Kobanî

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O centro de Kobanî, durante a batalha pela cidade, em 2014.

Kobanî ou Kobanê (em curdo: ‏کۆبانێ‎ , transl. Kobanê ou ‏کۆبانی‎ , transl. Kobanî; em árabe عين العرب , transl. "Ain al-Arab": "fonte dos árabes") é uma cidade curda-síria, na fronteira com a Turquia, no norte da província de Alepo.[1][2]

Pouco antes da Guerra civil síria, a cidade contava com cerca de 400 mil habitantes. Porém, com a deflagração do conflito, milhares deixaram o local e, de acordo com uma estimativa da ONU, em outubro de 2014, apenas 12 mil civis permaneciam por lá.[3] Tem os curdos como maioria de sua população.

Como consequência da mesma guerra, a cidade tem sido controlada pelas milícias curdas denominadas Unidades de Proteção Popular (YPG), braço armado do Partido de União Democrática, que controla a cidade desde 2012.[3]

De acordo com a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos, no fim de janeiro de 2015, os curdos das Unidades de Proteção Popular,[4] depois de quatro meses de combate, expulsaram os jihadistas do Estado Islâmico (também chamado, pelos rivais árabes, Daesh ou Da'ish; em árabe: داعش , acrônimo de ad-Dawlah al-Islāmiyah fī 'l-ʿIrāq wa-sh-Shām[5]) da cidade, [4] exceto da sua periferia leste, especialmente do bairro de Maqtala.[6] Do total de 1600 mortes, mais de mil eram jihadistas.[6]

Referências

  1. «Turkey's Syria role risks instability at home, isolation abroad» (PDF) (em inglês). Tailor & Francis Online. 27 de novembro de 2014. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  2. «Hic Sunt Dracones!» (PDF) (em inglês). Journal of Military and Strategic Studies. 2014. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  3. a b Gabriela Ruic (13 de outubro de 2014). «A saga de Kobani, cidade síria que luta sozinha contra o EI». Exame.com. Consultado em 28 de janeiro de 2015 
  4. a b «Kobane levará tempo para se recuperar, após fuga dos jihadistas». em.com.br. 28 de janeiro de 2015. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  5. Schwartz, Felica (23 de dezembro de 2014). «One More Name for Islamic State: Daesh». The Wall Street Journal 
  6. a b «Curdos expulsam o Estado Islâmico da cidade síria de Kobane». G1. 26 de janeiro de 2015. Consultado em 29 de janeiro de 2015 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Conteúdo relacionado com Kobanî no Wikimedia Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Síria é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.