Coreaú

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o rio, veja Rio Coreaú.
Município de Coreaú
"Palma"
Piso da arquitetura interna da igreja matriz de Nossa Senhora da Piedade.

Piso da arquitetura interna da igreja matriz de Nossa Senhora da Piedade.
Bandeira indisponível
Brasão de Coreaú
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Aniversário 24 se setembro
Fundação 1870
Gentílico coreauense
Prefeito(a) Carlos Roner Felix Albuquerque (PSDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Coreaú
Localização de Coreaú no Ceará
Coreaú está localizado em: Brasil
Coreaú
Localização de Coreaú no Brasil
03° 31' 58" S 40° 39' 25" O03° 31' 58" S 40° 39' 25" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Noroeste Cearense IBGE/2008 [1]
Microrregião Coreaú IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Sobral
Municípios limítrofes Sobral, Moraújo, Frecheirinha, Alcântaras, Tianguá, Mucambo
Distância até a capital 374 km
Características geográficas
Área 775,746 km² [2]
População 22 018 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 28,38 hab./km²
Clima Semi- árido SA
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,591 baixo PNUD/2000 [4]
PIB R$ 63 154,442 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 2 867,53 IBGE/2008[5]
Página oficial

Coreaú é um município brasileiro do estado do Ceará, localizado na microregião de Coreaú, mesorrregião do Noroeste Cearense. Sua população estimada em 2004 era de 21.221 habitantes.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O topônimo tem origem no tupi-guarani curia(ave aquática de pequeno porte) mais iu (beber) e significa: Águas dos Curiós, a ceva dos curiás. Sua denominação original era Várzea Grande , depois Palma e desde 1943, Coreaú.[6]

Origem do topônimo: Palavra indígena composta de CURIA + U, "o viveiro", "a ceva dos curiás", pequeno patos de d'água doce.[7] 

A denominação Coreaú[editar | editar código-fonte]

A denominação Coreaú foi uma reivindicação da sociedade do município e foi oficializada pelo Decreto Estadual nº 1.114, assinado pelo governador Francisco de Meneses Pimentel, em 30 de dezembro de 1943[8][9][10].

Pré-História[editar | editar código-fonte]

No município há registros de vida humana com várias inscrições rupestres no conjunto arqueológico letreiros de Itacoatiara, conforme matéria de 1956, da revista do Instituto do Ceará[11].

História[editar | editar código-fonte]

O atual território de Coreaú situa nas terras nas quais habitaram os índios: Anacé, Tacari-Arariu e Tabajara,[12][13] e a partir do século XVIII com expansão da produção da pecuária do Ceará, surge uma fazenda e ao redor desta um núcleo urbano conhecido como Fazenda Várzea Grande, vinculado a vila de Granja.

Um dos mais antigos povoadores da região onde hoje se ergue o município de Coreaú foi o tenente-coronel Manuel Dias de Carvalho, cujas terras lhe foram concedidas, em 1705, por sesmarias, todas situadas nas margens férteis do riacho Coreahu, assim grafado no registro de datas e sesmarias. A gleba sempre se prestou admiravelmente ao labor agrícola, prodigalizando nas quadras invernosas dias fartura e de grande bonança aos fazendeiros que aí se estabeleceram. Inicialmente o local era chamado de Várzea Grande, sucedendo-lhe o nome Palma durante muitos anos. Corre sobre esta denominação interessante lenda. Contam os antigos que no arraial Várzea Grande, havia uma família de negros que se dedicava ao fabrico de broas - bolos de goma muito apreciados. A fama das broas advinha de sua excelência, atraindo gente que de muito longe vinha comprá-lo aos pretos. Como eram fabricadas em forma de palma, era comum ouvir-se dizer de quem se dirigia para Várzea Grande: "Vou para as Palmas".[14]

É um vale situado entre a Serra da Meruoca e a Serra de Ibiapaba (Serra Grande).

O município tem 4 distritos: Coreaú (sede), Araquém, Aroeiras e Ubaúna.[6]

Conterrâneos ilustres[editar | editar código-fonte]

O deputado federal José Leônidas Menezes Cristino (Ceará).

A senadora Ângela Portela (Roraima).

O deputado estadual Flamarion Portela (Roraima).

Eleições 2016[editar | editar código-fonte]

Candidatos ao paço municipal para a Legislatura 2017-2020:

Dados da Justiça Eleitoral informam que das 72 seções de Coreaú, teve-se 147 votos em branco para prefeito, bem como 534 votos nulos.

Candidato Escolaridade Ocupação Partido Coligação Votos Resultado
Carlos Roner Felix Albuquerque Superior Completo Gerente PSDB  PSDB / PTN / PP / PRB / PMN / PSB / PC do B / PR / PSL 8.279 (51.64%) ELEITO
Érika Frota Monte Coelho Cristino Superior Completo Administradora PDT PDT / PPS / PT / PTB / DEM / PRP / PSD / PRTB 7.701 (48.04%)
João Magalhães de Carvalho Alfabetizado Aposentado PV Sem coligação formada 52 (0.32%)

Nove mais votados eleitos (Legislatura 2017-2020):

Ordem Votos Candidato Partido Escolaridade Ocupação
1.517  Manoel Filho de Aguiar PSDB Fundamental Completo Empresário
1.489 Antonio Anastácio Teles PDT Fundamental Completo Agricultor
1.465 Lucinara Prado Aguiar PMN  Superior Incompleto Universitária
1.464 Antonio Erasmo de Albuquerque PSDB Médio Completo Vereador
1.338 Francisco Francimor Gomes Ximenes PPS Superior Completo Advogado
1.209 José Menezes de Sampaio PSDB Fundamental Completo Vereador
1.165  Evaristo Neri de Aguiar PDT Fundamental Incompleto Comerciante
1.069  João Auciomar Machado PRTB Fundamental Completo Agricultor
962 José Osvaldo de Araújo PR Médio Completo Vereador

Nove mais votados não eleitos:

Ordem Votos Candidato Partido Escolaridade Ocupação
10° 918 Pablo Pinto de Carvalho DEM Superior Completo Advogado
11° 911  Raimundo Antonio de Souza PRB Superior Completo Empresário
13° 750 Aldenor Carneiro Filho PTB Médio Completo Empresário
14° 234 Aprígio Teles Mascarenhas Neto PT Superior Completo Advogado
15° 228 Milton Gomes Carmo PRB Alfabetizado Agricultor
16° 218 Maria de Fátima Carneiro PSD Superior Completo Professora
17° 215  Regina Cláudia Melo Albuquerque PRP Superior Completo Professora
18 76 Rosa Maria Araújo Oliveira PSL  Superior Completo Aposentada
19° 70 Maria da Conceição Silva Rocha PSDB Médio Completo Empresária

Câmara Municipal de Coreaú[editar | editar código-fonte]

Mesa diretora eleita para o biênio 2017-2018:

Vereadores Partido Função
Manoel Filho de Aguiar PSDB Presidente
Antonio Erasmo de Albuquerque PSDB Vice-presidente
João Auciomar Machado PRTB 1° secretário
José Menezes de Sampaio PSDB 2º Secretário

A Mesa Diretora da Câmara Municipal é formada por seis membros (Presidente, Vice-Presidente, 1º Secretário, 2º.Secretário), tem mandato de 2 anos e pratica atos de direção, administração e execução das deliberações aprovadas pelo plenário. As atribuições da Mesa Diretora e de seus membros estão definidas no Regimento Interno da Câmara. Entre as funções da Mesa Diretora estão: dirigir os trabalhos em Plenário; propor projetos de decreto legislativo dispondo sobre licença do Prefeito e Vice-Prefeito e outros assuntos; nomear a comissão de julgamento de contas do Prefeito; criar Comissões Especiais de Inquérito; enviar ao Prefeito, anualmente, as contas do exercício anterior, para encaminhamento ao Tribunal de Contas do Estado (TCE); assinar projetos de lei destinados à sanção e promulgação do Chefe do Executivo.

Sítio eletrônico[editar | editar código-fonte]

http://www.cmcoreau.ce.gov.br/

Regimento Interno[editar | editar código-fonte]

http://www.cmcoreau.ce.gov.br/down/regint.pdf

Educação[editar | editar código-fonte]

Escolas públicas do município[editar | editar código-fonte]

Código INEP/MEC Escola CNPJ
23015241 Coracão de Jesus EMEIF 01937177000181
23015179 Coronel Antonio Teles EMEIF 07515101000144
23015322 Flora de Queiroz Teles EMEIF 10997035000109
23015586 Joaquim Aquiles Ximenes EMEIF 07515077000143
23015357 Jose de Sales EMEIF 04473975000198
23015551 Mirian Mota EMEIF 11246937000168
23015420 Nossa Senhora da Paz EMEIF 11260562000190
23015470 Nossa Senhora da Piedade EMEIF 01923142000193
23545062 Nossa Senhora de Fátima EMEIF 12385123000177
10° 23209933 Núcleo de Ensino Supletivo NES Sem PJ
11° 23015438 Pedro Conrado EMEIF 01936592000110
12° 23015195 Santa Rita EMEI 11221615000164
13° 23015616 Santo Antonio EMEIF 01936593000165
14° 23015454 São Joaquim EMEIF 03174735000120
15° 23015632 São José EMEIF 03175066000100
16° 23015675 Vereador Raimundo Cardoso de Albuquerque EMEIF 04467762000153
17° 23015578 Vicente Soares EMEI 11247766000191

Municípios limítrofes[editar | editar código-fonte]

Município População estimada (2017) Distância a Coreaú Rodovia de ligação
Alcântaras 11.459 16 quilômetros CE 364 e CE 241
Frecheirinha 13.669 50 ou 58 quilômetros CE 240, CE 365 e BR 222
Moraújo 8.636 10 quilômetros CE 364
Mucambo 14.377 53 quilômetros CE 364, BR 222 e CE 253
Sobral 205.529 47 quilômetros CE 364 e BR 222
Tianguá 74.719 48 quilômetros CE 240 e BR 222

Códigos de Endereço Postal[editar | editar código-fonte]

O CEP de Coreaú é 62160-000. Este CEP é valido e deve ser usado para representar qualquer bairro ou endereço de Coreaú, mas a cidade têm CEPs específicos para logradouros. O CEP é um código único, formado por 8 números, que permitem identificar qualquer cidade ou endereço do Brasil. Também chamado de Código de Endereçamento Postal (ou apenas Código Postal), o CEP permitem que os Correios realizem entregas em determinadas posições geográficas, separando e agilizando a entrega de encomendas por regiões.

CEP Bairro
62160-000 CEP Único da localidade *
62160-970 Rua Alferes Raimundo Leopoldo Centro
62165-000 Distrito de Araquém *
62163-000 Distrito de Aroeiras
62168-000 Distrito de Ubaúna *

Clima[editar | editar código-fonte]

Tropical quente semiárido com pluviometria média de 1044 mm [15] com chuvas concentradas de janeiro a maio.[16]

Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de água são: rio Coreaú e Juazeiro; riacho Trapiá e os açudes: Açude do Diamante, Açude Angicos e açude Trapiá.[17].

Vista da Serra da Penanduba a partir da rodovia CE-240

Relevo e solos[editar | editar código-fonte]

As principais elevações são: serra da Pananduba, serrotes: Arapuá, da Palma, do Sítio, Boqueirão, Pajeú, da Vázea, Comprido; morros: da Chapada; morros: Redondo, das Rolas, São José e Alto Alegre.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

Floresta subcaducifólia espinhosa ou mata seca.

Economia[editar | editar código-fonte]

Agricultura: algodão arbóreo e herbáceo, milho, feijão, e mandioca. Pecuária: bovino, suíno e avícola. O município possui cinco indústrias, assim distribuídas: uma de extrativa mineral, duas de produtos alimentares, uma de construção e uma de produtos minerais não metálicos.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Vista da arquitetura frontal da igreja matriz de Nossa Senhora da Piedade

Os principais eventos cívicos, culturais ou religiosos:

Bibliotecas[editar | editar código-fonte]

No município há a Biblioteca Municipal de Coreaú e de acordo com a lista de bibliotecas do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas está localizada na Avenida Antônio Cristino de Menezes, s/n, CEP: 62160-000[18].

Instituições culturais[editar | editar código-fonte]

  • Banda de Música Lira Palmense
  • Biblioteca Municipal de Coreaú
  • Academia Palmense de Letras – APL
  • Memorial Chagas Leocádio[19]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. a b http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/coreau.pdf
  7. «IBGE | Cidades | Ceará | Coreaú | Histórico». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 12 de setembro de 2017 
  8. POMBEU SOBRINHO, Tomás. Topônimos indígenas dos séculos 16 a 17 na costa cearense.IN: Revista do Instituto do Ceará: Instituto do Ceará: Fortaleza, volume 69, nº 69, 1946.
  9. SAMPAIO, Teodoro. O Tupi na geografia nacional. Rio de Janeiro: Companhia Editora Nacional, 1987.
  10. BRAGA, Renato. Dicionário geográfico e histórico do Ceará. Fortaleza: Imprensa universitária, 1967
  11. POMPEU SOBRINHO, Thomas. IN: Revista do Instituto do Ceará. tomo LXX, ano 70. Fortaleza: Instituto do Ceará, 1956. página 120.
  12. Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ottawa. 1974
  13. Aragão, R. B, Índios do Ceará e Topônimios Índigenas, Fortaleza, Barraca do Escritor Cearense. 1994
  14. «IBGE | Cidades | Ceará | Coreaú | Histórico». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 12 de setembro de 2017 
  15. Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - FUNCEME.
  16. Instituto nacional de Pesquisa espacial - INPE.
  17. http://www.cprm.gov.br/
  18. Lista de biblioteca públicas do Ceará pelo Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas. SNPB. Acesso em 22 de janeiro de 2017.
  19. [1] Página oficial da prefeitura. Acesso em 05/08/2013
  20. CAVALCANTE, Leonardo Pildas de Menezes. História de Coreaú - 1702-2002. Fortaleza/Sobral. Expressão gráfica e editora ltda, 2003, páginas 415/417, ISBN 85-7563-028-8