Pacoti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Pacoti (desambiguação).
Pacoti
  Município do Brasil  
Pacoti.
Pacoti.
Símbolos
Bandeira de Pacoti
Bandeira
Hino
Gentílico pacotiense
Localização
Localização de Pacoti no Ceará
Localização de Pacoti no Ceará
Pacoti está localizado em: Brasil
Pacoti
Localização de Pacoti no Brasil
Mapa de Pacoti
Coordenadas 4° 13' 30" S 38° 55' 22" O
País Brasil
Unidade federativa Ceará
Municípios limítrofes Norte: Palmácia; Sul: Guaramiranga; Leste: Redenção; Baturité; Oeste: Caridade
Distância até a capital 90 km
História
Emancipação 2 de setembro de 1890
Administração
Prefeito(a) Francisco José Sampaio Leite (PV, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 111,959 km²
População total (IBGE/2010[2]) 11 607 hab.
Densidade 103,7 hab./km²
Clima Tropical subquente úmido
Altitude 736 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,668 médio
PIB (IBGE/2014[4]) R$ 114,458 mil
PIB per capita (IBGE/2014[4]) R$ 9,631

Pacoti é um município brasileiro do estado do Ceará, localizado na Serra de Baturité.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

Pacoti é o nome do rio que nasce ao extremo sul da Serra de Baturité e banha o município. Há divergências quanto ao significado da denominação. “Lagoa das Cotias”, rio das Pacovas (banana) e rio das bananeiras, segundo a língua dos indígenas, antigos habitantes desta terra, são alguns dos significados possíveis. Ainda existe a hipótese de se chamar “Voltado para o Mar”.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2010 era de 11.354 habitantes.

Está localizado no Maciço de Baturité em uma Área de Proteção Ambiental - APA de Baturité e dista aproximadamente 95 km de Fortaleza. O clima é ameno, entre 20 e 30 graus centígrados. Resquícios da Mata Atlântica caracterizam a vegetação local. O mês de julho costuma apresentar as temperaturas mais baixas, chegando a 14oC no período da noite.

Agricultura[editar | editar código-fonte]

Grande produtora de chuchu, café, banana, milho, feijão, cana-de-açúcar, hortaliças em geral,e outros.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Dispõe de hotéis com boa estrutura, apesar de não serem hotéis de luxo. Os principais hotéis são Estância Vale das Flores e Nosso Sítio, que oferecem aos seus visitantes uma parada com contato direto com a natureza, além de passeios com caiaque, pedalinho, cavalo, charrete, entre outros (falaremos deles no próximo post), Pacoti preza pela simplicidade.

Principais pontos turísticos são:

  • Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição (Construída em 1885, a Igreja de Nossa Senhora da Conceição é uma das mais antigas edificações da cidade. Conta-se que o povoado de Pendência nasceu ao redor desta matriz, que depois de muito tempo foi elevada a cidade. Teve como primeiro vigário o Pe. Constantino Matos. Com características coloniais passou por reforma durante a gestão do Pe. Erfo. Nela está sepultado um dos maiores benfeitores do Município de Pacoti, o Alemão Pe. Quiliano (Fridollin Mithnat), que passou quase toda sua vida aqui, trazendo recursos para ajudar as pessoas carentes. Ajudou a construir o Hospital Pe. Quiliano, o Instituto Maria Imaculada etc. A arquitetura possuía características coloniais, antes de ter sofrido algumas reformas, durante a gestão do Padre Erfo. Está localizada à Praça Monsenhor Tabosa.  Na Igreja, estão sepultados alguns dos benfeitores de Pacoti, inclusive o alemão Padre Quiliano (Fridollin Mitnnat), que chegou a esta cidade como fugitivo da I Guerra Mundial, onde residiu até os últimos dias de vida).
  • Capela Nossa Senhora das Graças
  • Polo de Lazer de Pacoti
  • Capela Sao Sebastiao (Boa Hora)
  • Arco Nossa Senhora de Fátima
  • Capela da Donaninha
  • Sítio SÃO LUÍS - localizado no Distrito de Santana: O casarão do SÍTIO SÃO LUÍS foi construído pelo Coronel da Guarda Nacional, João Pereira Castello Branco (1822-1900), entre 1870 e 1880. Feita por mãos de escravos, a construção impressiona pelo porte arrojado de suas belas colunas (30 ao todo), admirável pela estrutura sólida de seus arcos de quinas abauladas, toda erguida em tijolo e barro, feitos ali mesmo, com argila escura e queimados em fogo artesanal.

- "O SÍTIO SÃO LUÍS chegou a ser a maior propriedade de Pacoti, segundo o Serviço de Inspeção e Defesa Agrícolas do Brasil. Por essa razão, também tinha status de 'Fazenda' São Luís, título mais comum às propriedades do sertão, exatamente por sua grande extensão. Prova disto é que, até hoje, moradores da Santana, povoado próximo que o labor naquela terra originou, costumam chamá-lo de FAZENDA. Em 1911, o Sítio São Luis produziu 20 mil quilos de AÇÚCAR, duas mil arrobas de CAFÉ (produzidas por 300.000 mil pés) e 3.000 quilos de BORRACHA de maniçoba." (Trecho do livro "Pacoti, História & Memória", de Levi Jucá). A propriedade hoje, num novo ciclo de vida, retomou a produção de CAFÉ (coffe arábica typica) e faz parte da "ROTA VERDE DO CAFÉ", um roteiro turístico criado em novembro de 2015 pelo Sebrae-CE.

Política[editar | editar código-fonte]

Ordem Nome Cargo Período
João Pacífico da Costa Caraca Intendente 1890 - 1892
José Lobato da Silveira Intendente 1892
José Coelho de Souza Catunda Intendente 1892 - 1893
Manoel Veríssimo de Oliveira Intendente 1893 - 1896
José Pereira Castelo Branco Intendente 1896 - 1899
Francisco A. da Luz Intendente 1901 - 1904
Raymundo Moreira Vianna Intendente 1904 - 1907
Aderaldo Francisco Sampaio Intendente 1907 - 1909
José Cícero Sampaio Intendente 1909
10° Major Francisco Ribeiro Guimarães Intendente 1909 - 1911
11° Luiz Gonzaga Sampaio Intendente 1911 - 1912
12° Capitão José Gomes Pimenta Intendente 1912 - 1914
13° Cel.José Francisco Sampaio Intendente 1914
14° Luiz Gonzaga Sampaio Intendente 1914 - 1917
15° José Cícero Sampaio Intendente 1917 - 1922
16° Antonio Duarte de Holanda Intendente 1922 - 1923
17° Dr.Luiz Cícero Sampaio Intendente 1923 - 1930
18° Aristides Braga Interventor Municipal 1930 - 1931
19° Júlio Ramos de Medeiros Prefeito 1934
20° Josias Nepomuceno Prefeito 1934 - 1935
21° Alarico Ribeiro Guimarães Prefeito 1935 - 1945
22° João A. Lopes Prefeito 1945 - 1946
23° Claudemiro Lopes Bezerra Prefeito 1946 - 1947
24° Lauro A. Caracas Prefeito 1947
25° João Farias Filho e Aberto Belo da Mota Prefeito 1947 - 1948
26° Dr.Luiz Cícero Sampaio Prefeito 1948 - 1951
27° Mozart Pinheiro Lucena Prefeito 1951 - 1954
28° José Joacy Pereira Prefeito 1955 - 1959
29° José A. de Sousa Prefeito 1959 - 1963
30° Aloísio Menezes Jucá Prefeito 1963 - 1967
31° José A. de Sousa Prefeito 1967 - 1971
32° Fernando Moreira Sales Prefeito 1971 - 1973
33° José Mota Pontes Prefeito 1973 - 1977
34° Valdeci Nunes Gomes Prefeito 1977 - 1982
35° José Mota Pontes Prefeito 1983 - 1988
36° Francisco Rômulo da Cruz Gomes Prefeito 1989 - 1992
37° Pedro A. Brito Filho Prefeito 1993 - 1996
38° Edson Leite Araújo Prefeito 1997 - 2004
39° Francisco Rômulo da Cruz Gomes Prefeito 2005 - 2012
40° Valmir Saraiva Maciel Prefeito 2013
41° Maria Orquídea Jacaúna Lima Prefeita 2013
42° Valmir Saraiva Maciel Prefeito 2013
43° Antônio Jorge de Oliveira Prefeito 2014
44° José Leandro Sousa de Oliveira Prefeito 2015
45° Edson Leite A. Prefeito 2016
46° Paulo Sérgio Maia Sousa Prefeito 2016
47° Francisco José Sampaio Leite Prefeito 2017 - 2020

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010-2014». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 23 de dezembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • JUCÁ, Levi. Pacoti: História & Memória. Fortaleza: Premius, 2014.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.