Kaesong

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kaesong
개성특급시
Localização de Kaesong na Coreia do Norte
Localização de Kaesong na Coreia do Norte
Coordenadas 37° 58' N 126° 33' E
País Coreia do Norte
Província Província de Hwanghae do Norte
Cidade governada diretamente Kim Jong-Il
Área  
  Total 1309 km²
Altitude 489 m
População  
  Cidade 338.440
    Densidade   101/km²

Kaesong (hangul: 개성특급시; hanja: 開城特級市; rr: Gaeseong-Teukgeupsi) é uma cidade histórica da Coreia do Norte, situada no extremo sul do país, perto da fronteira com a Coreia do Sul. Junto a Kaesong encontra-se o único complexo industrial do país em conjunto com empresas estrangeiras.

É uma das duas principais cidades da província de Hwanghae, em conjunto com a capital Sariwon. Ambas possuem mais de 300.000 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Templo Anhwa.

As origens da cidade são incertas, emboras as primeiras notícias de sua existência foram encontradas durante a Dinastia Goryeo, que tinha a sua origem aqui.

Quando Yi Songgye destronou a dinastia Goryeo em 1392 e estabeleceu o reino da Coreia, transladou a capital de Kaesong para Hanyang (hoje em dia Seul). Kaesong seguiu sendo parte da província de Kyonggi até a Guerra da Coreia. Em 1951 a cidade (que pertencia à Coreia do Sul) foi ocnquistada pela Coreia do Norte. Os arredores da cidade também passaram a ser nortecoreanos e a zona foi renomeada como Região de Kaesong (Kaesŏng Chigu; 개성 지구;开城地区).

Em 2002 a Região Industrial de Kaesong foi adicionada a Kaesong. E em 2003 o resto de Kaesong passou a formar a província de Hwanghae do Norte.

A cidade é próxima da Zona Desmilitarizada da Coreia que divide as duas Coreias. Quando a Coreia era dividida pelo paralelo 38, depois da Segunda Guerra Mundial, Kaesong ficava do lado sul da fronteira (dentro da Coreia do Sul). Kaesong, dependendo da perspectiva, é a única cidade ocupada pela Coreia do Norte, ou a única cidade liberada pelo Exército Norte-coreano

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localizada numa altitude de 489 metros, no centro da Península da Coreia, faz fronteira com a província de Kyonggi a leste, a província de Hwanghae do Norte ao norte, a província de Hwanghae do Sul ao Sul e a província de Kangwon a oeste. Kaesong encontra-se ao sul da Coreia do Norte, perto de um rio estreito. Cobre uma superfície de 1309 km², e a zona urbana é cercada pelas montanhas Songak (489 m) e Pongmyong (476 m).

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima de Kaesong é do tipo continental com quatro estações. A temperatura média anual é de 10,9 graus centígrados. A precipitação anual média encontra-se entre os 700 e 800ml. Os meses de inverno são frios e sem chuvas. No outono a cidade se vê ameaçada, muitas vezes, por tufões. Na primavera e outono as temperaturas são suaves e o clima agradável.

Divisões administrativas[editar | editar código-fonte]

Localização de Kaesong em Hwanghae do Norte.

Em 2002 o governo dividiu a região de Kaesong na cidade de Kaesong e mais três condados:

  • Kaesong-si(개성 시 开城市) Cidade de Kaesong
  • Changpung-gun (장풍 군 长豊郡) Condado de Changpung
  • Kaepung-gun (개풍군 开豊郡) Condado de Kaepung
  • Panmun-gun (판문 군 板门郡) Condado de Panmun

Em 2003, Panmun-gun e parte de Kaesong-si foram separados da região de Kaesong e se fusionaram para formar a região industrial de Kaesong. A parte restante de Kaesong formou parte de Hwanghae do Norte em 2002.

Zona residencial de Kaesong.

No começo a nova região foi chamada de Songdo, por ser a antiga capital de Goryeo.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Em 1921 a cidade tinha 37.000 habitantes e desde então, aumenta rapidamente, já que em 1935 chegou a mais de 54.000. Em 2005 a cidade chegou aos 338.000 habitantes. A expectativa de vida para os homens é de 68 anos e para as mulheres de 74 anos. A fome e descaso com a saúde reduziram consideravelmente a expectativa de vida. Hoje em dia a densidade populacional é de 101 habitantes por km².

Kaesong é etnicamente homogênea (mais de 99% é norte-coreana) e tem uma baixa percentagem de estrangeiros.

A tabela ilustra o crescimento populacional da cidade desde a época em que era uma província japonesa.

        Ano         População
1921 37.000
1929 45.000
1932 49.700
1935 54.400
        Ano         População
1967 140.000
1976 240.000
1981 259.000
2005 338.155

Turismo[editar | editar código-fonte]

Pix.gif Monumentos e sítios históricos de Kaesong *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Kaesong03.JPG
Escola de Arte de Kaesong
País Coreia do Norte
Tipo Cultural
Critérios ii, iii
Referência 1278
Região** Ásia e Oceania
Coordenadas 37° 58' 54" N 126° 30' 29" E
Histórico de inscrição
Inscrição 2013  (37ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

Os acontecimentos históricos ocorridos durante a Dinastia Goryeo (918-1392) converteram Kaesong em uma das cidades mais históricas da Coreia do Norte. As casas da parte baixa da cidade, de estilo coreano, são o lado oposto a arquitetura monumental da capital Pyongyang.

Tem dois hotéis na cidade onde os turistas podem se hospedar, o Hotel Kaesong e o Hotel Janamsan, de estilo tradicional.

A 14 quilômetros a sudoeste encontra-se a tumba do Rei Kongmin, trigésimo primeiro rei da dinastia Goryeo. Na estrada que leva à Pakyon, o viajante encontra a tumba do Rei Wan Kon (877-943), fundador da Dinastía Goryeo. Possui parques naturais, como por exemplo o Monte Songak.

Em 2005 500 turistas sul-coreanos entraram pela primeira vez em Kaesong, o que confirma as intenções do governo da Coreia do Norte de desenvolver o turismo desta região, bem como nas montanhas Kumgang.[1]

UNESCO[editar | editar código-fonte]

A UNESCO inscreveu os Monumentos e sítios históricos de Kaesong como Patrimônio Mundial por "testemunharem a história e cultural da Dinastia Goryeo durante os Séculos X a XIV... de valor crucial para a história da região"[2]

Economia[editar | editar código-fonte]

Zona industrial de Kaesong.

Além de ser conhecida como cidade do ginseng, pela grande produção local, Kaesong é o principal centro de indústria rápida da Coreia do Norte. Em 2004 foi construída a primeira fase de um parque industrial destinado a empresas estrangeiras, uma iniciativa única na política do regime comunista. Graças a isso, é a única cidade da Coreia do Norte onde existe cooperação econômica entre as duas Coreias, mesmo com algumas tensões entre os dois países, o que atrapalhou mas não pôs fim ao acordo.[3]

Cultura[editar | editar código-fonte]

A Universidade Goryeo, a Universidade Comunista e a Escola de Arte encontram-se em Kaesong. O museu de História de Kaesong tem muitas obras de arte Goryeo, relíquias culturais e as tumbas dos Reis Wanggon e Kongmin. Nas cercanias da cidade encontram-se os palácios das dinastias reais. Vinte e quatro quilômetros ao norte de Kaesong está a Quesa Pagyon e o Castelo Taehung.

Cidades irmãs[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. O boom das Excursões à Coreia do Norte Reprodução de uma reportagem do Korea Times 30 de dezembro de 2005. (em inglês)
  2. Historic Monuments and Sites in Kaesong. UNESCO World Heritage Centre - World Heritage List (whc.unesco.org). Em inglês ; em francês ; em espanhol. Páginas visitadas em 14/12/2013.
  3. O Acordo de Livre Comércio entre Coreia do Sul e EUA supera os maiores obstáculos (em inglês), The New York Times, 3 de abril de 2007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
'
Capital da Coreia
919–1394
Sucedido por
Hanseong