McLaren MP4/7A

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
McLaren MP4/7A
McLaren MP4-7 front view Honda Collection Hall.jpg
Visão Geral
Produção 1992
Fabricante McLaren
Modelo
Carroceria Monoposto de corrida
Designer Neil Oatley
Ficha técnica
Motor Honda RA122E V12 aspirado
(750 HP a 880 HP)
Transmissão McLaren transmissão semi-automática transversal 6 velocidades
Dimensões
Peso 505 kg
Cronologia
Último
McLaren MP4/6
McLaren MP4/8
Próximo

O MP4/7A é o modelo da McLaren da temporada de 1992 da Fórmula 1. Condutores: Ayrton Senna e Gerhard Berger.
Os pilotos conduziram o chassi a partir do GP do Brasil até o final da temporada.

Foi o último ano da parceria McLaren Honda e os japoneses construíram um motor poderoso que tinha potência aproximada de 750 HP (depois do Canadá) e de 780 HP a 880 HP (no final do ano). Mas o MP4/7 tinha sérios problemas de aderência e problemas aerodinâmicos, não sendo páreo para a Williams/Renault V10 de Nigel Mansell e Ricardo Patrese. Em algumas provas do ano até a Benetton/Ford podia bater os McLarens/ Honda.


McLaren MP4/7A[editar | editar código-fonte]

McLaren MP4/7A Honda de Ayrton Senna

















Resultados[1][editar | editar código-fonte]

(legenda) (em negrito indica pole position e itálico volta mais rápida)

Ano Chassi Motor Pneus Pilotos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Pontos Posição
RSA MEX BRA ESP SMR MON CAN FRA GBR GER HUN BEL ITA POR JPN AUS
1992 MP4/6B Honda RA122E
V12
G 1 Brasil Ayrton Senna Ret 9 3 1 Ret Ret Ret 2 1 5 1 3 Ret Ret 901
2 Áustria Gerhard Berger Ret 4 Ret Ret 1 Ret 5 Ret 3 Ret 4 2 2 1

↑1 No GP da África do Sul e no México, utilizou o MP4/6B marcando 9 pontos (99 no total).

Referências

  1. «McLaren MP4/7A» (em inglês). STATS F1. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Fórmula 1 é um esboço relacionado ao projeto sobre Fórmula 1. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.