Mário Teixeira Gurgel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mário Teixeira Gurgel, SDS
Bispo da Igreja Católica
Bispo-emérito de Itabira-Fabriciano
Atividade Eclesiástica
Congregação Sociedade do Divino Salvador
Diocese Diocese de Itabira-Fabriciano
Nomeação 26 de abril de 1971
Predecessor Dom Marcos Antônio Noronha
Sucessor Dom Lélis Lara, C.Ss.R.
Mandato 1971 - 1996
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 29 de junho de 1944
Nomeação episcopal 20 de fevereiro de 1967
Ordenação episcopal 14 de maio de 1967
por Dom Jaime Cardeal de Barros Câmara
Lema episcopal SICUT QUI MINISTRAT
Brasão episcopal
BishopCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Iguatu
22 de outubro de 1921
Morte Belo Horizonte
16 de setembro de 2006 (84 anos)
Nacionalidade brasileiro
Funções exercidas bispo-auxiliar de Rio de Janeiro (1967-1971)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Mário Teixeira Gurgel, SDS (Iguatu, 22 de outubro de 1921Belo Horizonte, 16 de setembro de 2006), era um religioso da Sociedade do Divino Salvador, bispo católico, segundo bispo de Itabira-Fabriciano.[1]

Dom Mário realizou seus estudos em Iguatu (1927-1930), Jundiaí (1931-1937) e São Paulo (1938-1944).

Sua ordenação presbiteral deu-se a 29 de junho de 1944. Foi vigário, professor, orientador de retiros, formador de leigos para atividades eclesiais.

Episcopado[editar | editar código-fonte]

No dia 20 de fevereiro de 1967 o Papa Paulo VI nomeou o padre Mário Gurgel para a função de bispo auxiliar do Rio de Janeiro, com a sé titular de Sesta. No dia 14 de maio do mesmo ano foi ordenado bispo pelas mãos de Dom Jaime Cardeal de Barros Câmara, Dom José Gonçalves da Costa e Dom Expedito Eduardo de Oliveira.

O Papa Paulo VI o nomeou bispo de Itabira no dia 26 de abril de 1971, função que exerceu até 15 de maio de 1996 quando renunciou ao munus episcopal por limite de idade.

Dom Mário foi membro da Comissão Episcopal de Pastoral do Leste 2, da Comissão do Departamento de Catequese, da Congregação para a Propagação da Fé, do Secretariado para a União dos Cristãos, do Secretaria para os Não-Cristãos, da Comissão Internacional de Catequese. O seu Lema era: Sicut qui ministrat (Como quem serve).

Dom Mario faleceu em Itabira MG. na UTI do Hospital Nossa Senhora das Dores- Hospital, este que DOM MARIO foi provedor por muito anos, tendo sido o responsável principal para o HNSD se manter até hoje em funcionamento. Dom Mario está sepultado na CRIPTA da Catedral Diocesana em Itabira, cidade que deve a ele muito do que ela possui, FUNCESI,HNSD,etc…

Sucessão[editar | editar código-fonte]

Dom Mário Teixeira Gurgel é o segundo bispo de Itabira-Fabriciano, sucedeu a Dom Marcos Antônio Noronha e foi sucedido por Dom Lélis Lara.

Ordenações episcopais[editar | editar código-fonte]

Dom Mário foi o principal celebrante da ordenação episcopal de Dom Lélis Lara, CSSR. Foi concelebrante das ordenações de Dom Cândido Lorenzo González, O. de M., Dom Vital João Geraldo Wilderink, O. Carm. e de Dom Valter Carrijo, SDS.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.