Júlio Heinzelmann Petersen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde fevereiro de 2010)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Júlio Petersen
Informações pessoais
Nome completo Júlio Heinzelmann Petersen
Data de nasc. 30 de abril de 1918 (99 anos)
Local de nasc. Taquara (RS), Brasil Brasil
Falecido em 9 de novembro de 2002
Informações profissionais
Posição goleiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1933-1943
1943-1950
Brasil Internacional
Brasil Grêmio

Júlio Heinzelmann Petersen (Taquara, 30 de abril de 19189 de novembro de 2002) foi um intelectual, futebolista e árbitro de futebol gaúcho.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Júlio Petersen iniciou a carreira no Internacional, subtituindo ao goleiro Penha, titular absoluto da equipe na década de 1930. Assumiu a titularidade em 1938, fazendo parte da formação inicial do lendário Rolo Compressor. Pelo Internacional, conquistou cinco títulos gaúchos.

Após tornar-se reserva do goleiro Ivo Winck, em 1942, pediu a liberação do Internacional no ano seguinte, para cuidar da doença de sua esposa. Ainda em 1943, transferiu-se para o Grêmio.

No Tricolor, Júlio Petersen conquistou os Campeonatos Gaúchos de 1946 e 1949. Em 1949, recebeu o Prêmio Belfort Duarte, entregue pela Confederação Brasileira de Desportos (CBD), tornando-se o primeiro atleta gaúcho a receber a distinção. Ao se aposentar, em 1950, tornou-se treinador dos juvenis do clube. Júlio Petersen foi também árbitro de futebol.

A partir de 1943, ao longo de sua vida, Júlio Petersen reuniu um dos maiores acervos particulares de livros do sul do Brasil, dispondo entre suas obras vários exemplares raros dos mais variados temas, diversos deles sobre a História do Rio Grande do Sul. Ele costumava emprestar e disponibilizar sua coleção para pesquisadores mediante a condição de que estes devolvessem os empréstimos prontamente com uma cópia do resultado das pesquisas obtidas, visando a multiplicação de material sobre aquelas temáticas. Em 23 de julho de 1959 recebe o título de cidadão honorário de Porto Alegre. Após sua morte, aos oitenta e quatro anos, a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul adquiriu a biblioteca particular de Petersen, que hoje constitui um acervo especial dentro da Biblioteca Central Irmão José Otão[1]

Uma de suas filhas, Sílvia Regina Ferraz Petersen, sob influência deste ambiente intelectual tornou-se uma prodigiosa historiadora, sendo uma referência nos estudos de História Social do Trabalho e Teoria e Metodologia da História. Professora na UFRGS desde o final da década de 1960, Sílvia Petersen é reconhecida pelos seus pares e alunos por seu rigor e dedicação à atividade docente e a pesquisa.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Internacional
Grêmio

Prêmiações[editar | editar código-fonte]

Grêmio

Referências

  1. «PUCRS adquire acervo de Júlio Petersen». Fundaplub. Fundaplub.com.br. Consultado em 11 de junho de 2009 


Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.