Hans Refior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hans RefiorCombatente Militar
Ocupação Oficial
Serviço militar
Serviço Balkenkreuz.svg Wehrmacht
País Alemanha Nazista Alemanha Nazista
Patente Coronel
Conflitos

Segunda Guerra Mundial

Hans Refior foi um oficial alemão do Exército (Wehrmacht) durante a Segunda Guerra Mundial.

Segunda Guerra[editar | editar código-fonte]

Em 18 de março de 1945, o coronel Refior se tornou membro do Estado-Maior do Tenente-general (Generalleutnant) Helmuth Reymann durante a Batalha por Berlim. Reymann foi nomeado comandande da Defesa da Área de Berlim em 6 de março. Desde o inicio, era claro para Refior que o predecessor de Reymann, o General Bruno Ritter von Hauenschild, tinha deixado nada de útil para ele.

No começo de abril, Refior e Reymann concordaram com o fato de que Berlim não tinha chances de segurar um ataque inimigo com o que eles tinha tinham em mãos. Eles recomendaram ao ministro Joseph Goebbels que todos os civis na grande área da capital fossem evacuados. Refior e Reyman disseram que era de tremenda importância que as mulheres e crianças deixassem a cidade. A resposta de Goebbels deixou claro para Refior e Reymann que ele não tinha ideia da precariedade da situação e de toda a logistica necessaria para uma evacuação em massa.[1]

Refior e Reymann foram então tentar descobrir quantos soldados e quantas armas eles tinham de fato disponível para a "Defesa da Área de Berlim". Eles rapidamente descobriram que o título da missão não tinha significado. A "Defesa de Berlim" era apenas outra frase, como "Fortaleza" (Festung), que era proclamada por Adolf Hitler para seus comandantes quando de fato havia uma grosseira falta de suprimentos e homens disponíveis.[2]

Em 22 de abril, Reymann foi substituído pelo General Helmuth Weidling como comandante da Defesa da Área da capital. Weidling deixou Refior e fez dele membro do seu Estado-Maior "civil".

Na manhã de 26 de abril, Refior foi acordado enquanto dormia no Quartel-general de Weidling, o Bendlerblock. O que o acordou foi uma rajada de tiros. Ele sabia que essas rajadas eram normalmente uma "saudação" antes do maciço lançamento de misseis katyusha pelos russos.[3]

Em 2 de maio de 1945, junto com Weidling, Theodor von Dufving, e o restante do Estado-Maior e outros membros da equipe de Weidling, Refior se rendeu aos Soviéticos.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Beevor, Antony. Berlin: The Downfall 1945, Penguin Books, 2002, ISBN 0-670-88695-5, p. 177
  2. Beevor, Antony. Berlin: The Downfall 1945, Penguin Books, 2002, ISBN 0-670-88695-5, p. 178
  3. Beevor, Antony. Berlin: The Downfall 1945, Penguin Books, 2002, ISBN 0-670-88695-5, p. 320
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.