Luís, Duque de Saboia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luís
Duque de Saboia
Reinado 1440 a 29 de janeiro de 1465
Predecessor Amadeu VIII
Sucessor Amadeu IX
Esposa Ana do Chipre
Descendência
Amadeu IX, Duque de Saboia
Luís do Chipre
Filipe II, Duque de Saboia
Margarida de Saboia
Pedro, Arcebispo de Tarentasia
Jano, Conde de Faucigny e Genebra
Carlota de Saboia
Ágnes de Saboia
João Luís, Bispo de Genebra
Maria de Saboia
Bona de Saboia
Jaime, Conde de Romont
Francisco, Arcebispo de Auch
Casa Saboia
Pai Amadeu VIII, Duque de Saboia
Mãe Maria de Borgonha
Nascimento 24 de fevereiro de 1413
Genebra, Saboia, Sacro Império Romano-Germânico
Morte 29 de janeiro de 1465 (51 anos)
Lyon, França
Religião Catolicismo

Luís (Genebra, 24 de fevereiro de 1413Lyon, 29 de janeiro de 1465) foi o Duque de Saboia de 1440 até sua morte. Era o quarto filho de Amadeu VIII, Duque de Saboia, e sua esposa Maria de Borgonha.

Vida[editar | editar código-fonte]

Amadeu VIII abdicou do ducado em 1440 para ser sucedido por Luís, cuja incapacidade e fraqueza contrastavam intensivamente com a força e o entusiasmo de seu pai. Seu governo marcou o início da desintegração de Saboia, que despertou a cobiça de seus vizinhos Borgonha, França e a Confederação Suíça.

Luís era muito influenciado por sua esposa. Cercada por seus favoritos cipriotas, cuja arrogãncia irritava a todos, Ana gastou todas as sábias economias organizadas sob Amadeu VIII. O declínio tinha começado, e os padrões exemplares estabelecidos durante o governo de Amadeu deterioraram-se. Logo, a extorsão, o suborno e a violência se tornaram a lei. O irmão mais novo de Luís, Filipe de Bresse, até organizou o afogamento de um vice-chanceler e de um chanceler do ducado por razões de vingança. Mais e mais os nobres exasperados de Saboia iam para o exílio, e suas propriedades eram confiscadas.

Luís, depois de intervir nas intrigas do delfim, futuro Luís XI, conseguiu organizar o casamento de seu filho Amadeu com Iolanda, filha de Carlos VII, contra os desejos de Luís. Por causa disto, Carlos VII não invadiu Saboia. Com o passar do tempo, a política de Luís se voltou mais e mais para o Piemonte, para a vantagem das ambições expansionistas dos estados confederados do sul.

O governo de Luís e Ana foi marcado pelo presente dado a eles, em 1453, do que se tornou posteriormente conhecido como o Sudário de Turim, por Margarida de Charny. Primeiramente, Luís e Ana anexaram o sudário à sua capela portátil, e levavam-no consigo aonde fôssem. Então, a partir de 1502, eles o confiaram aos cônegos do colégio fundado por sua nora Iolanda, para ser mantido na capela do castelo de Chambéry.

Luís morreu aos 52 anos, dois anos depois de Ana.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Em 12 de fevereiro de 1434, em Chambéry, capital do ducado de Saboia, casou com Ana de Lusignan, filha de Jano, rei do Chipre e da Armênia, e de Carlota de Bourbon. Eles tiveram dezenove filhos:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Amadeu VIII
Duque de Saboia
7 de novembro de 1434 - 29 de janeiro de 1465
Blason73.PNG
Sucedido por
Amadeu IX