Giovanni d'Aniello

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Giovanni d'Aniello
Arcebispo da Igreja Católica
Núncio Apostólico na Rússia e Uzbequistão
D'Aniello (segundo, da direita para a esquerda) em encontro com o então governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg e o presidente do Brasil, Michel Temer, em 2016. Foto: Andre Borges/Agência Brasília.

Título

Arcebispo Titular de Pesto
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade eclesiástica
Diocese Nunciatura Apostólica na Rússia e Uzbequistão
Nomeação 1 de junho de 2020
Predecessor Celestino Migliore
Mandato 2020 -
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 8 de dezembro de 1978
por Dom Antonio Cece
Ordenação episcopal 6 de janeiro de 2002
Basílica de São Pedro
por Papa João Paulo II
Lema episcopal HUMILITAS ET CARITAS
"Humildade e Caridade"
Nomeado arcebispo 15 de dezembro de 2001
Dados pessoais
Nascimento Aversa
5 de janeiro de 1955 (66 anos)
Nacionalidade italiano
Funções exercidas Núncio Apostólico na República Democrática do Congo (2002-2010)
-Núncio Apostólico na Tailândia e no Camboja, Delegado Apostólico em Myanmar e no Laos (2010-2012)
-Núncio Apostólico no Brasil (2012-2020)
dados em catholic-hierarchy.org
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Giovanni d'Aniello (Aversa, 5 de janeiro de 1955) é um diplomata e arcebispo católico italiano, atual núncio apostólico na Rússia e Uzbequistão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi ordenado sacerdote em 8 de dezembro de 1978 pelo bispo de Aversa, Antonio Cece.[1] É doutor em Direito Canônico. Ingressou no Serviço Diplomático da Santa Sé em 1983, tendo desempenhado a sua atividade junto às representações pontifícias do Burundi, Tailândia, Líbano, Brasil e Seção para as Relações com os Estados da Secretaria de Estado, no Vaticano.[2]

Foi nomeado núncio apostólico na República Democrática do Congo, em 2001,[2] sendo consagrado como Arcebispo-titular de Pesto em 6 de janeiro de 2002 na Basílica de São Pedro pelo Papa João Paulo II, coadjuvado por Leonardo Sandri, substituto da Secretaria de Estado e por Robert Sarah, secretário da Congregação para a Evangelização dos Povos.[1] Em 2010, foi transferido para as nunciaturas de Tailândia e Camboja e delegacias de Laos e Myanmar.[1][3]

No dia 10 de fevereiro de 2012 o Papa Bento XVI o nomeou núncio apostólico no Brasil.[4]

No dia 17 de maio de 2015 presidiu a consagração do Santuário de Nossa Senhora de Fátima da Serra grande em São Benedito, Ceará, junto com Dom Francisco Javier Hernández Arnedo OAR, Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos, entre outros.

Em 6 de novembro de 2018 foi agraciado pelo presidente Michel Temer com a Ordem do Mérito do Trabalho Getúlio Vargas no grau de Grã-Cruz.[5]

No dia 1 de junho de 2020 o Papa Francisco o nomeou núncio apostólico na Rússia[6] e, em 14 de janeiro de 2021, núncio apostólico no Uzbequistão.[7]

Ordenações Episcopais[editar | editar código-fonte]

Dom Giovanni D'Aniello ordenou os seguintes bispos:[1]

  1. François-Xavier Maroy Rusengo (2005)
  2. Alexander Pyone Cho (2011)
  3. Carlos José de Oliveira (2019)

Foi co-consagrantes dos seguintes Bispos:

  1. Julien Andavo Mbia (2003)
  2. Marcel Madila Basanguka (2004)
  3. Kashala Ruwezi, S.D.B. (2004)
  4. Fridolin Ambongo Besungu, O.F.M.Cap. (2005)
  5. Vincent de Paul Kwanga Njubu (2005)
  6. Dieudonné Uringi Uuci (2005)
  7. Oscar Ngoy wa Mpanga, C.S.Sp. (2007)

Referências

  1. a b c d «Archbishop Giovanni d'Aniello [Catholic-Hierarchy]». www.catholic-hierarchy.org. Consultado em 8 de janeiro de 2016 
  2. a b «NOMINA DEL RAPPRESENTANTE PONTIFICIO NELLA REPUBBLICA DEMOCRATICA DEL CONGO» (em italiano). Sala de Imprensa da Santa Sé, RINUNCE E NOMINE, 15.12.2001 
  3. «NOMINA DEL NUNZIO APOSTOLICO IN THAILANDIA E IN CAMBOGIA E DELEGATO APOSTOLICO IN MYANMAR E IN LAOS» (em italiano). Sala de Imprensa da Santa Sé, RINUNCE E NOMINE, 22.09.2010 
  4. «NOMINA DEL NUNZIO APOSTOLICO IN BRASILE» (em italiano). Sala de Imprensa da Santa Sé, Rinunce e Nomine, 10.02.2012 
  5. «Decreto presidencial de 6 de novembro de 2018». Imprensa Nacional. Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  6. «Nomina del Nunzio Apostolico nella Federazione Russa» (em italiano). Sala de Imprensa da Santa Sé, Rinunce e nomine, 01.06.20120 
  7. «Nomina del Nunzio Apostolico in Uzbekistan» (em italiano). Sala de Imprensa da Santa Sé, Rinunce e nomine, 14.01.2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Precedido por
Anton Coşa
Brasão arquiepiscopal
Arcebispo-titular de Pesto

2001
Sucedido por
incumbente
Precedido por
Francisco-Javier Lozano Sebastián
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico na
República Democrática do Congo

20012010
Sucedido por
Adolfo Tito Yllana
Precedido por:
Salvatore Pennacchio
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico em Camboja e Tailândia

Sucedido por:
Paul Tschang In-Nam
Delegado apostólico no Laos e Myanmar
20102012
Precedido por
Lorenzo Baldisseri
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico no Brasil

20122020
Sucedido por
Giambattista Diquattro
Precedido por:
Celestino Migliore
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico na Rússia

2020
Sucedido por:
incumbente
Núncio apostólico no Uzbequistão
2021