Hebe (programa de televisão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hebe
Logo do Programa na RedeTV!
Informação geral
Formato Programa de auditório
Gênero Talk Show
Duração 80 minutos
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Aurora Prado (1983-2002)[1]
Simone Lopes (2002-2005)
Mário Tadeu (2005-2008)
Ariel Jacobowitz (2008-2010)
Paulo Trevisan (2011-2012)
Produtor(es) Jose Salerno (programação)
Apresentador(es) Hebe Camargo
Tema de abertura Instrumental Hebe
Exibição
Emissora de televisão original 1° fase: 1966 - 1973 (Rede Record)
2° fase: 1974 - 1975 (Rede Tupi)
3° fase: 1979 - 1985 (Rede Bandeirantes)
4° fase: 1986 - 2010 (SBT)
5° fase: 2011 - 2012 (RedeTV!)
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080p (HDTV)
3D
Transmissão original 11 de abril de 1966 - 28 de agosto de 2012
N.º de temporadas 25
N.º de episódios 1235

Hebe foi um talk-show[2] brasileiro apresentado por Hebe Camargo.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Originalmente estreou em 11 de abril de 1966 na Rede Record, ficando até 1973 na emissora, quando passou para a Rede Tupi, entre 1974 e 1975, e logo após para a Band. Após sair da Band, a convite de Silvio Santos, Hebe Camargo estreou seu novo programa em 4 de março de 1986. Na atração, que já foi exibida às terças-feiras e também aos sábados, Hebe recebeu grandes nomes em seu sofá, entre eles de famosos artistas, políticos e personalidades internacionais.

Cenário do Programa da Hebe no SBT.

Em seu programa, Hebe Camargo diversas vezes chegou a expor sua visão sobre a política. Algumas vezes suas opiniões causaram certa polêmica como no caso do assassino Champinha, que matou o casal de jovens namorados Liana Friedenbach e Felipe Caffé em 2003. Dissertou diversas vezes sobre a falta de educação e respeito do dito assassino. A apresentadora também era famosa por dar beijos "selinho" em diversas personalidades. Um foco do programa são os famosos bordões da apresentadora entre eles “lindo de viver”, “que gracinha” e "fofura". Além das entrevistas, há o quadro Jornal da Hebe com convidados em que notícias da atualidade são debatidas com uma dose de humor, as últimas edições do quadro contaram com a participação de Eduardo Martini interpretando a senhora Neide Boa Sorte.

Em 13 de dezembro de 2010, depois de gravar o especial de réveillon do programa, a apresentadora surpreendeu a todos lendo no palco do programa um texto de próprio punho informando que ali foi a última gravação do programa pois a apresentadora não irá renovar com o SBT em 31 de dezembro de 2010 (data de vencimento do contrato).[3]

Em 27 de dezembro de 2010, o SBT exibe depois de quase 25 anos no ar o último episódio do programa na emissora de Silvio Santos. O canal exibiu na íntegra a despedida de Hebe Camargo da emissora.

Retorno após tratamento[editar | editar código-fonte]

No dia 8 de março de 2010, o programa voltou a ser exibido após o mesmo ser suspenso pela emissora, depois da revelação que Hebe Camargo estava com um câncer no linfoma. A atração contou com a participação de várias estrelas do SBT e de outras emissoras. A partir do dia 3 de maio de 2010 o programa passou a ser exibido das 22h15 às 23h15.

Participaram da volta da apresentadora, Xuxa, Ana Maria Braga, Marilia Gabriela, Astrid Fontenelle, Maisa Silva, Ivete Sangalo, Amilcare Dallevo, Daniela Albuquerque, Eliana, Roberto Justus, Ticiane Pinheiro, Carlos Massa, Ney Matogrosso, Maria Rita, Leonardo, Ivan Zurita entre outros.[4] A volta de Hebe as noites de segunda do SBT, alcançou uma média de 9 pontos.[5]

RedeTV![editar | editar código-fonte]

Depois de 24 anos na emissora da Silvio Santos, Hebe grava o último programa no SBT, pois seu contrato vencera no dia 31 de dezembro de 2010, no momento mais difícil de Silvio, Hebe sai do SBT. Depois de várias especulações sobre a sua suposta ida para a RedeTV!, a contratação da apresentadora foi confirmada em 31 de dezembro de 2010. Sua primeira aparição na RedeTV! foi no programa Manhã Maior, onde foi recepcionada por Daniela Albuquerque num tapete vermelho. A reestreia do programa foi no dia 15 de março de 2011. O programa foi exibido todas as terças, a partir das 22:00 h.

Retorno ao SBT e morte de Hebe[editar | editar código-fonte]

Em 27 de setembro de 2012, Hebe assinou um novo contrato com o SBT para retornar à sua antiga casa.[6] A emissora chegou a exibir um comercial anunciando a volta da apresentadora à sua grade de programação; porém, sua morte, ocorrida em 29 de setembro, pôs fim ao tão esperado retorno.

Audiência[editar | editar código-fonte]

Durante seus mais de 40 anos de exibição, o programa Hebe obteve bons índices de audiência. Durante a exibição na RedeTV! o programa obteve a pior média de audiência de sua história.

Televisão
Ano Emissora Média de audiência
1970 RecordTV 70% de share[7]
1986 SBT 30 pontos[8]
1992 19 pontos[9]
1993 18 pontos[9]
1994 17 pontos[10]
1995 14 pontos[9]
1996 20 pontos[11]
1997 23 pontos[9]
1998 20 pontos[12][13]
1999 20 pontos[14]
2000 18 pontos[15]
2001 23 pontos[8]
2002 21 pontos[15]
2003 19 pontos[15]
2004 14 pontos[15]
2005 12 pontos[15]
2006 11 pontos[15]
2007 9 pontos[15]
2008 10 pontos[15]
2009 8 pontos[15]
2010 11 pontos[16]
2011 RedeTV! 4 pontos[15]
2012 4 pontos[15]

Referências