Massapê

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para o município do Piauí, veja Massapê do Piauí.
Massapê
  Município do Brasil  
Rua em Massapê
Rua em Massapê
Símbolos
Bandeira de Massapê
Bandeira
Brasão de armas de Massapê
Brasão de armas
Hino
Gentílico massapeense
Localização
Localização de Massapê no Ceará
Localização de Massapê no Ceará
Massapê está localizado em: Brasil
Massapê
Localização de Massapê no Brasil
Mapa de Massapê
Coordenadas 3° 31' 22" S 40° 20' 34" O
País Brasil
Unidade federativa Ceará
Região metropolitana Região Metropolitana de Sobral
História
Fundação 05/02/1898 - 123 anos
Aniversário 05 de Fevereiro
Administração
Prefeito(a) Aline Aguiar Albuquerque (PP, 2021 – 2024)
Vereadores 13
Características geográficas
Área total IBGE/2019[1] 567,780 km²
População total (estimativa IBGE/2020[2]) 39,341 hab.
Densidade 0,1 hab./km²
Clima semi-árido
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,6 médio
PIB (IBGE/2018[4]) R$ 274 484,96 mil
PIB per capita (IBGE/2018[4]) R$ 7 143,58
Sítio massape.ce.gov.br (Prefeitura)

Massapê é um município brasileiro do estado do Ceará. Localiza-se no território de Massapê o açude Acaraú Mirim. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2021, era de 39,341 habitantes.[2]

Até 1899 o município denominava-se "Vila da Serra Verde".

História[editar | editar código-fonte]

As terras da Serra da Meruoca e arredores, nas quais o atual município de Massapê situam-se nas terras nas quais habitaram os índios Anacés, Tacari-Arariu e Tabajara.[5]

Um dos fatores de fixação populacional do povoamento de Serra Verde (Massapê), foi a volta e o investimento dos "Paroaras" (cearenses que imigraram para a Amazônia durante a seca de 1877 e trabalharam no primeiro Ciclo da Borracha, que voltaram bem-afortunados).

Um segundo fator de fixação foi a construção da Estrada de Ferro de Sobral-Camocim e da inauguração da Estação de Trem de Massapê em 31 de dezembro de 1881.[6]

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

O município é dividido em 6 distritos: Aiuá, Ipaguaçu (antigo Acaraú-Mirim), Mumbaba, Padre Linhares (Antigo povoado de São Luiz, foi transformado em distrito através da Lei n° 1 153, de 22 de Novembro de 1951[7]. É um distrito localizado na zona urbana do município de Massapê-CE. Com uma população significativa, a economia do local se caracteriza pela agricultura e comércio. A história dessa localidade tem início com a implantação de uma capela na zona rural de Massapê, como santo padroeiro da igreja foi escolhido e determinado como S. Luiz de Gonzaga, santo que passou a ser utilizado como nome da localidade. Com a implantação da capela as pessoas começam a povoar essa região que passou a se desenvolver de forma gradativa e se tornar um distrito do município de massapê)[8], Tangente e Tuína.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Tropical quente semiárido com pluviometria média de 765,1 mm[9] com chuvas concentradas de janeiro a abril.[10]

Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de água são os rios: Acaraú e Tucunduba, Riacho Caranguejo e Açude Acaraú Mirim (atualmente com 46 milhões m³). Existem dois principais rios totalmente ou essencialmente localizados no município: Rio Contendas e Rio Raiz (Rio do Canto). Todos eles nascem em regiões de relevo mais elevado no noroeste, como Serra da Meruoca e região de Aiuá. O Rio Contendas é o que tem seu percurso atravessado pela cidade, infelizmente com alto nível de poluição, provindos do esgoto de córregos e tubulações de esgoto estourada, mas durante o período de estiagem a cota laminar d'água é próxima a zero. Os Rios Contendas e Raiz desembocam no Açude Acaraú Mirim (o quino maior reservatório da Bacia do Vale do Acaraú, perdendo apenas para os açudes Araras - Varjota; Taquara - Cariré; Ayres de Sousa - Sobral; e Edson Queiroz - Santa Quitéria), cujo vertedouro remete suas águas para o Rio Acaraú. Nos últimos anos a capacidade hídrica vem sofrendo uma queda na capacidade devido às erosões ocasionadas na margens de rios e represas, tornando-os cada vez mais raso. Nisso se torna fundamental a dragagem. Outro problema sério é o acentuado estado de degradação das margens dos corpos lóticos do município, que com mata ciliar desmatada ou pouco significante, acabam aumentando o estado de sedimentação do leito, o que pode interferir nas enchentes no período chuvoso intenso.

Relevo e solos[editar | editar código-fonte]

As principais elevações são: Pico de Aiuá e Pico de São Brás, este com 992 metros acima do nível do mar.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

Floresta subcaducifólia espinhosa ou mata seca, e floresta subperenifólia tropical plúvio-nebular.

Economia[editar | editar código-fonte]

Agricultura: algodão arbóreo e herbáceo, caju, mandioca. Milho e feijão. Pecuária: bovino, suíno e avícola.

Indústrias: oito (uma metalúrgica, uma de madeira, uma de bebida, 3 de produtos alimentares, 2 de vestuário, calçados e artigos de tecidos, couros e peles).

Cultura[editar | editar código-fonte]

Os principais eventos culturais são as festas do padroeiro São Francisco e de Nossa Senhora Perpétuo Socorro.[11]

Referências

  1. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019). «Área da unidade territorial - 2019». Consultado em 22 de abril de 2021 
  2. a b «Estimativa populacional 2020 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 28 de agosto de 2020. Consultado em 28 de abril de 2021 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2018». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 22 de abril de 2021 
  5. Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ottawa. 1974
  6. «E. F. de Sobral (1881-1909) Rede de Viação Cearense (1909-1975)RFFSA (1975-c.1980)». Estações Ferroviárias do Brasil. 30 de abril de 2014. Consultado em 5 de maio de 2021 
  7. AGUIAR, Osvaldo de (1969). Massapê em Foco: 1898 - 1968. Fortaleza: Imprensa Universitária. p. 44 
  8. CUNHA, Raimunda Nonata (1987). História de S. Luiz: Hoje Padre Linhares. [S.l.: s.n.] pp. 1 – 3 
  9. Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - FUNCEME.
  10. Instituto nacional de Pesquisa espacial - INPE.
  11. Diário do Nordeste (2004). «Festejos em louvor a santa serão encerrados». Consultado em 22 de abril de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.