Magdalena Bonfiglioli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde maio de 2010).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Magdalena Bonfiglioli é uma jornalista brasileira.

Foi a primeira repórter contratada pelo SBT quando a emissora iniciou suas transmissões , ela cobriu a cerimônia de concessão dos canais da antiga Tupi para a nova rede do Grupo Silvio Santos em 1981, e colocou no ar seu primeiro telejornal, o Noticentro, também no SBT apresentou o Jornal da Noite (1981) , Jornal da Cidade (1984-86) , Cidade 4 (1986-88) e Notícias de última hora (1997) , e foi repórter de todos os jornalísticos da emissora Noticentro (1981) , SBT Repórter (1995-97) , Tj Brasil (1988-97) e fez reportagens para o programa A Mulher é um Show (1983-84). Na década de 1990 participu do programa Aqui Agora, ficando conhecida por suas reportagens carregadas de emoção.

Em 1997, quando o Aqui Agora saiu do ar, Magdalena foi para a TV Manchete, onde comandou o talk-show Magdalena Manchete Verdade.[1] Depois, na Rede Mulher, apresentou o programa Jornal do Nenê, de orientação para mães de recém-nascidos[2], mas acabou retornando ao jornalismo do SBT, onde permaneceu até se transferir para a TV Canção NovaCarismática e conhecida pelo seu estilo emotivo e sensível das reportagens ficou conhecida como repórter " Chorona ", com o retorno de Ratinho ao SBT, ela voltou à emissora também e realiza matérias especiais ao Teleton exibidas anualmente.

Programas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Jornal O Vale Paraibano (11 de janeiro de 1998)» 
  2. Lilian Amarante (06 de setembro de 1999). «Jornal do Nenê». Istoé Gente. Consultado em 23 de fevereiro de 2016  Verifique data em: |data= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]