Johann Reuchlin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Johann Reuchlin
Nome nativo Johannes Reuchlin
Nascimento 29 de janeiro de 1455
Pforzheim
Morte 30 de junho de 1522 (67 anos)
Estugarda
Cidadania Alemanha, Sacro Império Romano-Germânico
Alma mater antiga universidade de Orléans
Ocupação filósofo, teólogo, escritor, tradutor, professor universitário, jurista
Empregador Universidade de Tubinga, Universidade de Basileia
Movimento estético Renascimento alemão
Religião Igreja Católica

Johann Reuchlin (29 de Janeiro, 1455 - 30 de Junho, 1522) foi um humanista alemão e professor de grego e hebraico, sendo uma das maiores referências do ensino desses idiomas em sua época. Foi lido e estudado posteriormente por historiadores como Ludwig Geiger.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Johann Reuchlin nasceu em Pforzheim, onde seu pai foi um oficial de um Mosteiro Dominicano. Tornou-se professor em Heidelberg e, por fim, tido como pai dos estudos hebreus modernos. Já no ano de 1506, publica sua primeira gramática da língua hebraica e em 1523 já estava na primeira cadeira de grego estabelecida em Viena.

Apesar de cristão, foi influenciado pela Cabala, como Pico della Mirandola. Deste modo, Zohar, a incorporação da Cabala, entrou em voga nos sistemas de todos os místicos do século XVI.Reuchlin escreveu em seu livro De Arte Cabbalistica:

"Meu professor Pitágoras, o pai da filosofia, tomou seus ensinamentos de Kabbalistas... ele foi o primeiro a traduzir a palavra Kabbalah, desconhecida de seus contemporâneos, para a palavra grega filosofia... a Kabbalah não nos permite viver nossas vidas no pó, mas eleva nossas mentes à altura do conhecimento."

Livros[editar | editar código-fonte]

  • De Arte Cabbalistica
  • De Verbo Mirifico

Referências[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Johann Reuchlin