Lucien Goldmann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lucien Goldmann
Nascimento 1913
Bucareste, Roménia
Morte 1970 (57 anos)
Paris, França
Nacionalidade França Francês
Ocupação Filósofo e sociólogo

Lucien Goldmann (Bucareste, 1913Paris, 1970) foi um filósofo e sociólogo francês de origem judaico-romena.

Trajetória intelectual[editar | editar código-fonte]

Estudou em Budapeste e Berlim. Foi um discípulo entusiasta de Lukács. [1]

Influente teórico marxista, ocupou o cargo de diretor de estudos na École pratique des hautes études. Como sociólogo da cultura, Lucien Goldmann estudou as relaçōes de produção elaboradas na esfera da cultura, principalmente na literatura, sobre o homem e a sociedade. Denominou sua linha teórico metodológica de "estruturalismo genético", uma crítica dos modelos reificados. Além do marxismo, Goldman recorreu, também, à teoria de Piaget para elaborar seu pensamento sobre a relação do indivíduo com o grupo social e, assim, entender a produção literária e as questões que o contexto histórico coloca para o autor. Sua temática é semelhante a de Lukács [2] [3]

Em The Hidden God: a study of tragic vision in the Pensees of Pascal and the tragedies of Racine, 1964, Lucien Goldmann realiza um valioso estudo sobre a importância do pensamento de Pascal, do jansenismo e da obra de Racine nas origens do moderno pensamento ocidental. O conceito de 'visão de mundo' do jovem Lukács é empregado por Goldmann, para identificar semelhanças entre o pensamento de Pascal e Jean Racine, como expressões culturais dos representantes do "máximo de consciência possível" de um grupo social, a classe social. Uma produção intelectual com pontos em comum que decorrem da inserção social de classe dos autores e uma visão coerente, típica da "máxima consciência" expressa por eles, tal visão é fundamental para se entender a evolução do pensamento ocidental, partindo do racionalismo e do empiricismo, e indo até o pensamento dialético de Hegel e Lukács, incluindo a literatura e a crítica. [4] [5]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • La philosophic des Lumières, 1960.
  • Le Dieu caché, 1955 / The Hidden God: a study of tragic vision in the Pensees of Pascal and the tragedies of Racine, 1964
  • Recherches dialectiques, 1959.
  • Towards a Sociology of the Novel, 1964 / Pour une sociologie du roman, 1973.
  • Sciences humaines et philosophie, Suivi de structuralisme génétique et création littéraire, 1966
  • Introduction à la philosophie de Kant, 1967
  • Marxisme et sciences humaines, 1970
  • Structures mentales et création culturelle, 1970
  • Cultural Creation in Modern Society, 1971
  • The Human Sciences and Philosophy, 1973.
  • Jean Piaget e le scienze sociali, 1973
  • Lukacs and Heidegger: Towards a New Philosophy, 1973
  • The Epistemology of Sociology, 1976
  • Genet's The Balcony: A Realist Play, 1978

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia/um(a) filósofo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Ícone de esboço Este artigo sobre sociologia ou um sociólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.