Jane Eyre (filme de 2011)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jane Eyre
Gardens at Haddon Hall - geograph.org.uk - 1770560.jpg
Reino UnidoEstados Unidos
colorido • 120 minutos
Direção Cary Joji Fukunaga
Produção Alison Owen
Roteiro Moira Buffini
Baseado em Jane Eyre
Elenco Luisa Rivelli
Simon McBurney
Craig Roberts
Harry Lloyd
Holly Grainger
Imogen Poots
Jamie Bell
Judi Dench
Mia Wasikowska
Michael Fassbender
Sally Hawkins
Sophie Ward
Tamzin Merchant
Valentina Cervi
Gênero Romance • filme dramático
Música Dario Marianelli
Cinematografia Adriano Goldman
Companhia(s)
produtora(s)
BBC, Focus Features
Distribuição Universal Studios
Lançamento 1º de dezembro de 2011

Jane Eyre é um filme britânico de drama romântico dirigido por Cary Fukunaga e estrelado por Mia Wasikowska e Michael Fassbender. O roteiro é de Moira Buffini, com base no romance homônimo de Charlotte Brontë.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme teve um lançamento limitado em quatro cinemas nos Estados Unidos, em 11 de março de 2011. O filme arrecadou US $182,885, uma média por cinema de $45,721[1] – a melhor estréia especial de 2011.[2] Em 14 de julho de 2011, chegou ao total de US $11,242,660 na América do Norte.[1] Depois dos EUA, ele foi lançado em vários países durante a primavera e o verão de 2011, mas apenas em 9 de setembro foi lançado no Reino Unido e Irlanda. Em sua semana de abertura, Jane Eyre, debutou em terceiro nas bilheterias do Reino Unido, atrás de The Inbetweeners Movie e Amigos com Benefícios.

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

O agregador Rotten tomatoes informa que 86% das 138 avaliações são favoráveis.[3] O consenso do site é que "Cary Fukunaga direciona uma ardente e elegante adaptação, enquanto Mia Wasikowska oferece, possivelmente, o melhor retrato da personagem título de sempre."[4]

A. O. Scott fez o filme "NYT Escolha Dos Críticos", dizendo: "Este Jane Eyre, de forma contundente, dirigido por Cary Tugaman Fukunaga (Sin Nombre) a partir de um inteligente roteiro de Moira Buffini (Tamara Drewe), é um magnífico exemplo de como enfrentar o difícil dever de transformar uma obra amada da literatura clássica em um filme. Nem uma atualização radical ou um duro exercício de torna-lo facilmente acessível por causa do respeito cultural, o filme do Sr.Fukunaga conta o seu velho conto com um vigor animado e senso astuto emocional aos detalhes."[5]

Richard Corliss da Time afirmou que o desempenho de Mia Wasikowska foi uma das 10 melhores Performance de Filmes em 2011.[6]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Year of ceremony Award Category Recipiente(s) Resultado
2011 National Board of Review Awards[7] Prêmio

por várias
atuações

Michael Fassbender (Também por Shame, Um Método Perigoso, e X-Men: First Class) Venceu
Satellite Awards Melhor Figurino Michael O'Connor Indicado
British Independent Film Awards[8] Melhor Atriz Mia Wasikowska Indicado
Los Angeles Film Critics Association Awards Melhor Ator Michael Fassbender (Também por Shame, Um Método Perigoso, e X-Men: First Class) Venceu
2012 Central Ohio Film Critics Association Awards[9] Ator do Ano Michael Fassbender (Also for Shame, A Dangerous Method, and X-Men: First Class) Indicado
Goya[10] Melhor Filme Europeu Produtores Indicado
Australian Academy of Cinema and Television Arts Award[11] Melhor Atriz Internacional Mia Wasikowska Indicado
Evening Standard British Film Awards[12] Melhor Ator Michael Fassbender (também por Shame) Venceu
Prêmio do London Film Museum para Realização Técnica Michael O'Connor Indicado
BAFTA[13] Melhor Figurino Michael O'Connor Indicado
Óscar[14] Melhor Figurino Michael O'Connor Indicado
Sant Jordi Award Melhor Ator Internacional Michael Fassbender (Também por Shame, Um Método Perigoso, e X-Men: First Class) Venceu
Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. a b "Jane Eyre (2011)".
  2. Knegt, Peter (13 March 2011). «Box Office: "Jane Eyre" Gives 2011 Its Best Specialty Debut». indieWire. Consultado em 13 March 2011  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  3. «Jane Eyre (2011)». Rotten Tomatoes. Consultado em 10 April 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Jane Eyre (2011): Top Critics». Rotten Tomatoes. Consultado em 7 April 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. Scott, A. O. (10 March 2011). «Radiant Spirit Blossoms in Barren Land». The New York Times. Consultado em 9 September 2011  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  6. Corliss, Richard (7 December 2011). «The Top 10 Everything of 2011 – Mia Wasikowska for Jane Eyre». Time. Consultado em 13 December 2011  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  7. "National Board of Review Announces 2011 Awards; HUGO Takes Top Prize".
  8. "Nominations and jury revealed for the Moët British Independent Film Awards" Arquivado em 3 de janeiro de 2012, no Wayback Machine..
  9. "Central Ohio Film Critics Nominations".
  10. «Goya Awards 2012: Finalists». Goya Awards. Consultado em 11 January 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  11. "AACTA International Award Nominees Announced"[ligação inativa].
  12. "‘Shame’ leads the pack at the Evening Standard Film Awards Nominations!"
  13. "BAFTA Film Awards Nominations in 2012".
  14. "Hugo leads 2012 Oscar Nominations with 11".
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme britânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.