Kumamoto (cidade)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kumamoto

熊本市 (Kumamoto-shi)

Do topo, à esquerda: Vista da parte central de Kumamoto a partir do Castelo de Kumamoto, Castelo de Kumamoto, Central Kumamoto view from Kumamoto Castle, Kumamoto Castle, Kumamoto City Tramway, Fujisaki hachimangu shrine, Suizenji jojuen
Do topo, à esquerda: Vista da parte central de Kumamoto a partir do Castelo de Kumamoto, Castelo de Kumamoto, Central Kumamoto view from Kumamoto Castle, Kumamoto Castle, Kumamoto City Tramway, Fujisaki hachimangu shrine, Suizenji jojuen
Bandeira de Kumamoto
Bandeira
Brasão de armas de Kumamoto
Brasão de armas
Localização de Kumamoto
País  Japão
Prefeitura Kumamoto
Área
 - Total 390 32 km²
População (1 de fevereiro de 2018)
 - Total 740 212
    • Densidade 1 896 hab./km²
Sítio city.kumamoto.kumamoto.jp

Kumamoto (熊本市, Kumamoto-shi?) é uma cidade japonesa localizada na Prefeitura de Kumamoto.

Em 1 de março de 2018, a cidade tinha uma população estimada em 740.212 habitantes e uma densidade populacional de 1 896 habitantes/km². A área total é de 390,32 km².[1]

Em 2010, a Área Metropolitana de Emprego de Kumamoto tinha um PIB de US$39.8 bilhões.[2][3] Não é considerada parte da área metropolitana de Fukuoka-Kitakyushu, apesar de fazer fronteira com ela. A cidade foi designada em 1 de abril de 2012 por decreto governamental.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Katō Kiyomasa, um contemporâneo de Toyotomi Hideyoshi, foi feito daimiô de metade da (antiga) região administrativa de Higo em 1588. Depois disso, Kiyomasa construiu o Castelo de Kumamoto. Devido a sua arquitetura defensiva inovadora, o Castelo de Kumamoto foi considerado inconquistável, e Kiyomasa ganhou a reputação de um dos melhores construtores de castelos da história Japonesa. Após sua morte em 1611, seu filho, Tadahiro, o sucedeu. Tadahiro foi removido por Tokugawa Iemitsu em 1632, o substituindo pelo Clã Hosokawa. Kumamoto recebeu o estatuto de cidade em 1 de abril de 1889.[5]

Perto do final da Segunda Guerra Mundial, Kumamoto sofreu vários ataques aéreos. O maior deles aconteceu na noite de 30 de junho para 1 de julho de 1945. Cerca de um terço da cidade foi destruída,[6] e mais de 300 pessoas morreram.

Após a guerra, o monge budista Japonês Nichidatsu Fujii decidiu construir uma Pagoda da Paz no topo do Monte Hanaoka na cidade para homenagear todas as vidas perdidas na guerra e promover a paz. Inaugurada em 1954, esta pagoda possui uma grande significância: ela inspirou Fujii e seus seguidores a construírem mais de 80 pagodas semelhantes ao redor do mundo,[7] incluindo na Índia, Sri Lanka, Estados Unidos e Reino Unido.

Uma série de terremotos atingiram a área começando em 14 de abril de 2016, incluindo um tremor de magnitude 7.1 no começo da manhã de 16 de abril de 2016, horário local.[8]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Kumamoto tem um clima subtropical úmido (Köppen Cfa) com verões quentes e invernos frios. A chuva ocorre o ano inteiro, mas é mais forte no verão, especialmente nos meses do junho e julho.[9]

Dados climáticos para Kumamoto, Kumamoto (1981–2010)
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Recorde alta °C (°F) 22.5
(72.5)
26.4
(79.5)
27.4
(81.3)
30.7
(87.3)
34.4
(93.9)
36.1
(97)
38.8
(101.8)
38.5
(101.3)
37.0
(98.6)
33.7
(92.7)
28.9
(84)
24.6
(76.3)
38.8
(101.8)
Média alta °C (°F) 10.5
(50.9)
12.1
(53.8)
15.7
(60.3)
21.3
(70.3)
25.6
(78.1)
28.2
(82.8)
31.7
(89.1)
33.2
(91.8)
29.9
(85.8)
24.6
(76.3)
18.5
(65.3)
13.0
(55.4)
22.0
(71.6)
Média diária °C (°F) 5.7
(42.3)
7.1
(44.8)
10.6
(51.1)
15.7
(60.3)
20.2
(68.4)
23.6
(74.5)
27.3
(81.1)
28.2
(82.8)
24.9
(76.8)
19.1
(66.4)
13.1
(55.6)
7.8
(46)
16.9
(62.4)
Média baixa °C (°F) 1.2
(34.2)
2.3
(36.1)
5.6
(42.1)
10.3
(50.5)
15.2
(59.4)
19.8
(67.6)
24.0
(75.2)
24.4
(75.9)
20.8
(69.4)
14.2
(57.6)
8.3
(46.9)
3.1
(37.6)
12.5
(54.5)
Recorde baixa °C (°F) −9.2
(15.4)
−9.2
(15.4)
−6.9
(19.6)
−2.5
(27.5)
1.3
(34.3)
7.1
(44.8)
14.3
(57.7)
15.3
(59.5)
6.7
(44.1)
0.5
(32.9)
−3.8
(25.2)
−7.9
(17.8)
−9.2
(15.4)
Precipitação média mm (inches) 60.1
(2.366)
83.3
(3.28)
137.9
(5.429)
145.9
(5.744)
195.5
(7.697)
404.9
(15.941)
400.8
(15.78)
173.5
(6.831)
170.4
(6.709)
79.4
(3.126)
80.6
(3.173)
53.6
(2.11)
1 985,9
(78,186)
Average rainy days (≥ 0.5 mm) 8.6 9.0 12.4 10.9 11.1 14.4 13.5 10.7 10.6 6.9 7.9 8.2 124.2
Média umidade relativa (%) 70 67 67 66 68 75 77 73 72 69 72 71 71
Média mensal horas de sol 132.6 139.5 158.5 181.4 187.2 141.0 184.5 211.0 175.9 189.7 153.0 147.5 2 001,8
Source #1: Agência Meteorológica do Japão[10]
Source #2: Agência Meteorológica do Japão (recordes)[11]

Governo[editar | editar código-fonte]

Mapa dos bairros de Kumamoto

O prefeito de Kumamoto é Kazufumi Ōnishi desde dezembro de 2014.[12]

Bairros[editar | editar código-fonte]

Desde 1 de a abril de 2012, Kumamoto possui cinco bairros (ku)[13]:

  • Kita-ku (北区)
  • Nishi-ku (西区)
  • Chūō-ku (中央区) (centro administrativo)
  • Higashi-ku (東区)
  • Minami-ku (南区)

Pontos turísticos[editar | editar código-fonte]

O ponto turístico mais famoso da cidade é o Castelo de Kumamoto, um grande e, em seu tempo, um castelo extremamente fortificado. O donjon (guarda central do castelo) é uma reconstrução de concreto feita na década de 1970, mas muitas das partes de madeira do castelo original, que foi atacado durante a Rebelião Satsuma, saqueado e depois incendiado após um cerco de 53 dias.[14] Foi durante esta época que a tradição de comer basashi (carne crua de cavalo) se originou. O basashi permanece popular em Kumamoto e, em menor medida, em outros lugares do Japão, embora atualmente seja considerado uma iguaria.[15]

Dentro das muralhas exteriores do Castelo de Kumamoto está a Hosokawa Gyobu-tei, a antiga residência do daimiô de Higo. Esta tradicional mansão de madeira possui um famoso jardim japonês em seus terrenos.[16]

Miyamoto Musashi viveu a última parte de sua vida em Kumamoto. Seu túmulo e a caverna onde residiu durante seus anos finais (conhecida como Reigandō, ou "caverna do espírito de rocha") estão situados próximos um do outro. Ele escreveu o famoso Gō Rin no Shō (O Livro dos Cinco Anéis) enquanto viveu lá.[17]

Kumamoto abriga o Jōju-en, um jardim vizinho ao Templo Suizenji e há cerca de 3 quilômetros do Castelo de Kumamoto.[18]

Entre os santuários da cidade estão o Santuário Takahashi Inari e o Fujisaki Hachimangū.[19]

Educação[editar | editar código-fonte]

  • Universidade de Kumamoto[20]
  • Universidade Prefeitural de Kumamoto
  • Universidade Kumamoto Gakuen
  • Universidade Sojo
  • Faculdade Luterana de Kyūshū[21]
  • Universidade Shokei Gakuin
  • Tokai University of Kumamoto[22]
  • Kumamoto Health Science

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Cidade de Yokohama. «Population News of Major Cities (em Inglês)». Consultado em 11 de março de 2018. 
  2. Yoshitsugu Kanemoto. «Metropolitan Employment Area (MEA) Data (em Inglês)». Centro de Ciência de Informação Espacial, Universidade de Tóquio 
  3. Conversion rates - Exchange rates - OECD Data
  4. Cidade de Kumamoto. «História da Cidade Designada de Kumamoto». Consultado em 11 de março de 2018. 
  5. Cidade de Kumamoto. «História de Kumamoto (em Japonês)». Consultado em 11 de março de 2018. 
  6. World War II Database. «Bombing of Tokyo and Other Cities (em Inglês)». Consultado em 11 de março de 2018. 
  7. You in Japan. «Kumamoto (em Inglês)». Consultado em 11 de março de 2018. 
  8. BBC News (15 de abril de 2016). «Japan earthquake: Powerful new tremor in Kumamoto (em Inglês)». Consultado em 11 de março de 2018. 
  9. Kumamoto Tourism Site. «Climate». Consultado em 11 de março de 2018. 
  10. «平年値(年・月ごとの値)». Agência Meteorológica do Japão. Consultado em 11 de março de 2018. 
  11. «観測史上1~10位の値(年間を通じての値)». Agência Meteorológica do Japão. Consultado em 11 de março de 2018. 
  12. Cidade de Kumamoto. «市長のプロフィール». Consultado em 11 de março de 2018. 
  13. Cidade de Kumamoto. «Visão geral da cidade (em Japonês)». Consultado em 11 de março de 2018. 
  14. Japan Guide. «Kumamoto Castle». Consultado em 11 de março de 2018. 
  15. Talken Japan. «Basashi: Horse Meat Sashimi». Consultado em 11 de março de 2018. 
  16. Kumamoto Tourism Site. «Kyu-Hosokawa Gyobutei». Consultado em 11 de março de 2018. 
  17. Bradford Pomeroy. «The Grave of Miyamoto Musashi». Japan Travel. Consultado em 11 de março de 2018. 
  18. Japanese Garden Dictionary. «Suizenji Jōjuen». Consultado em 11 de março de 2018. 
  19. Kumamoto City Official Guide. «Fujisaki Hachiman-gu Shrine». Consultado em 11 de março de 2018. 
  20. Universidade de Kumamoto (em Inglês). «Página principal». Consultado em 11 de março de 2018. 
  21. Faculdade Luterana de Kyūshū (em Inglês). «Página principal». Consultado em 11 de março de 2018. 
  22. Tokai University of Kumamoto (em Inglês). «Página principal». Consultado em 11 de março de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Prefeitura de Kumamoto
Cidades
Arao | Aso | Hitoyoshi | Hondo | Kami-Amakusa | Kikuchi | Koshi | Kumamoto (Capital) | Minamata | Tamana | Uki | Ushibuka | Uto | Yamaga | Yatsushiro
Distritos
Amakusa | Ashikita | Aso | Kamimashiki | Kamoto | Kikuchi | Kuma | Shimomashiki | Tamana | Yatsushiro