Língua nova norueguesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa da Noruega mostrando as comunas onde se usa Bokmål e Nynorsk
  Bokmål
  Nynorsk
  Neutra
Mapa dos dialetos da Noruega
  Norueguês do leste - Østlandsk
  Norueguês do centro - Trøndersk
  Norueguês do oeste - Vestlandsk
  Norueguês do norte - Nordlandsk

O novo norueguês ou língua nova norueguesa (norsk nynorsk) é uma das duas formas de escrita (målformene) da língua norueguesa.[1][2] É usado por cerca de 13% dos falantes desta língua.[3]

O padrão ortográfico mais utilizado é o dano-norueguês (Bokmål).[4]

Português Bokmål Nynorsk
um homem pequeno en liten mann ein liten mann
uma mulher pequena en liten kvinne ei lita kvinne
os barcos båtene båtane
as casas husene husa

História[editar | editar código-fonte]

Desde os tempos dos vikings, vários dialetos da língua norueguesa são falados no território do país. Apesar de serem mutuamente inteligíveis, cada um deles apresenta características distintas, especialmente na fonética, semântica e na morfologia. A partir da União de Kalmar, no século XVI, a Noruega e seu povo ficaram sob o domínio da Dinamarca. Esse domínio teve reflexos diretos também na língua, pois o dinamarquês passou a ser a língua oficial do reino, tendo sido a única língua oficial por vários séculos em todo o território norueguês. Posteriormente, a partir da separação da Dinamarca em 1809, uma nova ortografia norueguesa, o riksmaal, altamente baseada na norma dinamarquesa, foi adotada na Noruega.

Descontentamento[editar | editar código-fonte]

Entretanto, os habitantes das regiões menos urbanas (consequentemente menos sujeitas às imposições dinamarquesas) não se sentiam à vontade ou representados pela variante oficial. Inúmeras características de seus dialetos não eram representadas, fazendo com que certos falantes sentissem mesmo que escreviam uma língua estrangeira na escola.

Ivar Aasen[editar | editar código-fonte]

Um pesquisador e poeta norueguês de origem rural, Ivar Andreas Aasen, é hoje creditado pelo "nascimento" do novo norueguês, a partir de pesquisas intensas nos falares, dialetos e variantes do interior da Noruega, especialmente do oeste do país. A publicação do seu livro Gramática dos dialetos noruegueses foi um marco importante na história do novo norueguês, pois tornou conhecidas diversas formas diferentes do norueguês oficial.

Referências

  1. «Nynorska» (em sueco). Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 26 de maio de 2013 
  2. «Nynorsk» (em norueguês). Grande Enciclopédia Norueguesa. Consultado em 26 de maio de 2013 
  3. «Nynorskbrukarar etter alder 1995-2000» (PDF) (em norueguês). Ivar Aasen-tunet. Consultado em 26 de maio de 2013 
  4. Lars S. Vikør. «Fakta om norsk språk: Bokmål og nynorsk i dag» (em norueguês). Språkrådet. Consultado em 26 de maio de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]