Lady Sovereign

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps important.svg
A tradução deste artigo ou se(c)ção está abaixo da qualidade média aceitável.
É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, Lady Sovereign e melhore este artigo conforme o guia de tradução.


Lady Sovereign
Lady Sovereign live @ Reading Festival 2006 - Oh .jpg
Lady Sovereign no Reading Festival, em 2006
Informação geral
Nome completo Louise Amanda Harman
Nascimento 19 de Dezembro de 1985 (28 anos)
Origem Wembley, Londres, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) hip hop, rap
Instrumento(s) vocal
Período em atividade 2003 - atualmente
Gravadora(s) Casual Records
Chocolate Industries
Def Jam Recordings
Roc-A-Fella Records
Página oficial ladysovereign.com

Louise Amanda Harman (nascida em 19 de Dezembro, 1985), conhecida como Lady Sovereign, é uma MC[1] [2] inglesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filha de Lynette Allred e Aden Harman, Louise Amanda Harman tem outros dois irmãos Cloe (mais velha) e Richie (mais novo)

Sovereign foi criada em Chalkhill Estate, localizado no noroeste de Londres, em um conjunto habitacional conhecido por sua criminalidade, apesar de crescer em um ambiente propicio à criminalidade, Sovereign se focou na união e amizade encontrada na comunidade de Chalkhill, tornando-se famosa, popularidade essa que mesmo jovem já tinha credibilidade de sobra em sua comunidade. Influenciada pelos álbuns do Salt-N-Pepa da sua mãe, Sovereign começou a escrever os seus próprios raps aos 14 anos. O início de sua carreira pode-se dizer que começou com a internet onde sempre postava suas letras no fórum dos fãs da banda So Solid Crew, em sua rimas contava sempre histórias sobre Chalkhill.Foi neste mesmo forum que conheceu Frampster que logo se tornou seu amigo, e posteriormente se tornou seu DJ oficial.

Louise começou a postar suas músicas e fotos em vários sites . Não teve sucesso, o maximo que recebia eram criticas do tipo: "Você é branca. Você é uma garota. Você é britânica. Você é uma porcaria." Surgia então Lady Sovereign.

Aos 16 anos de idade, desistiu da escola e consguiu um trabalho em uma série da MTV sobre a vida de um MC em ascendência que também desistiu da escola (Preston Manor).Ela convenceu os produtores que poderia fazer a trilha para a série, as demos chegaram nas mãos do produtor musical Medasyn. Ele a convidou para gravar com Frost P, Zuz Rock, e Shystie para uma batalha de estilo livre entre MCs homens vs. mulheres, intitulada "The Battle" ("A Batalha"). Foi lançado em 2003 pela Casual Records. Por fim todos artistas que fezeram parte do projeto "The Battle" foram convidados a assinar com uma gravadora, incluindo Lady Sovereign.

Carreira[editar | editar código-fonte]

"The Battle" iniciou uma sequência de singles que colocariam Sovereign nos holofotes. Enquanto "A Little Bit of Shhh!", "Random", "9 to 5" e "Ch Ching" estavam vendendo bem, versões "freestyle" somente para a Internet, como "Tango" e "Cheeky" estavam se tornando igualmente populares entre os amantes do rap. Em 2005 começou aparecendo na compilação de rap Run the Road - tanto como artista solo como em conjunto com The Streets - então juntou alguns singles e lançou Vertically Challenged EP pela Chocolate Industries.

Encerrou o ano se encontrando com a estrelas do hip-hop de várias gravadoras Jay-Z e Usher enquanto estavam juntos, Jay-Z pediupara Sovereign um freestyle antes de oferecer a ela uma contrato com a Def Jam Jay-Z e Usher ficaram impressionados como talento da jovem raper. Com o single "Hoodie" liderandoas paradas, Lady Sovereign lançou seu primeiro álbum completo, Public Warning, pela Def Jam em 2006. Quando o grupo The Ordinary Boys lançou o single "Boys Will Be Boys", Lady Sovereign trouxe um remix de resposta, com a música e coro do original, mas com vocais quase todos seus na música "girls will be girls". Em maio de 2006, participou do single dos Ordinary Boys, "Nine2Five", uma versão remixada da sua própria música "9 to 5", com os créditos como "The Ordinary Boys vs Lady Sovereign." "Nine2Five" começou como número 38 no top 40 britânico enquanto era somente um single para download, e pulou para o 6° quando ficou disponível em CD e vinil durante a semana seguindo 22 de maio, 2006. Essa foi a sua posição mais alta nas paradas até hoje e ajudou a atrair atenção da mídia para Lady Sovereign.

Lady Sovereign participou como anfitriã e porta-voz para o Adult Swim e para a Chocolate Industries, do programa Chocolate Swim.

Em 31 de outubro de 2006, o seu álbum de estreia, Public Warning, foi lançado, contendo "Random", "9 to 5", "Hoodie" e seu novo single, "Love Me or Hate Me", que foi lançado no mesmo dia.

Em 1 de agosto de 2006, o novo single de Lady Sovereign, "Love Me or Hate Me", uma colaboração com o produtor americano Dr. Luke, foi ao ar pelas rádios pela primeira vez na América do Norte na Flow 93.5 no Canadá. A harmonia na música faz referência à música "I Can't Dance", da banda Genesis. Ela também é conhecida por anã (sua altura é de 1,55 m), ela costuma responder: "Aqui é oficialmente a maior anã do rap".

Começou uma tour americana em 23 de outubro, 2006 e logo apareceu ao vivo no Late Show with David Letterman.

No final de 2006, "Love Me or Hate Me" tocou num comercial da Verizon Wireless para o LG Chocolate. Ela também aparece na trilha sonora do jogo Need for Speed: Carbon, e também é a música tema para o show The Bad Girls Club. "9 to 5" também aparece em The Bad Girls Club, também como está entre as dezenas de músicas que fazem a trilha sonora da versão para o Xbox360, do jogo da EA Sports', FIFA World Cup, lançado em 2006 e na trilha sonora de Ugly Betty. "Random" aparece na trilha sonora de Midnight Club 3: DUB Edition Remix. Em 17 de outubro, 2006 "Love Me or Hate Me" se tornou o primeiro vídeo feito por um artista britânico a alcançar o número 1 no programa Total Request Live, na sua versão original, americana. Ela gravou uma faixa para o novo álbum do The O.C., Music From The O.C. Mix 6 "Covering Our Tracks", onde ela canta "Pretty Vacant", do Sex Pistols.

Lady abriu os shows da última turnê da Gwen Stefani, The Sweet Escape Tour, em 2007.

Ao contrário de muitos artistas britânicos que cantam ou fazem rap com sotaque americano, Sovereign faz seus raps com um sotaque vindo da classe trabalhadora de Londres. Ela constantemente tira sarro dos seus colegas por tentar soar como americanos nos seus trabalhos ("Some English MCs get it twisted/start sayin' 'cookies' instead of 'biscuits'." ["Alguns MCs britânicos se confundem/começam a dizer 'cookies' ao invés de 'biscuits'."]

Enquanto estava se apresentando no Studio B em Brooklyn, Nova York, Lady Sovereign disse à platéia que ela estava passando por problemas com dinheiro e batalhando contra a depressão antes de sair do palco. Contudo, em uma performance seguinte no Avalon Los Angeles, ela completou seu set sem incidentes.Mais tarde disse que foi simplesmente um dia ruim, e que ela é somente humana.

A rapper é assumidamente homossexual.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Ano Capa Álbum UK EUA EUA Rap CAN
2006 Public Warning 80 48 12 -
2009 Jigsaw - - - -

EPs[editar | editar código-fonte]

Ano Capa Título
2006 Vertically Challenged
2006 Blah Blah
2007 Those Were The Days

Singles[editar | editar código-fonte]

Singles Completos[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Posição Álbum
UK U.S. AUS
2005 "Random" 73 - - Vertically Challenged EP
Public Warning
2005 "9 to 5" 33 - - Public Warning
2005 "Hoodie" 44 - - Public Warning
2006 "Nine2Five" (vs. The Ordinary Boys) 6 - -
2006 "Love Me or Hate Me" 26 45 48 Public Warning
2007 "Those Were the Days" 88 67 - Public Warning

Singles promocionais[editar | editar código-fonte]

Ano Nome
2004 "Ch Ching (Cheque 1 2)" "The Battle" (com Frost P, Shystie & Zuz Rock)
2005 "A Little Bit of Shhh"
2006 "Blah Blah" (com Kalie Burgess)
2008 "I Got You Dancing"
2009 "So Human"

Notas e Referências

  1. Catriona Mathewson (fevereiro 22, 2007). Sovereign hits her gold mine. News.com.au.
  2. Jasmine Dotiwala (fevereiro 13, 2007). Jasmine's Juice. The Voice.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]