Pires Ferreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Pires Ferreira
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 22 de maio
Fundação 22 de maio de 1987
Gentílico piresferreirense
Prefeito(a) Maria Marfisa Lopes Aguiar (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Pires Ferreira
Localização de Pires Ferreira no Ceará
Pires Ferreira está localizado em: Brasil
Pires Ferreira
Localização de Pires Ferreira no Brasil
04° 14' 49" S 40° 38' 42" O04° 14' 49" S 40° 38' 42" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Noroeste Cearense IBGE/2008 [1]
Microrregião Ipu IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes norte: Reriutaba, Varjota, leste: Santa Quitéria, Hidrolândia sul e oeste: Ipu
Distância até a capital 303 km
Características geográficas
Área 242,189 km² [2]
População 10 216 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 42,18 hab./km²
Altitude 194 m
Clima tropical semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,606 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 30 760,559 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 134,99 IBGE/2008[5]
Página oficial

Pires Ferreira é um município brasileiro do estado do Ceará, na microrregião de Ipu. O município é conhecido pela sua festa de aniversário da emancipação, considerada a mais tradicional da região onde se encontra. Possui uma população de 10.216 habitantes, sendo que 3.354 mil habitantes (33%) residem nos quatro Distritos Administrativos (Pires Ferreira, Delmiro Gouveia, Otavilândia e Donato) formando sua zona urbana.

O município foi criado em 22 de Maio de 1987, e possui uma extensão territorial de pouco mais de 240 quilômetros quadrados e pode ser subdivido nas regiões de pé-de-serra e beira d'água, se dividirmos sua população por sua área territorial, teremos uma densidade demográfica de 42,18 habitantes por quilômetro quadrado.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

A cidade ganhou este nome em homenagem a Antonio Sampaio Pires Ferreira, Engenheiro chefe da estrada de ferro que ligava Cratéus a Sobral, antes de "Pires Ferreira", a cidade já havia se chamado "Mucambo" e "Humaitá".

História[editar | editar código-fonte]

O povoamento da localidade começou em meados do século XIX, onde pequenos agricultores formaram o pequeno arraial por nome de "Mucambo", tempos depois o povoado passou a se chamar "Humaitá", seu desenvolvimento teve início em 1894 quando a Estrada de Ferro de Sobral chegava à comunidade, sendo inaugurada na vila uma estação ferroviária em 21 de janeiro de 1925, que proporcionou uma fase bastante próspera para a comunidade, que depois passou a se chamar "Pires Ferreira".

Uma Curiosidade a ser registrada, é que o então distrito, na década de 60, teria sido elevado a categoria de município, mas logo depois rebaixado, permanecendo como Distrito de Ipu até 1987. Isso aconteceu por ocasião da revolução de 1964, quando foi elevado a categoria de município através da Lei Estadual nº 6.418 de 9 de Julho de 1963, assinado pelo então Governador do Estado do Ceará, Coronel Virgílio Távora. Mas em 14 de Dezembro de 1965, essa elevação a município foi suprimida pela Lei Estadual nº 8.339, quando o então Município de Pires Ferreira voltava a ser Distrito do Município de Ipu.

Na década de 80 iniciou-se uma campanha em prol de uma nova emancipação, quando fora realizado um plebiscito, finalmente em 22 de Maio de 1987, através da Lei Estadual de nº 11.325, o distrito de Pires Ferreira tornara-se Município definitivamente. Seu primeiro prefeito foi Antônio Meton Passos Júnior. Segundo prefeito Enoque Rodrigues Mororó e o terceiro prefeito, Francisco das Chagas Torres Júnior (Torrim). Em 2004 o ex-professor Marcos Camelo Marques foi eleito prefeito do município assumindo em 2005 e reeleito em 2008, e após dois mandatos no dia 7 de Outubro de 2012, Marfisa Aguiar foi eleita sua sucessora, tornando-se a primeira mulher a comandar a prefeitura do município, assumindo no dia 1 de Janeiro de 2013.

Igreja[editar | editar código-fonte]

Uma das construções mais antigas do município é a igreja matriz de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, construída no final do século XIX. Até 2007, a igreja católica de Pires Ferreira ainda era totalmente vinculada a paróquia de Ipu, até que foi criada a "Área Pastoral de Pires Ferreira", sob o comando do Padre Emanoel Franklin Leitão, porém, somente em 2009 fora elevada a condição de paróquia, tendo o Padre Bonifácio Fonseca como o seu primeiro pároco, no início de 2012, Bonifácio deixa a paróquia de Pires Ferreira, e o Padre Herlandino Fonseca assume, sendo o atual pároco de Pires Ferreira.

Política[editar | editar código-fonte]

Lista de Prefeitos:

  • Antonio Meton Passos Júnior (1988 a 1992)
  • Enoque Rodrigues Mororó (1993 a 1996)
  • Francisco das Chagas Torres Júnior (1997 a 2004)
  • Marcos Camelo Marques (2005 a 2012)
  • Maria Marfisa Lopes Aguiar (2013 a 2016)

A administração municipal localiza-se no palácio Pedro Marques de Melo, na sede do município.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

O município de Pires Ferreira localiza-se no noroeste do estado, na microrregião de Ipu. Corresponde à área de 248,00km, equivalente a 0,16% do território estadual.

Partindo de Fortaleza, os principais acessos rodoviários são: BR-020, CE-257, CE-366 e CE-329/403, distanciando cerca de 303 km, sendo a distância em linha reta de 226,00km. As cidades mais próximas da sede de Pires Ferreira são: Ipu 17 km, Varjota 23 km e Reriutaba 28 km.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Os recursos hídricos compõem-se basicamente na bacia hidrográfica do Rio Acaraú, com 20 açudes, destacando-se: Araras, Mocós, Riacho Seco e Angicos. Os principais rios que banham o município são o rio Jatobá, o riacho São Francisco e o rio Acaraú submerso pelas águas do Açude Araras.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Em 2010, Pires Ferreira possuía 10.216 habitantes, sendo que 3.354 na Zona Urbana. O município ainda é dividido em quatro distrito: Pires Ferreira (sede), Delmiro Gouveia, Otavilândia e Donato, possui ao todo 2.789 domicílios ocupados e contam com o crescimento populacional de 18,20% na última década.

Relevo[editar | editar código-fonte]

A altitude da sede é de 200m. Pires Ferreira situa-se no sopé da Serra da Ibiapaba, por isso possui um relevo bastante acidentado.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima é tropical semi-árido, com temperaturas oscilando entre 25°C e 40°C nos dias mais quentes do ano, geralmente registradas entre agosto e novembro.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

Sua vegetação natural é composta basicamente pela Caatinga Nordestina.

Economia[editar | editar código-fonte]

O PIB de Pires Ferreira é de 30.760.559 (IBGE 2008), a maior parcela da população é empregada no funcionalismo público, sendo a prefeitura municipal a maior fonte de renda do município. O setor primário é baseado em feijão e milho, a indústria ainda é pouco desenvolvida, limitando-se a produção de cerâmica, ainda existe uma fraca (por conta do período de seca) atividade pesqueira, exercida nas margens do Açude Araras. No ano de 2008 foi inaugurado na cidade um Posto de atendimento bancário do Banco Bradesco S/A, promovendo a inclusão bancária no município.

Turismo[editar | editar código-fonte]

A Bica do Donato, é a principal cachoeira do município, despencando de uma altura de quase 100m e com matas fechadas em seu entorno, o local passou a ser mais visitado em 2010, com a construção de uma estrada ligando ao distrito de Donato, mesmo assim quem sai da Sede de Pires Ferreira, terá de enfrentar 8km de estrada carroçável, o fluxo de água é temporário podendo se estender de janeiro a agosto.

Ainda no distrito de Donato, a Bica Encantada é uma ótima opção para um trilha ecológica, pois até hoje permanece totalmente intocada. Na região beira d'água, a represa do Açude Araras é aproveitada como uma "praia de água doce", e atrai turistas para os pequenos balneários construídos em suas margens.

Cultura[editar | editar código-fonte]

A principal manifestação cultural acontece no fim de Maio, conhecida como "Pires Ferreira Festeiro" que é a comemoração alusiva ao seu aniversário de emancipação política, com desfile estudantil, missa, disputas esportivas, feiras culturais, escolha da rainha do município e show's de grandes artistas brasileiros, o evento que teve início no final da década de 80, é bastante aguardado pelos moradores, pois atrai uma grande quantidade de turistas que acaba por movimentar o comércio do município.

Além disso, em julho acontece os festejos da padroeira, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, e em dezembro os festejos de Santa Luzia, na localidade de Ipueirinha.

Em 2007, o prédio da Estação Ferroviária, foi transformada em um Centro Histórico, e atualmente abriga a Secretaria de Cultura do município, além disso o município também conta com uma biblioteca pública.

Referências

  1. a b "Divisão Territorial do Brasil". Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consult. 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). "Área territorial oficial". Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consult. 5 de dezembro de 2010. 
  3. "Censo Populacional 2010". Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consult. 11 de dezembro de 2010. 
  4. "Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil". Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consult. 11 de outubro de 2008. 
  5. a b "Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008". Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consult. 11 de dezembro de 2010. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.