José Aristodemo Pinotti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2012). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
José Aristodemo Pinotti
Nascimento 20 de dezembro de 1934
São Paulo
Morte 1 de julho de 2009 (74 anos)
São Paulo
Cidadania Brasil
Alma mater Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Ocupação cirurgião, ginecologista, político
Empregador Universidade de São Paulo, Universidade Estadual de Campinas

José Aristodemo Pinotti (São Paulo, 20 de dezembro de 1934 — São Paulo, 1 de julho de 2009) foi um médico ginecologista e político brasileiro.

Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

Pinotti formou-se em medicina na Universidade de São Paulo em 1958. Especializou-se em câncer ginecológico e mamário na Universidade de Florença, Istituto Nazionale dei Tumori de Milão e Institute Gustave Roussy de Paris.

Foi diretor executivo do Instituto da Mulher do Hospital das Clínicas de São Paulo e chefe do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da USP.

Suas atividades científicas incluíram mais de mil publicações entre livros, artigos, monografias e participação em congressos nacionais e internacionais.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Foi nomeado reitor da UNICAMP pelo então governador Paulo Maluf em decreto publicado no dia 20 de fevereiro de 1982, tendo permanecido no cargo até meados de 1986 – já na gestão de Franco Montoro. Durante sua gestão foi instalada a prefeitura do campus, oficialmente estabelecido o Instituto de Geociências e criados o Instituto de Economia e a Faculdade de Educação Física.

Pinotti foi secretário da Educação do Estado de São Paulo entre 1986 e 1987 (gestão Montoro); secretário Estadual da Saúde de 1987 a 1991 (gestão Quércia); presidente da Fundação Ulysses Guimarães, entre 1995 a 1997; secretário de Saúde na Prefeitura de São Paulo em 2000 (gestão Régis de Oliveira), secretário municipal de Educação São Paulo entre 2005 e 2006 (gestão Serra), secretário estadual de Ensino Superior em 2007 (gestão Serra) e secretário municipal especial da Mulher de São Paulo (gestão Kassab).

Também foi candidato à prefeitura de São Paulo em 1996, pelo PMDB, tendo 101.356 votos (5º colocado).

Antes de filiar-se ao DEM, em 2007, passou pelo PMDB (entre 1989 e 1997 e entre 2001 e 2003), quando foi também presidente da Fundação Ulysses Guimarães, pelo PSB (entre 1997 e 1998), pelo PV (entre 1999 e 2001), e pelo PFL (entre 2003 e 2007).[1]

Estava em seu terceiro mandato como deputado federal e licenciou-se em 04/03/09 para tratamento de um câncer de pulmão, tendo falecido em 01 de julho de 2009.[2]

Seu suplente Milton Vieira assumiu a sua vaga.

Precedido por
Plínio Alves de Moraes
Reitor da Unicamp
19821986
Sucedido por
Paulo Renato Souza

Referências

  1. «Morre o médico e deputado federal José Aristodemo Pinotti». 1 de julho de 2009. Consultado em 7 de fevereiro de 2015. 
  2. «Morre o médico e deputado federal José Aristodemo Pinotti». 1 de julho de 2009. Consultado em 7 de fevereiro de 2015.