Alto Santo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alto Santo
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Alto Santo
Bandeira
Brasão de armas de Alto Santo
Brasão de armas
Hino
Gentílico alto-santense
Localização
Localização de Alto Santo no Ceará
Localização de Alto Santo no Ceará
Mapa de Alto Santo
Coordenadas 5° 31' 15" S 38° 16' 19" O
País Brasil
Unidade federativa Ceará
Municípios limítrofes Norte: Tabuleiro do Norte, São João do Jaguaribe, Morada Nova, Leste: Apodi-RN, Sul: Potiretama, Iracema, Oeste: Jaguaribara
Distância até a capital 230 km
História
Fundação 1 de junho de 1958
Aniversário 1 de junho de 1958
Administração
Prefeito(a) Iris Gadêlha Costa (PSB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 1 338,743 km²
População total (IBGE/2010[2]) 16 360 hab.
Densidade 12,2 hab./km²
Clima Semiárido (BSh)
Altitude 79 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,654 médio
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 64 910,231 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 3 191,42
Sítio altosanto.ce.gov.br (Prefeitura)

Alto Santo é um município brasileiro do estado do Ceará. Localiza-se na microrregião do Baixo Jaguaribe, mesorregião do Jaguaribe. O município possui 16 359 mil habitantes, distribuídos em 1323 km². Tornou-se município pela Lei n° 3.814, de 13 de setembro de 1957, publicada no Diário Oficial do Estado do Ceará nº 6.983, ano XXIV, de 26 de setembro de 1957. O município foi instalado oficialmente em 1º de junho de 1958, quando se desmembrou da cidade de Limoeiro do Norte.

O desmembramento de Limoeiro criou novas cidades no Ceará nos anos 1950: Tabuleiro do Norte, Alto Santo (distrito sede e distrito do Castanhão) e São João do Jaguaribe.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Um dos primeiros nomes de Alto Santo foi Utuva. O topônimo tem origem tupi e significa U = água, e tuba = abundante.[5] depois Viúva,[6]Alto do Bodes, Alto Santo da Viúva e, desde 1938, Alto Santo.[5]

História[editar | editar código-fonte]

Este município localiza-se dentro do território no qual habitavam índios, como os potiguaras, paiacus, tapairius, panatis, icós e ariús.[7]

No início do século XIX surge um núcleo urbano ao redor de uma fazenda da época, de carne seca e charque. O Capitão Simplício de Holanda Bezerra, fazendeiro e proprietário de terras, tomou a iniciativa de construir uma capela (1866) em homenagem ao Menino Deus (padroeiro da cidade), na qual eram enterrados os mortos da localidade até 1880, quando foi inaugurado o cemitério local.[8]

O primeiro passo para a conquista de autonomia administrativa foi a criação do distrito de Alto Santo da Viúva pelo Ato Provincial de 24-03-1871, subordinado ao município de Limoeiro. Por meio do Decreto Estadual n.º 378, de 20-10-1938, o distrito de Alto Santo da Viúva passou a denominar-se simplesmente Alto Santo[9].

A região de Alto Santo fez parte da antiga cidade do Limoeiro (hoje Limoeiro do Norte) entre o final do século XIX e 1958.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Tropical quente semiárido com pluviometria média de 700 mm[10] com chuvas concentradas de fevereiro a abril.[11]

Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de água são: Rio Jaguaribe e Rio Figueiredo, Riacho Várzea Grande, Lagoas do Junco e Grande.

Relevo e solos[editar | editar código-fonte]

As principais elevações são os serrotes no distrito de Castanhão.[12][13]

Vegetação[editar | editar código-fonte]

Composta por caatinga arbustiva aberta e floresta caducifólia espinhosa.

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

O município tem dois distritos: Alto Santo (sede) e Castanhão.[5]

Economia[editar | editar código-fonte]

A cidade de Alto Santo possui uma densidade demográfica de 12,22 hab/km², segundo o último censo do IBGE. Apesar de suas riquezas naturais, ainda é uma cidade em fase de urbanização inicial. Apesar de sua extensão territorial, sua população estimada em 2019 é de pouco mais de 17 mil habitantes (aproximadamente a 121ª maior população entre os 184 municípios cearenses)[14].

Diante desse panorama, o município possui maior força no setor primário, especialmente no desenvolvimento da agricultura (especialmente no desenvolvimento da cultura de algodão arbóreo e herbáceo, caju, arroz, milho e feijão. Também a pecuária tem ganhado destaque (com rebanhos bovinos, suínos e avícolas).

Outro setor importante é a expectativa de maior extrativismo mineral, em virtude da existência dos minerais como schelita e ametista nas regiões de Jardim e Taborda.

Nos últimos anos, a cidade tem vivenciado um crescimento no setor do comércio e no desenvolvimento de pequenas indústrias de produtos minerais não-metálicos, indústrias de confecção, indústrias alimentares e madeireira. Além disso, conta com aproximadamente 10 indústrias de cerâmica.

Segundo as informações do IBGE (censo de 2010), mais da metade da população vive com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo. E, quando considerados apenas os trabalhadores formais, a média salarial é de apenas 1,4 salários mínimos. Isso significa, segundo o IBGE, que a média salarial de Alto Santo é uma das 30 menores do Ceará (posição 161 de 184). Menos de 1.500 pessoas são consideradas ocupadas (empregadas e ativas).

Em 2010, o município apresentou apenas 12.9% de domicílios com esgotamento sanitário adequado. 83.6% de domicílios urbanos em vias públicas com arborização e 0% de domicílios urbanos em vias públicas com urbanização adequada (presença de bueiro, calçada, pavimentação e meio-fio). Quando comparado com os outros municípios do estado, oscila entre as posições 112 e 164 dentre os 184 municípios do Estado.

Cultura e Esporte[editar | editar código-fonte]

O principal evento cultural é festa do padroeiro, Menino Deus.

Em 2014 o jornal Folha de S. Paulo informou que a cidade estaria recebendo um estádio de futebol com capacidade de 20 mil pagantes, maior do que a população local. Com um custo de R$1,3 milhão a obra foi financiada por emendas parlamentares e pelo dinheiro da prefeitura[15]. Atualmente, o estádio é conhecido como "Coliseu do Sertão" (nome oficial: Coliseu Mateus Aquino) e sua capacidade é de apenas 5.000 pessoas[16].

Nesta época, foi fortalecido o Alto Santo Esporte Clube (criado em 2007), que levou o futebol local a uma posição de destaque em nível estadual e conseguiu ser campeão da 3ª divisão do Campeonato Estadual em 2015 e campeão estadual da 2ª divisão em 2016. Com o resultado de 2016, o time de futebol passaria a integrar a divisão principal do campeonato cearense de futebol, porém o time desistiu após a derrota eleitoral do grupo governista nas eleições municipais[17]. Também no futsal cearense, a equipe do Alto Santo ganhou destaque nos últimos anos.

Na cultura, a cidade possui destaque com artistas e mestres culturais que se destacam pelo país. Dentre as figuras ilustres da cidade, é possível citar o poeta Bráulio Bessa e a cantora Rita Cadillac.

Política[editar | editar código-fonte]

A administração municipal localiza-se na sede, Alto Santo.[5]

Segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral[18], a lista de prefeitos eleitos pode ser visualizada da seguinte forma:

Nome Partido Mandato Vice-prefeito Observações Vereadores eleitos
1958 - Instalação oficial do Município de Alto Santo
José Bezerra de Sousa UDN/PSD 1958-1962 José Machado Nogueira (PSD) Candidatura única PSD: Barnabé Leonel Maia, Afonso Ferreira Lopes, Osvaldo Barros Maia e José Nonato Sobrinho.

UDN: José Rogério Cabó, Maria Bezerra e Francisco Florêncio Freire

José Machado Nogueira PSD 1962-1966 Luiz Clementino Freire (PSD) Venceu a chapa José Rogério Cabó (UDN)/ José Ednir Maia Chaves (UDN) PSD e Frente Democrática: José Martins do Nascimento, Jesus Ribeiro Bessa, Francisco França Nogueira e Osvaldo Barros Maia.

UDN: Evilazio Maia Chaves, Manoel Cardoso de Moura e Francisco Florêncio Freire.

José Rogério Cabó ARENA 2 1966-1970 Afonso Ferreira Lopes (ARENA) Disputou contra os candidatos da ARENA 1 (Luiz Clementino Freire/ Francisco França Nogueira) e do MDB (José Ednir Maia Chaves/ Francisco Assis Nogueira) ARENA 1:Pedro Ferreira Lima e Euclides Magalhães

ARENA 2: Vicente Avelino das Neves, Francisco Florêncio Freire e Manuel Cardoso de Moura

MDB: José Evilásio Maia Chaves e José Nonato Sobrinho

Moacir Bezerra Freire ARENA 2 1970-1972 José Martins da Cunha Diferença de apenas 9 votos entre os dois primeiros candidatos. Venceu a chapa da ARENA 1 (Gerardo Machado Nogueira/ José Martins do Nascimento). ARENA: José Lindolfo Maia, Ademar Carneiro, Francisco Martins Filho, Francisco Florêncio Freire, Francisco França Nogueira, Pedro Ferreira Lima, José Valdivino Sobrinho, Lafaiete Ancelmo Pereira e Barnabé Leonel Maia.
Ademar Carneiro ARENA 1 1972-1976 José Martins do Nascimento Venceu a chapa da ARENA 2 (José Rogério Cabó/ Otacílio Diógenes Paiva) ARENA: Francisco França Nogueira, Francisco Holanda Guedes, Francisco Martins Filho, Juarez Rodrigues Guimarães, Manoel Machado Freire, José Magalhães Cabó, Maria Bezerra, Lafaiete Ancelmo Pereira e Pedro Ferreira Lima
Moacir Bezerra Freire ARENA 1976-1982 Maria Terezinha Chagas Bezerra Candidatura única ARENA: Maria Bezerra, Lafaete Ancelmo Pereira, José Batista Filho, João Damacena, Manoel Machado Freire, Francisco Holanda Guedes, Francisco Martins Filho, Francisco Florêncio Freire e Pedro Ferreira Lima
Francisco França Nogueira PDS 1 1982-1988 Georgton Porfírio Bezerra Venceu as chapas do PDS 2 (Francisco Francélio de Holanda/Onilson Lopes da Silveira) e do MDB (Gabriel Maia de Andrade/ José Guimarães de Freitas) PDS: Lafaete Ancelmo Pereira, José Gilmário Ramalho Labó, Francisco Evandro de Souza, José Batista Filho, João Damacena, Manoel Cláudio Martins, Francisco Florêncio Freire, Manoel Machado Freire e Camilo Nogueira Mendes
Moacir Bezerra Freire PDS 1988-1992 José Rogério Cabó Venceu as chapas do PTB (Luiz Machado Nogueira/ Francisco Assis Rabelo Pereira) e do PMDB (Nodge Nogueira Diógenes/Lafaete Ancelmo Pereira) PMDB: Manoel Cláudio, Camilo Nogueira Mendes e João Fama Holanda

PDS: Maria Rufino Guimarães Cunha, Manoel Machado Freire, João Damacena, Francisco Ramiro Diógenes e Francisco Durval Freire

PTB: Francisco Moreira Bessa, Antônio Erandir Alves e Enival Soares Viana

Francisco França Nogueira PSDB 1992-31.12.1996 ? Venceu a chapa do PFL (Adelmo Queiroz de Aquino) PDS: Francisco Ramiro Diógenes, Maria de Fátima Meneses Silva, Maria Rufino Guimarães Cunha e João Damasceno

PSDB: Pedro Cláudio Nascimento Neto, Francisco Martins Maciel e Vicente Bibiano Caetano

PDT: Francisco Assis Rabelo Pereira, Manoel Osir Nogueira Gomes e Nicodemos Gomes Napoleão

Moacir Bezerra Freire PPB 01.01.1997
-31.12.2000
? Venceu o ex-vereador Nodge Nogueira Diógenes (PSDB) com uma diferença menor do que 200 votos PDT: Francisco Assis Rabelo Pereira

PSDB: Francisco Martins Maciel, Zacarias Pio Napoleão, Maria Rufino Guimarães Cunha e Pedro Cláudio Nascimento Neto

PPB: Francisco Ramiro Diógenes, João Damacena, José Gomes Sousa, Maria de Fátima Meneses e Flávio Ediano Araújo Maia[19]

Francisco França Nogueira PSDB 01.01.2001
-31.12.2004
? Venceu o ex-prefeito Moacir Bezerra (PSD) e o candidato Fábio Nogueira (PPS) PP: Cícero Pereira Neto, Flávio Ediano Araújo Maia e José Nezil Guerra Cabó

PSDB: Francisco Assis Rabelo Pereira, José Helder Nogueira Bessa, Maria Rufino Guimarães Cunha e Zacarias Pio Napoleão

PTB: Pedro Cláudio do Nascimento Neto

PSD: João Damacena e Maria de Fátima Meneses Silva

PMDB: Francisco Rogério Filho

Adelmo de Queiroz Aquino PPS 01.01.2005
-31.12.2008
Francisco Assis Rabelo Pereira (PTB) Venceu o candidato do PP (Rivardo Bezerra - "Maninho"), filho do ex-prefeito Moacir e o candidato do PDT (Fábio Nogueira) PP: Henrique Bessa, Jucelino Sales de Oliveira e Ronaldo Cabó

PMDB: Francisco Rogério Filho

PSDB: Francisco Martins Maciel (Véi Chico), José Helder Nogueira Bessa e Zacarias Pio Napoleão (Acrísio)

PTB: Maria Rufino Guimarães Cunha

PL: Francisco Rennio Diógenes Monteiro

PSD: João Damacena e Maria de Fátima Meneses Silva[20]

Adelmo de Queiroz Alquino PRB 01.01.2009
-31.12.2012
Francisco Assis Rabelo Pereira (PTB) Venceu o candidato do PP (Rivardo Bezerra - "Maninho")[21] PRB: Maria Genileuda Moura Oliveira, Manoel Antonio Adecilho (Adelino), Francisco Martins Maciel, Jucelino Sales de Oliveira e Zacarias Pio Napoleão

PR: Francisco Rennio Diógenes Monteiro

PP: João Damaceno e Pedro Cláudio Neto

PTB: João Alves Monteiro

José Iran da Silva Paulino PRB 01.01.2013
-31.12.2016
Maria Genileuda Moura Oliveira (PRB) Venceu a candidata do PT (Gilca Bezerra)[22] PRB: Edísio, Jucelino Sales, Francisco Martins (Véi Chico), Helder Nogueira Bessa, Acrísio e Martinha

PMDB: Maninho e João Damacena

PT: Ana Paula Holanda

PSD: Maria Geudir Gurgel Tavares

PR: Rennio Diógenes Monteiro[23]

Maria Irisneile Gadelha Sousa Costa PSB 01.01.2017- Gilca Maria Machado Bezerra (PT) Venceu o ex-prefeito Adelmo Aquino (Solidariedade) Isaac Magalhães Rogério (PSD), Rennio Diógenes (PR), Antonio André Diógenes Cabó (PDT), João Damacena (PDT), Fábio Holanda (PDT), Juscelino Sales (PSD), Edísio Girão Lima (PSD), Plácido Otávio Gomes Neto(PSD), Acrísio (PSD), Pedro Cláudio Martins (PSD) e Maninho Bezerra (PDT)[24]

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  5. a b c d http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/altosanto.pdf Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "biblioteca.ibge.gov.br" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  6. [1][ligação inativa]
  7. Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ottawa. 1974
  8. História de Alto Santo
  9. «História da cidade de Alto Santo - IBGE Panorama». IBGE. Consultado em 5 de julho de 2020 
  10. Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - FUNCEME.
  11. Instituto nacional de Pesquisa espacial - INPE.
  12. «Página do CPRM». Consultado em 05 de junho de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  13. «Atlas do Ceará». Consultado em 05 de junho de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  14. IBGE. «Panorama IBGE - cidade de Alto Santo». Consultado em 5 de julho de 2020 
  15. André Uzeda (23 de setembro de 2014). «Governo Federal financia metade de "coliseu" no sertão cearense». Folha de S Paulo. Consultado em 24 de setembro de 2014 
  16. «Estádio de R$ 1,3 milhão, 'Coliseu do Sertão' é inaugurado no interior do CE». Bom Dia Brasil. 10 de agosto de 2015. Consultado em 5 de julho de 2020 
  17. GloboEsporte.comFortaleza, Por; CE. «FCF confirma Ferroviário na Série A do Cearense; Alto Santo está fora». globoesporte.com. Consultado em 5 de julho de 2020 
  18. «Resultados». www.tre-ce.jus.br. Consultado em 5 de julho de 2020 
  19. «Resultados das Eleições». www.tse.jus.br. Consultado em 5 de julho de 2020 
  20. «UOL Eleições 2004». eventos.noticias.uol.com.br. Consultado em 5 de julho de 2020 
  21. «Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais». divulgacandcontas.tse.jus.br. Consultado em 5 de julho de 2020 
  22. «Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais». divulgacandcontas.tse.jus.br. Consultado em 5 de julho de 2020 
  23. «Apuração em tempo real - 1° turno - Alto Santo». UOL Eleições 2012 (em inglês). Consultado em 5 de julho de 2020 
  24. «UOL Eleições 2016 Alto Santo/CE: Apuração de votos, resultado, prefeito e vereadores eleitos». UOL Eleições. Consultado em 5 de julho de 2020 


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.