridge (Mass.): MIT Press, 1990
  • Universo, Mario, Gio Ponti designer: Padova, 1936-1941, Roma: Laterza, 1989
  • Doumato, Lamia, Gio Ponti (Architecture series--bibliography), Monticello: Vance Bibliographies, 1981

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Gio Ponti