Músculo levantador da escápula

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Músculo levantador da escápula
Gray409.png
Músculos ligando a extremidade superior à coluna vertebral. (O levantador da escápula pode ser visto na parte superior direita, no pescoço)
Latim musculus levator scapulae
Gray's pág.435
Origem Tubérculos posteriores dos processos transversos das vértebras cervicais de 1 a 4.
Inserção    Parte superior da borda medial da escápula.
Vascularização Artéria escapular dorsal
Inervação Nervo cervical (C3, C4) e Nervo escapular dorsal (C5)
Ações Traciona a escápula verticalmente, abaixa a ponta do acrômio, roda a escápula durante o abaixamento forçado do braço e a estabiliza durante sua elevação.

O músculo levantador da escápula situa-se nas costas e em parte do pescoço.

Embriogênese[editar | editar código-fonte]

Origina-se do mesênquima da camada somática do mesoderma lateral do embrião.[1]

Origem e inserção[editar | editar código-fonte]

Origina-se dos processos transversos do atlas e do axis, e nos tubérculos posteriores dos processos transversos da terceira e quarta vértebras cervicais.

Insere-se na margem ântero-medial da escápula, entre o ângulo superior e a espinha.

Ações[editar | editar código-fonte]

Quando sua cabeça está fixa, o levantador da escápula eleva o ângulo medial da escápula. Sendo assim ele eleva a mesma como um todo, além de realizar rotação inferior, ao menos em certa amplitude. Se o ombro estiver fixo, o músculo inclina o pescoço para o lado correspondente, e o roda na mesma direção.

Referências

  1. DiDio, L. J. A. (1998). Tratado de Anatomia Aplicada. 1 1 ed. São Paulo: Editora Póluss. 253 páginas. ISBN 8586830011 

Imagens Adicionais[editar | editar código-fonte]