Honda CB450DX

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Honda CB 450DX
Fabricante Honda
Produção 1983-1994
Sucessora Honda CB 500
Motor 447cc, quatro tempos, dois cilindros paralelos refrigerados a ar, comando simples no cabeçote, três válvulas por cilindro
Potência 43,6cv
Torque 4,3kgf.m
Transmissão 6 marchas
Altura 1134mm
Comprimento 2070mm

A Honda CB 450DX é uma motocicleta fabricada pela Honda por cerca de 12 anos. O modelo DX é o modelo de luxo da versão 400 cc da Honda, com discos de freios duplos na dianteira e motor bicilíndrico de 450 cc. Pode se considerar como sendo uma moto confortável e com boa relação custo-benefício.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Lançada em agosto de 1983 para suceder a clássica CB 400 (esta apelidada de "Tucunaré", que ficaria em produção até o ano seguinte). O motor de 395 cm3 passava a 447 cm3 (mediante maior diâmetro dos cilindros), denominando-a CB 450 (não CB III, como o projeto era conhecido dentro da marca). Com relação a CB 400, a moto era reestilizada e ganhava duas opções de acabamento, porém mantendo o tanque e as laterais de mesmo desenho. Trazia farol, painel e lanterna traseira de formato retangular, pára-lama, banco e rabeta bem mais modernos, obtendo um resultado satisfatório. A versão Custom priorizava o conforto com um guidão ainda mais alto, logotipos em dourado e cromados em profusão, inspirada nas motos Harley-Davidson. A rabeta tinha a lanterna e a alça de apoio do passageiro bem integradas. Já a Esporte ganhava estilo mais dinâmico e inspirado nas motos européias com pequena carenagem de farol, guidão em duas partes (e ajustável em até 10% para a frente e para trás), motor pintado de preto-fosco e grafismo mais alegre.

Em setembro de 1986, a Honda unificava as versões Custom e Esporte na CB 450 TR. na prática, a versão básica da 450 com o acréscimo do guidão alto da Custom e da alça para o passageiro da Esporte. Em novembro de 1987 a TR dá lugar a DX. As linhas eram as mesmas desde o lançamento da 450 e já começara a ficar obsoleta.

Em setembro de 1989 surgia a sua (quase) sucessora CBR 450, com quadro de perfil retangular, rodas de 17 pol e pneus mais modernos e motor levemente preparado (com 46,3 cv a 8.500 rpm). A partir daí apenas cores e grafismos mudavam a cada ano, até que a Honda interrompeu sua produção, em 1994. Ambas sairam de produção em 1994, porém a CB saiu como modelo 1994 e a CBR como modelo 1995. No lugar de ambas surgiu a CB 500, desta vez um projeto de moto totalmente nova.

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Possui motor de 447cc, quatro tempos, dois cilindros paralelos refrigerados a ar, comando simples no cabeçote, três válvulas por cilindro. Possui transmissão de 6 marchas, o que resulta em uma velocidade máxima de 161km/h.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma motocicleta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.