Ifé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde outubro de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja Ife.
Ifé
—  Cidade  —
Busto em bronze do rei de Ifé. Museu Britânico
Busto em bronze do rei de Ifé. Museu Britânico
Ifé está localizado em: Nigéria
Ifé
Localização de Ifé
Coordenadas 7° 28' N 4° 34' E
País Nigéria
Estado Osun
População (2003)
 - Total 501 952

Ifé (em iorubá: Ifè/Ilé-Ifẹ̀) é uma antiga cidade iorubá no estado de Osun, no sudoeste da Nigéria. Evidências arqueológicas indicam que o início da povoação da cidade remonta a 500 a.C. A sua população é estimada em 501 952 habitantes.[1]

Características[editar | editar código-fonte]

Ifé é hoje uma cidade de tamanho médio, onde estão localizados a Universidade Obafemi Awolowo e o Museu de História Natural da Nigéria. Seu povo pertence aos iorubás, um dos maiores na África. Ifé tem uma estação de televisão local chamada NAT Ife, várias empresas e é também o centro comercial para uma região agrícola. Inhame, mandioca, cacau, e tabaco são cultivados, o algodão é cultivado e usado para tecelagem. Hotéis em Ilé-Ife incluem o Hotel Diganga na estrada Ife-Ibadan; o Mayfair Hotel; a Obafemi Awolowo University Guest House etc. Ilé-Ife tem um estádio com uma capacidade para 9 000 pessoas e uma equipe de futebol da segunda divisão da liga profissional. O significado da palavra "Ife" na língua iorubá é "amor". Ife é também um nome.

História[editar | editar código-fonte]

Ifé é um dos reinos do Império Iorubá. As suas origens, mergulhadas na mitologia iorubá, não nos fornecem, do ponto de vista cronológico, um ponto inicial preciso. Os iorubás vieram do Nordeste, talvez do Alto Nilo, por vagas sucessivas, entre o século VI e o XI, com paragens, em particular no Império de Canem. Ifé provavelmente foi habitada no século VI, data mais antiga fornecida até agora pelo método do radiocarbono a materiais recolhidos de escavações na cidade.

Ela foi o centro de dispersão, sendo reconhecida por todos os iorubás como a fonte mística do poder e da legitimidade: o lugar de onde partia a consagração espiritual (sendo o Oni, chefe de Ifé, o grande pontífice) e para onde retornavam os restos mortais e as insígnias de todos os reis. Ifé era considerada uma cidade sagrada para os iorubás.

A organização de Ifé[editar | editar código-fonte]

Esta foi a primeira civilização do Império Iorubá a adotar a monarquia do tipo divina (essa possibilidade é muito aceita pelos peritos na civilização de Ifé). A cidade de Ifé era cercada por uma muralha que era, ao mesmo tempo, uma fortificação e um muro de barreira. O Reino do Benin está ligado a Ifé pelo seu fundador lendário, Oranyan, filho de Oduduwa, o mesmo que será o primeiro Rei do Oyo.

O vinculo social era o sangue: entre os iorubás, um indivíduo pertencia a uma família (Ebi) e, só por causa deste elo de sangue, a um Estado. Quando vários reis invocavam um antepassado comum (Oduduwa), havia, entre eles, uma relação de irmãos. Entre eles e aquele que ocupa o trono do ancestral de todos (o Oni de Ifé), havia o laço de filhos e pais. Apesar das várias lendas sobre a origem real da monarquia de Ifé, sempre o soberano é considerado um rei divino.

A unidade sociopolítica era a aldeia. Outro dado interessante sobre esta sociedade eram os teares, pois os homens também trabalhavam na tecelagem com pequenos teares onde confeccionavam pequenas tiras que, mais tarde, se uniam a grandes peças de panos feitas pelas mulheres nos grandes teares, formando a tapeçaria e vestuário de Ifé.

Localização[editar | editar código-fonte]

Situa-se na orla das florestas equatoriais que se estendem ao sudeste da atual Nigéria. Na Idade Média, era a capital religiosa e artística do território Ioruba e o centro da antiga República de Daomé, lugar de onde partia a consagração espiritual e para onde eram levados os restos mortais e as insígnias de todos os reis Iorubas. Era considerada uma terra santa pelos iorubás. A civilização de Ifé nasceu no coração da África, mais precisamente na sua costa Ocidental.

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Ifé

Referências

  1. "World Gazetteer" Acesso em 28/01/08.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Nigéria, integrado ao Projeto África, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.