Joe le taxi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Joe le taxi"
Single de Vanessa Paradis
do álbum M & J
Lado B "Varvara Pavlovna"
Lançamento 27 de abril de 1987
Formato(s) 7-inch single, 12-inch single
Gravação 1987
Gênero(s) Pop, bubblegum pop
Duração 3:54
Gravadora(s) Polydor
Composição Étienne Roda-Gil
Franck Langolff
Produção Bertrand Châtenet
Philippe Osman
Franck Langolff
Cronologia de singles de Vanessa Paradis
"La magie des surprises parties"
(1983)
"Manolo Manolete"
(dezembro de 1987)

"Joe le taxi" (em português: Joe o taxista) é uma canção da cantora francesa Vanessa Paradis, de 1987, escrita por Étienne Roda-Gil e composta por Franck Langolff. Ela foi incluída no álbum de estreia de Vanessa, M & J, em 1988.

A canção, que fala de um taxista que passeia pelas ruas de Paris, alcançou um sucesso estrondoso na França (onde ficou no topo das paradas por 11 semanas)[1] e no resto do mundo, o que é incomum para uma canção em francês. Na França, "Joe le taxi" é o 84º single com as melhores vendas de todos os tempos.[2]

No Brasil, a canção alcançou grande sucesso na voz de Angélica com uma versão em português, "Vou de Táxi".

São estimadas, ao todo, a venda de 3 000 000 unidades.[3]


História[editar | editar código-fonte]

O sucesso na França[editar | editar código-fonte]

"Joe le taxi" foi o primeiro sucesso de Vanessa Paradis, que tinha apenas 14 anos quando o single foi lançado no dia 27 de abril de 1987.[4] Só foram precisos 3 meses para que ele chegasse ao 1º lugar de melhores vendas na França, permanecendo no topo por 11 semanas.

Durante esse período, a canção tocava 450 vezes por semana em todas as rádios francesas e 30.000 unidades eram compradas diariamente.[5] Vanessa fez mais de 30 aparições televisivas (Sacrée Soirée, Champs-Élysées, La nouvelle affiche, etc.) e apareceu constantemente em capas de revistas (Paris Match, Télé 7 Jours, OK ! magazine, etc.).[6]

Esse sucesso transformou a jovem cantora em um fenômeno em seu país, onde a superexposição veio acompanhada de uma enorme corrente de ódio e humilhação, que a fez se tornar a ovelha negra da música e das celebridades. Em janeiro de 1988, no Midem, ela é vaiada por todo o público durante sua apresentação. Pouco a pouco, Vanessa entrou em uma depressão que lhe faz querer largar tudo, mas ela resolveu continuar na profissão após o sucesso mundial de "Joe le taxi".[7]

O sucesso internacional[editar | editar código-fonte]

Depois de ser lançado na França, o single é lançado em junho de 1987 na Bélgica, Suíça e em Israel, onde alcança o 1º lugar nas vendas. Em setembro, ele sai na Alemanha e na Holanda e em novembro, na Suécia, Dinamarca e Noruega. Ele consegue alcançar o Top 10 de vendas na maior parte desses países.[8] O single consegue até mesmo alcançar o topo da parada musical Eurochart, que totaliza as melhores vendas europeias, o que é raro para uma canção em francês. Em dezembro, ele é lançado no Canadá, onde ele permanece em 1º lugar por 8 semanas.

Todo esse sucesso começa a intrigar um país pouco inclinado às produções em língua francesa: a Inglaterra. Lá, single é lançado no dia 25 de janeiro de 1988[9] e se torna a primeira canção em francês a atingir o Top 3 de vendas após "Je t'aime… moi non plus" de Serge Gainsbourg e Jane Birkin em 1969.[10] Vanessa participa até mesmo duas vezes do famoso programa musical britânico, Top of the Pops.[11]

Um ano após seu lançamento na França, "Joe le taxi" é lançado na América do Sul, na Itália, Espanha, Portugal, Austrália e no Japão. Para facilitar o acesso a algumas rádios locais, uma versão em espanhol é gravada: "Joe el taxi".[12] Mais uma vez, a canção alcança o Top 10 na maior parte desses países.

A história de "Joe le taxi" no exterior acaba com seu lançamento nos Estados Unidos em março de 1989, dois anos após o lançamento na França. As filmagens do filme Boda Branca[13] acabam impedindo Vanessa de fazer a divulgação da canção, que acaba por fracassar em solo americano.

O videoclipe[editar | editar código-fonte]

O videoclipe de "Joe le taxi" foi gravado no primeiro semestre de 1987 por Jean-Sébastien Deligny, que mais tarde, virou o diretor habitual do grupo de rock Placebo.[14]

O videoclipe existe apenas para a versão original em francês da canção e ele foi usado para promover o clipe no mundo inteiro. No vídeo, Vanessa aparece usando um moletom e calças jeans dançando perto de um táxi amarelo enquanto duas sombras de homens tocam saxofone.

A versão ao vivo de 2008 teve também um videoclipe extraído do DVD de Divinidylle Tour, dirigido por Didier e Thierry Poiraud.

O lado B: Varvara Pavlovna[editar | editar código-fonte]

O lado B de "Joe le taxi" é a canção "Varvara Pavlovna", escrita por Bertrand Chatenet e composta por Franck Langolff.

A canção só foi incluída em CD em 2007 no álbum Divinidylle Tour em versão ao vivo. A versão de estúdio só aparece em 2009, na coletânea Best of.

Vanessa nunca a cantou na televisão.

Versões[editar | editar código-fonte]

"Joe le taxi" foi disponibilizado em versão single e em versão longa. A versão em espanhol, "Joe el taxi", só existe em versão single.

Vanessa incluiu a canção em todas as suas 4 turnês: a Natural High Tour[15] de 1993, a Bliss Tour [16] de 2001, a Divinidylle Tour[17] de 2007/2008 e a Concert Acoustique Tour[18] de 2010/2011.

A versão ao vivo do CD Divinidylle Tour foi lançada em 2008 como single para promover o álbum.

Covers[editar | editar código-fonte]

Vários artistas fizeram covers da canção pelo mundo, entre eles:

Na televisão[editar | editar código-fonte]

A 1º vez que Vanessa cantou "Joe le taxi" na televisão foi no dia 3 de junho de 1987 no programa La nouvelle affiche. A transmissão permitia o público eleger sua canção preferida. Vanessa ganhou e voltou para a cantar uma segunda vez no dia 1º de julho.

Aparições em destaque: No dia 15 de julho, Vanessa fez sua 1º entrevista no programa Top 50. No dia 13 de agosto, ela foi entrevistada no Journal de 13h.[19] No dia 20 de agosto, ela apareceu no canal TF1.[20]

O 1º programa importante onde Vanessa cantou "Joe le taxi" quando a música atingiu o 1° lugar do Top 50, é Sacrée Soirée no dia 2 de setembro.

Em outubro e novembro, Vanessa Paradis fez a divulgação na Europa, aparecendo nas televisões alemãs, holandesas, suecas e norueguesas. Ela apareceu nas televisões inglesas em fevereiro de 1988 e nas italianas e espanholas em julho do mesmo ano.

Desempenho nas Paradas Musicais e Vendas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «lescharts.com – Vanessa Paradis – Joe le taxi». LesCharts.com (em French). Consultado em 10 de janeiro de 2008 
  2. «infodisc.fr – Best-selling singles of all time in France». Infodisc.fr (em French). Consultado em 8 de agosto de 2008 
  3. Fonte: [1]
  4. Date indicada no jornal Libération do dia 31 de agosto de 1987.
  5. Segundo a revista Jours de France do dia 7 de maio de 1988.
  6. Visual das capas de Vanessa Paradis em 1987 disponíveis em: [2] Arquivado em 11 de março de 2009, no Wayback Machine.
  7. Entrevista de Vanessa Paradis para a revista 'OK ! Magazine' do dia 1º de agosto de 1988 : « ...hoje eu saio amadurecida desse período. Eu adoro minha profissão, [...], e isso me dá a energia necessária para continuar. Eu redescobri meu sorriso. »
  8. Fonte: [3]
  9. Como indicado em um adesivo promocional. Visual disponível no site: [4]
  10. Indicação dada na revista Rolling Stone do dia 3 maio de 1990.
  11. Participações nos dias 25 de fevereiro e 10 março de 1988 no canal britânico BBC.
  12. Escrita por Étienne Roda-Gil.
  13. Do dia 3 de abril ao 24 de maio como indicado no jornal Libération do dia 8 de maio de 1989.
  14. Indicação dada no VHS Vanessa Paradis: Tous ses clips.
  15. Disponível no CD Vanessa Paradis Live.
  16. Disponível no CD e DVD Vanessa Paradis au Zénith.
  17. Disponível no CD e DVD Divinidylle Tour.
  18. Disponível no CD e DVD Une nuit à Versailles.
  19. Vanessa foi entrevistada em um carro. Pedaços da entrevista passam frequentemente no programas Les Enfants de la télé e Les Premiers Pas.
  20. Vanessa Paradis é entrevistada ao vivo por Jean-Pierre Pernaut.
  21. «PRESS KIT». Polydor / Polygram. Consultado em 5 de julho de 2009 
  22. «Nederlandse Top 40 – week 41 – 1987». Top 40 (em Dutch). Consultado em 10 de janeiro de 2008 
  23. «Musicline.de – Vanessa Paradis – Joe Le Taxi». Musicline.de (em German). Consultado em 7 de agosto de 2008. Arquivado do original em 3 de outubro de 2011 
  24. «The Irish Charts». IRMA. Consultado em 10 de janeiro de 2008 
  25. «Chart Stats – Vanessa Paradis – Joe Le Taxi». Chart Stats. Consultado em 7 de agosto de 2008 
  26. «Chartsinfrance.net – Vanessa Paradis's certifications in France». ChartsInFrance.net (em French). Consultado em 8 de agosto de 2008. Arquivado do original em 25 de julho de 2008  |urlmorta= e |datali= redundantes (ajuda)
  27. «Infodisc.fr – Vanessa Paradis's certifications and sales in France See: "Les Ventes" => "Toutes les certifications depuis 1973" => "PARADIS Vanessa"». Infodisc.fr (em French). Consultado em 8 de agosto de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]