Limoeiro do Norte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Limoeiro do Norte
"Princesinha do Vale"
Igreja matriz

Igreja matriz
Bandeira de Limoeiro do Norte
Brasão de Limoeiro do Norte
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 30 de agosto
Fundação 1897 (120 anos)
Gentílico limoeirense
Padroeiro(a) Nossa Senhora da Conceição
CEP 62930-000
Prefeito(a) José Maria de Oliveira Lucena (PMDB)
Localização
Localização de Limoeiro do Norte
Localização de Limoeiro do Norte no Ceará
Limoeiro do Norte está localizado em: Brasil
Limoeiro do Norte
Localização de Limoeiro do Norte no Brasil
05° 08' 45" S 38° 05' 52" O05° 08' 45" S 38° 05' 52" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Jaguaribe IBGE/2008[1]
Microrregião Baixo Jaguaribe IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Norte: Russas e Quixeré, Leste: Governador Dix-Sept Rosado, Sul: Tabuleiro do Norte, São João do Jaguaribe, Oeste: Morada Nova
Distância até a capital 198 km
Características geográficas
Área 751,535 km² [2]
Distritos Limoeiro; Bixopá e Tomé
População 56 264 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 74,87 hab./km²
Altitude 70 m
Clima Semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,682 (CE: 8º) – médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 402 180,000 mil IBGE/2010[5]
PIB per capita R$ 7 145,92 IBGE/2010[5]
Página oficial
Prefeitura http://limoeirodonorte.ce.gov.br/
Câmara http://camaralimoeirodonorte.ce.gov.br/

Limoeiro do Norte é um município brasileiro, na Região Nordeste, no estado do Ceará. Localizado na Mesorregião do Jaguaribe, na Microrregião do Baixo Jaguaribe, no Vale do Jaguaribe. É um polo da Região Jaguaribana, com Aeroporto Regional, sede do Hospital Regional do Vale do Jaguaribe, Hospital Regional Doutor Deoclécio Lima Verde, primeiro polo regional do SAMU no interior do estado do Ceará, Ministério do Trabalho, Receita Federal, Justiça Federal, IBAMA, Coordenadoria Regional de Saúde do Vale do Jaguaribe, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco do Nordeste do Brasil. Foi a primeira cidade da região a possuir uma emissora de rádio (Rádio Vale do Jaguaribe) e cinema HD e 3D, além de possuir diversas farmácias, restaurantes, parques infantis, pizzarias, supermercados, bares, agência do Banco 24h e campus universitário da UECE e do IFCE.

O município é conhecido também como a Terra das Bicicletas, pelo elevado número de bicicletas no Século XX, além de ser comum que crianças aprendam muito cedo a andar de bicicleta. Em razão de suas belezas naturais e seu vanguardismo nas áreas religiosas e educacionais, o município também ficou conhecido como a "Princesa do Vale".

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Existem muitas controvérsias sobre a origem do nome da cidade. Uma das correntes diz que o topônimo limoeiro é uma alusão as plantações de limoeiros feitas pelos índios Paiacu. Outra tese muito forte é de que se deve ao Sítio Limoeiro da família Rodrigues que veio de Pernambuco no século XVIII. Sua denominação original era Vila de São João do Jaguaribe, depois Vila do Limoeiro. Em razão do Decreto-lei 1.114, de 30 de dezembro de 1943, a cidade passou-se a se chamar Limoeiro do Norte para distingui-la do topônimo Limoeiro, do município do estado de Pernambuco.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Bando de Lampião em Limoeiro do Norte no ano de 1927, tendo como prisioneiros Coronel Gurgel-Maria Lopes e Joaquim Moreira.

As terras da ilha fluvial formada pelos rios Jaguaribe e Banabuiú e pelas suas respectivas margens eram habitadas por diversas etnias Tapuias, entres elas os Paiacu.[7][8]

Com a definitiva ocupação do território do Ceará na segunda metade do século XVII, chegaram os portugueses e seus descendentes oriundos do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco nesta região, a qual a exploraram em seus mínimos detalhes.[9] Depois de combates que fizeram parte da Guerra dos Bárbaros, a construção da Fortaleza Real de São Francisco Xavier da Ribeira do Jaguaribe e o deslocamentos dos indígenas, nestas terras foram implementadas a pecuária, o que foi o impulso decisivo para o estabelecimento e surgimento deste núcleo agropecuário. O desenvolvimento urbano deu-se ao redor da capela de Nossa Senhora da Conceição ( atual Catedral), que foi construída a partir de 1845, quando Limoeiro do Norte pertencia a São Bernardo de Russas, ainda por cima tem se uma história de que a cidade é chamada de Limoeiro, devido ao primeiro pároco da Igreja Matriz ter plantado um limoeiro, e assim a cidade acabou com esse nome.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Relevo e solo[editar | editar código-fonte]

Os relevos em Limoeiro do Norte fazem parte da Depressão Sertaneja, da (cuesta) rebaixada da Chapada do Apodi e da planície e terraços fluviais próximos ao Rio Jaguaribe. As principais elevações não ultrapassam os 200 metros de altitude. Os solos mais comuns são os Solos Aluviais, Cambissolos, litossolos, Planossolo, Solódico, Vertissolo e Podzólico Vermelho-Amarelo.[10]

Altitude

A cidade de Limoeiro do Norte está em média a uma altitude de 33 metros acima do nível do mar, enquanto em seu bairro Cidade Alta a média de altitude fica entorno dos 49 metros. Na chapada do Apodi as altitudes chegam aos 140 metros, havendo ainda a ocorrendo de maiores elevações. Na comunidade do Tomé localizada na Chapada do Apodi, as elevações ficam a uma média de 138 metros acima do nível do mar.

Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de água fazem parte das bacias dos rios Jaguaribe e Banabuiú, sendo seus principais afluentes o Rio Quixeré. Existem diversos açudes, dentre eles o do Gado Bravo, da Ingarana, do Barracão e da Santa Fé, e diversas barragens ao longo de seus rios.[10][11]

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação predominante em Limoeiro do Norte é a de pequeno porte e do tipo caatinga arbustiva densa, com trechos mais arbóreos e espinhosos, na mata ciliar predomina a carnaúba e a oiticica. Os vegetais mais comuns são o pereiro, jucá, jurema, pau-branco, aroeira, catingueira, juazeiro, além de variedades de cactos como o mandacaru, o xiquexique, a palma, entre outros.[10]

Resumo: carnaúba, carnaúba, carnaúba e pé de ninho.

Clima[editar | editar código-fonte]

Tropical semiárido, com temperaturas médias variando de 22 graus Celsius a 34 graus Celsius e pluviometria média de 762 milímetros, concentrados entre fevereiro e maio.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Pontos Turísticos[editar | editar código-fonte]

  • Coluna da Hora
  • Mercado - Feira Livre (Mercado da Carne, Mercado do Peixe e Hortifrúti)
  • Cemitério Nossa Senhora do Carmo (Público)
  • Cemitério Regional Vale da Paz (Privado)
  • Barragem das Pedrinhas
  • Rio Jaguaribe
  • Rio Banabuiú
  • Canal da Integração (Tabuleiro de Russas, no Bixopá)
  • Açude no Bixopá (Água Salgada)
  • Gruta de Lampião (Sítio Morros)
  • Trilha ecológica no Sítio Morros
  • Campo Florestal
  • Centro Cultural Márcio Mendonça
  • Museu da Imagem e do Som (NIT)
  • Igreja de Santa Luzia (Sítio Espinho)
  • Patronato
  • Praça da Matriz
  • Igreja Catedral
  • Seminário Diocesano
  • Estádio Bandeirão
  • Igreja de Santo Antônio
  • Clube Recreativo Ipu
  • Clube AABB

Cultura[editar | editar código-fonte]

A cidade de Limoeiro do Norte possui um centro cultural com teatro (Centro Cultural Márcio Mendonça), cinema com dois salas de cinema (Cinema Francisco Lucena), biblioteca municipal (Dr. João Eduardo Neto) e museu (Museu da Imagem e do Som) no NIT.

Há no município de Limoeiro do Norte grupos de danças folclóricas, quadrilhas juninas, repentistas, artesões que trabalham com a cantaria, cerâmica e a palha da carnaúba.

Eventos[editar | editar código-fonte]

  • Encontro Mestres do Mundo: Apresentações culturais de todo o Brasil e até internacionais - Mês de janeiro.
  • Buchada da Adélia: Bloco de marchinhas antigas - Mês de janeiro.
  • Limofolia (muito conhecido por trazer artistas famosos como Claudia Leite, Psirico, Léo Santana, Ivete Sangalo, etc..) Micareta - Mês de janeiro.
  • Festa do Milho - junho No Clube Recreativo Ipu
  • Festival de Quadrilhas - Junho
  • Expovale: Exposição agropecuária do Vale do Jaguaribe - Mês de julho.
  • FENERJ: Com objetivo de estimular o empreendedorismo, capacitar e canalizar os produtos locais para os principais mercados. Além disso, durante a feira acontecem apresentações artístico-culturais - Mês de agosto.
  • Juriti Rasta - Festa tradicional de Reggae, realizada a mais de 8 anos no Sitio Juriti, sempre no mês de agosto
  • Festa do município - Dia 30 de agosto.
  • Desfile das escolas - 7 de setembro.
  • Festival internacional de trovadores e repentistas - Mês de setembro.
  • Festa da Banana - Setembro No Clube Recreativo Ipu
  • Corrida do fogo: Maratona organizada pelo corpo de bombeiros da cidade - Mês de novembro.
  • Festa do São Raimundo - 9 de novembro.
  • Festa da padroeira: Nossa Senhora da Conceição - Dia 8 de dezembro.
  • Concerto de Natal - Dia 24 de dezembro.
  • Bumba Meu Boi - Qualquer hora que der.
  • Vaquejadas - Todo dia.
  • Garoto & Garota Lauro Rebouças. - 1 vez por ano quando eles quiserem.
  • Feira de ciências das escola públicas - Mais ou menos pelo fim do ano.
  • Vanessa Clube - Todas as sextas, sábados.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Dados climatológicos para Limoeiro do Norte
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 33,6 32,7 31,8 31,4 31,2 31,2 31,9 33 33,8 34 34,1 33,9 32,7
Temperatura média (°C) 28,5 28 27,5 27,2 27 26,6 26,7 27,3 28 28,1 28,4 28,5 27,6
Temperatura mínima média (°C) 23,4 23,3 23,2 23,1 22,9 22,1 21,6 21,6 22,2 22,3 22,8 23,1 22,6
Precipitação (mm) 67 113 201 194 98 47 19 3 1 1 2 16 762
Fonte: Climate Data.[12]

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população do município de Limoeiro do Norte é a 25° maior do estado do Ceará, porém é a cidade com maior densidade demográfica do Vale do Jaguaribe, segundo o IBGE.

Crescimento populacional[editar | editar código-fonte]

IBGE (2010)
Ano Habitantes
1991 41.700
1996 44.880
2000 49.620
2007 53.289
2009 56.098
2010 56.281
2014* 57.782

[13]

*Estimativa do IBGE[14]

População por gênero[editar | editar código-fonte]

IBGE (2010)
Gênero Unidade Porcentagem
Mulher 29.708 51,01
Homem 28.773 48,99

[15]

População por zona[editar | editar código-fonte]

IBGE (2010)
Zona Unidade Porcentagem
Urbana 32.502 57,70
Rural 23.779 42,30

[15]

Habitantes e eleitorado[editar | editar código-fonte]

IBGE e TSE (2010/2013)
Habitantes Eleitorado
59.281 46.482

[16]

Dados estatísticos[editar | editar código-fonte]

Índice de Desenvolvimento Humano[editar | editar código-fonte]

PNUD
IDH 1991 2000 2010
Renda 0,620 0,688 0,633
Longevidade 0,765 0,783 0,804
Educação 0,843 0,873 0,623
Total 0,742 0,781 0,682

[17][18][19]

Índice de Gini[editar | editar código-fonte]

1999 2000 2010
0,52 0,57 0,50

[20][21]

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia de limoeiro do Norte está em crescimento, é um dos 15 maiores PIB´s e um dos 10 maiores PIB´s per capita do estado do Ceará, ao lado de outros 14 municípios do estado do Ceará representam mais de 70% do PIB estadual.

Composição Econômica de Limoeiro do Norte[22]
Setor primário

42,94 %

Setor secundário

14,29 %

Setor terciário

44,82 %

Setor primário[editar | editar código-fonte]

O setor primário é a segunda maior atividade econômica de Limoeiro do Norte.

Durante muitos anos a cera da carnaúba representou a principal atividade econômica de Limoeiro do Norte.

Agricultura (Permanente)
IBGE (2008)
Lavoura Quantidade Produzida (ton.) Valor da Produção (R$ mil) Área Plantada (ha.) Área Colhida (ha.) Rendimento Médio (kg/ha.)
Banana (em cacho) 26.450 14.090 1.260 1.150 23.000
Castanha de caju 691 564 2.045 2.045 308
Coco-da-baía 941 367 73 73 12.890
Figo 18 111 4 4 3.750
Goiaba 912 568 70 70 13.000
Laranja 27 18 8 8 3.375
Limão 3.847 2.113 380 380 10.000
Mamão 2.695 714 35 35 77.000
Manga 714 557 42 42 17.000
Uva 69 146 8 8 8.000

[15]

Agricultura (temporária)
IBGE (2008)
Lavoura Quantidade produzida (ton.) Valor da produção (R$ mil) Área plantada (ha.) Área colhida (ha.) Rendimento médio (kg/ha.)
Abacaxi 95.200 120.190 1.400 1.400 68.000
Arroz (em casca) 9.300 6.929 1.500 1.500 6.200
Feijão (em grão) 1.372 2.519 1.240 1.240 1.106
Mamona (baga) 7 7 19 19 368
Mandioca 1.280 205 160 160 8.000
Melancia 2.400 720 80 80 30.000
Melão 4.375 5.294 175 175 25.000
Milho (em grão) 216 128 180 180 1.200
Soja (em grão) 1665 812 512 512 3.251
Sorgo (em grão) 305 122 145 145 2.103
Tomate 140 74 4 4 35.000

[15]

Pecuária (criação)
IBGE (2008)
Rebanho Efetivo (cabeças)
Bovinos 19.503
Eqüinos 1.255
Asininos 252
Muares 38
Suínos 4.884
Caprinos 5.775
Ovinoss 15.300
Galos, frangas, frangos e pintos 14.952
Galinhas 23.125
Vacas ordenhadas 7.826

[15]

Pecuária (Produção)
IBGE
Gênero Produção em 2008 Produção em 2011 Produção em 2014 Produção em 2015
Leite de vaca 8.191 (mil litros) 9.837 (mil litros) 11.859 (mil litros) 11.247 (mil litros)
Ovos de galinha 95 (mil dúzias) 96 (mil dúzias) 95 (mil dúzias) 96 (mil dúzias)
Mel de abelha 580.000 (kg) 480.000 (kg) 51.800 (kg) 26.000 (kg)

[15][23]

Em 2015, uma pesquisa apontou que uma das principais fazendas da cidade, pertencente ao empresário e político Luiz Prata Girão e ligada à empresa Betânia, ficou em 9º lugar no ranking das fazendas com maior produção de leite do Brasil (3ª fazenda com maior produção de leite do Ceará), com mais de 10 toneladas de leite comercializado no ano de 2014[24]. Em 2016, o mesmo instituto colocou a fazenda de Limoeiro do Norte como a 10ª maior produtora de leite do Brasil em 2016 e 2ª maior produtora de leite no estado do Ceará, mas chegou a ser a 6ª maior produtora de leite em todo território nacional em 2015[25].

Quando se trata de mel de abelha, foi divulgado que Limoeiro do Norte foi a cidade campeã em produção nacional no ano de 2009, desbancando municípios como Picos (PI) e Assu (RN)[26]. Em 2011, Limoeiro do Norte ficou em segundo lugar na produção de mel do Brasil com mais de 480 toneladas de mel (1,2% da produção nacional), sendo superado apenas por Araripina (PE), mas a produção de mel vem caindo a cada ano.

Setor secundário[editar | editar código-fonte]

O setor secundário é a terceira maior atividade econômica de Limoeiro do Norte.

No município estão localizadas 40 indústrias, sendo:

Treze de produtos alimentares, uma extrativa mineral, duas de madeira, quatro metalúrgicas, uma têxtil, uma editorial e gráfica, uma do mobiliário, dez de produtos minerais não metálicos, três de serviços de construção, quatro de vestuário, calçados e artigos de tecidos, couros e peles.[27]

O artesanato e a cantaria são também atividades econômicas do município de Limoeiro do Norte.

Setor terciário[editar | editar código-fonte]

O setor terciário representa a maior atividade econômica de Limoeiro do Norte, e encontra-se em grande expansão.

Limoeiro do Norte tem uma rica história, arquitetura, gastronomia, e muitas belezas naturais, como seus rios, (Rio Jaguaribe e o Rio Quixeré), a Gruta de Lampião e a barragem das Pedrinhas no Rio Quixeré.

Política[editar | editar código-fonte]

Administração pública[editar | editar código-fonte]

Executivo

A prefeitura municipal de Limoeiro do Norte localiza-se no centro da cidade. Desde 1971, a prefeitura municipal passou a funcionar no Edifício Irapuan Dinajá Feijó, na Rua Coronel Antônio Joaquim [28]. A lista de prefeitos de Limoeiro do Norte reflete as inúmeras disputas familiares que ocorreram na região.

Legislativo

A Câmara Municipal) de Limoeiro do Norte localiza-se no Paço Municipal (que já foi sede da Cadeia Municipal e da Prefeitura), na Rua Coronel Malveira, centro da cidade. É composta atualmente por 15 vereadores.

Judiciário

Limoeiro do Norte é sede de vários órgãos judiciais, como a Procuradoria da República, Subseção da OAB-CE, 15ª e 29ª Varas da Justiça Federal, Vara da Justiça do Trabalho, entre outros.

Eleitorado[editar | editar código-fonte]

O número de eleitores em Limoeiro do Norte é de 43.482 mil, em 139 seções eleitorais segundo o TSE (2013) e o IBGE (2006) respectivamente.[16]

Relações internacionais[editar | editar código-fonte]

Cidade-Irmã de Limoeiro do Norte:

Cidade Distrito País Vigência
Espinho Aveiro Portugal Portugal 2008

[29]

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

O município é dividido em dois distritos, Limoeiro do Norte (sede), e Bixopá.[28] Em 2016, o distrito de Tomé passou a fazer parte do município de Limoeiro através da Lei estadual 16.198/2016 que foi publicada no Diário Oficial do Estado em 16 de janeiro de 2017[30]. Além dos dois distritos, também conta com inúmeros bairros e comunidades, podendo serem citados o Centro, Santa Luzia, Dr. José Simões, João XXIII, Luís Alves de Freitas, Antônio Holanda de Oliveira, Bom Nome, Bom Fim, Ilha de Santa Terezinha, Socorro, Brotolândia, Pitombeira, Monsenhor Otávio, Contorno Leste, Bom Jesus do Cruzeiro, Córrego de Areia, Milagres, Arraial, São Raimundo, Canafístula, Santa Maria, Várzea do Cobra, Sítio Congo, Espinho, Danças, Pedra Branca, Cabeça Preta, Sapé, Ingarana, Malhada, Gangorra, entre outros.

Feriados municipais[editar | editar código-fonte]

Estrutura urbana[editar | editar código-fonte]

A cidade de Limoeiro do Norte dispõe de abastecimento de água e serviço de esgoto (SAAE), fornecimento de energia elétrica (Enel), serviço telefônico fixo e móvel, serviço de internet público e privado, telégrafos, agência de correios, agências bancárias, unidades de segurança, unidades de saúde, unidades de educação, pousadas, hotéis, clubes, boates, parque florestal, praças, skate park, estádio de futebol (Estádio José de Oliveira Bandeira), etc.[10]

Transporte[editar | editar código-fonte]

Frota de veículos[editar | editar código-fonte]

O município de Limoeiro do Norte se encontra em 13º lugar no ranking das cidades com maior frota de veículos do estado do Ceará.

Em números, podemos constatar que de uma frota de 19.108 veículos, 12.897 são motocicletas ou similares.

Enquanto isto o número de cidadãos limoeirenses habilitados está em torno de 10.000 pessoas.

(Referencia: SET/2011; Fonte: DEMUT)

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

O município de Limoeiro do Norte possui uma rodoviária, localizada no centro da cidade, com linhas diárias de ônibus para a capital do estado, Fortaleza, entre outras cidades. O município também possui um aeroporto (Aeroporto de Limoeiro do Norte), localizado na Chapada do Apodi, zona rural do município.

Acesso[editar | editar código-fonte]

A partir de Fortaleza o acesso ao município de Limoeiro do Norte pode ser feito por via terrestre, através da rodovia Fortaleza/Jaguaribe (BR-116) até a localidade de Peixe Gordo, daí tomando-se a CE-377 até a sede municipal. Os demais povoados, vilas, sítios e fazendas são acessíveis através de estradas estaduais e municipais, asfaltadas ou carroçáveis.

Mídia e comunicação[editar | editar código-fonte]

Jornais[editar | editar código-fonte]

  • Folha do Vale
  • Jornal Tribuna

Emissoras de rádio[editar | editar código-fonte]

  • Rádio Vale do Jaguaribe - 1260 kHz - AM;
  • Rádio Educadora Jaguaribana - AM 560 kHz.

FM

  • Rádio Jangadeiro FM Limoeiro - 100,1 MHz - FM
  • Rádio Styllus FM - 104,9 MHz - FM

ON LINE

  • Web Rádio Portal Jaguaribano.

Emissoras de televisão[editar | editar código-fonte]

Telefonia fixa e móvel[editar | editar código-fonte]

  • OI
  • Tim
  • Vivo
  • Claro

Provedores de internet[editar | editar código-fonte]

  • Arenanet - via Rádio
  • Baydnet - via Rádio
  • Brisanet - Fibra Óptica e Via Rádio
  • Limoeiro Digital (Pública Municipal) - via Rádio e Wi-Fi

Instituições e órgãos[editar | editar código-fonte]

Algumas instituições e órgãos com sede em Limoeiro do Norte.

  • Cmara de Dirigentes Logistas - CDL[desambiguação necessária]
  • Companhia Energética do Ceará - Coelce
  • Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará - Cogerh
  • Subseção do Conselho Regional de Enfermagem - Coren
  • Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - Crea
  • Ordem dos Advogados do Brasil - OAB
  • Jurisdição do Departamentos Estadual de Rodovias - Der
  • Empresa de Assistência Técnica de Extensão Rural do Ceará - Ematerce
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas - IBGE
  • Serviço de Água e Esgoto - SAAE
  • Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural - Seagri
  • Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae
  • Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC
  • Núcleo de atendimento Secretaria da Fazenda - SEFAZ
  • Sistema Nacional de Emprego - Sine-IDT
  • Tribunal de Justiça Federal -TRF 5ª Região
  • Tribunal de Justiça do Trabalho - TRT
  • Tribunal de Justiça Estadual - TJ
  • Centro de atendimento ao contribuinte da Receita Federal
  • Federação das Indústrias do Estado do Ceará -FIEC
  • Procuradoria do Ministério Público Federal
  • Instituto Nacional do Seguro Social - INSS
  • Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - Correios
  • Banco do Brasil - BB (Economia Mista)
  • Caixa Econômica Federal - CEF (Banco Público)
  • Banco Bradesco (Banco Privado)
  • etc.

Segurança[editar | editar código-fonte]

A cidade de Limoeiro do Norte é sede de Companhia de Polícia Militar, Delegacia de Polícia Civil, DEMUT (Departamento Municipal de trânsito), Grupamento do Corpo de Bombeiros, IBAMA, Tiro de Guerra, Guarda Municipal, etc.

Saúde[editar | editar código-fonte]

IBGE (2005)
Unidades de Saúde 38
Leitos 122

Educação[editar | editar código-fonte]

Fachada da FAFIDAM

Instituições educativas[editar | editar código-fonte]

A cidade de Limoeiro do Norte tem uma academia de letras (Academia Limoeirense de Letras - ALL), biblioteca municipal (Dr. João Eduardo Neto), Liceu de Artes e Ofícios (em fechamento) e núcleo do NIT (Núcleo de Informação Tecnológica) com museu.

Ensino básico[editar | editar código-fonte]

Limoeiro do Norte possui rede de ensino infantil, ensino fundamental e ensino médio.

Nos últimos dados do (IDEB), o município de Limoeiro do Norte obteve 4,3 pontos, nas escolas públicas do ensino fundamental até a 4ª série, maior que o percentual estadual, de 4,2 pontos.[31]

Em Limoeiro do Norte, algumas escolas atingiram o Índice da Educação Básica (IDEB) com mais de 4,8 pontos. A escola Judite Chaves, atingiu a pontuação de 5,1 pontos, em uma escala que vai de 0 a 10, tendo 6 pontos como base para países desenvolvidos.

Exs: Escola da pedra branca(Francisco de Sales Bandeira), Escola do arraial(José Alves de Moura), Escola do São Raimundo(Estefânia Pinheiro).

Dados estatísticos
IBGE (2009)
Ensino Alunos Matriculados Professores Escolas e Colégios
Infantil 1.874 188 27
Fundamental 9.326 387 32
Médio 2.567 87 4

[32]

Ensino superior[editar | editar código-fonte]

Limoeiro do Norte possui rede de ensino superior.

Instituições Superior

Ciência e tecnologia[editar | editar código-fonte]

Em 2007, Limoeiro do Norte foi o município Brasileiro que mais inscreveu alunos (com exceção das capitais) para a 10ª edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). O município ganhou um telescópio computadorizado da coordenação da olimpíada pelo desempenho em 2007. Em 2008, o município dobrou a quantidade de inscritos na OBA. Os alunos do município já conquistaram mais de 150 medalhas na OBA.[33]

Em junho de 2010, Limoeiro do Norte foi a sede do VI EREA, o qual teve a participação de grandes nomes da astronomia e astronáutica do Brasil, entre eles o 1° astronauta brasileiro e de língua portuguesa o tenente-coronel Marcos Cesar Pontes.[34]

Notas[editar | editar código-fonte]

No Brasil existem outros municípios além de Limoeiro do Norte, que tem em seu nome a palavra Limoeiro.

São eles:

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking IDH-M Ceará». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 09 de setembro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 09 set. 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/limoeirodonorte.pdf
  7. Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ottawa. 1974
  8. Aragão, R. B, Índios do Ceará e Topônimios Índigenas, Fortaleza, Barraca do Escritor Cearense. 1994
  9. [1]
  10. a b c d http://www.cprm.gov.br/
  11. [2]
  12. «Clima: Limoeiro do Norte». Climate Data. Consultado em 28 de outubro de 2014 
  13. [3]
  14. IBGE. «Estimativas de População para 2014». Diário Oficial da União. Consultado em 08 de março de 2017  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  15. a b c d e f http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1
  16. a b Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome http:.2F.2Fwww.tse.jus.br.2Feleicoes.2Festatisticas.2Fquantitativo-do-eleitorado.2Fconsulta-quantitativo
  17. [4]
  18. «G1 Economia - Consulte o IDHM do seu município». G1. Consultado em 27 de março de 2017 
  19. «IDHM Municípios 2010». PNUD Brasil. Consultado em 27 de março de 2017 
  20. [5]
  21. «Índice de Gini da renda domiciliar per capita - Brasil». tabnet.datasus.gov.br. Consultado em 27 de março de 2017 
  22. http://www.ibge.gov.br/cidadesat/painel/painel.php?codmun=230760#economia  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  23. «Tabela 74: Produção de origem animal, por tipo de produto». sidra.ibge.gov.br. Consultado em 27 de março de 2017 
  24. «Levantamento Top 100 2015: Os 100 maiores produtores de leite do Brasil» (PDF). MilkPoint. Consultado em 27 de março de 2017 
  25. «Levantamento Top 100 2017: Os 100 maiores produtores de leite do Brasil». MilkPoint. Consultado em 27 de março de 2017 
  26. meionorte.com, Portal. «Picos é um dos maiores produtores de mel do Brasil, mas perde primeiro lugar para Limoeiro do Norte, no Ceará, e rebanho de gado atinge 1.750.910 anim». Portal meionorte.com. Consultado em 27 de março de 2017 
  27. /index.htm
  28. a b Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome biblioteca.ibge.gov.br
  29. [6]
  30. «128 municípios do Ceará já estão com os limites definidos, segundo IBGE». Ceará. 28 de junho de 2016 
  31. [7]
  32. [8]
  33. [9]
  34. [10]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]