Michael Winterbottom

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Michael Winterbottom
Michael Winterbottom (2009)
Nascimento 29 de março de 1961 (55 anos)
Blackburn,  Reino Unido
Ocupação Cineasta
Festival de Berlim
Urso de Prata de Melhor Realizador
2006
Outros prêmios
Tulipa Dourada
2006
IMDb: (inglês)

Michael Winterbottom (Blackburn, Inglaterra, 29 de março de 1961) é um cineasta britânico prolífico, que já dirigiu 15 filmes entre 1995 e 2007, sendo seis deles escritos pelo roteirista Frank Cottrell Boyce, incluindo Welcome to Sarajevo e 24 Hour Party People. Tem duas filhas com sua ex-esposa, a escritora Sabrina Broadbent.[1]

A obra de Winterbottom é marcada por um fortíssimo realismo e uma mistura hábil entre documentário e drama, que chega a impressionar e confundir plateias, deixando em dúvida se as imagens foram encenadas ou captadas diretamente da realidade. Também costuma privilegiar temas impactantes da política internacional e forte apelo social, como refugiados de guerra e crises humanitárias. Entre os exemplos disso, estão The Road to Guantanamo (sobre a prisão da base de Guantánamo), Welcome to Sarajevo (sobre a Guerra da Bósnia) e In This World (sobre imigrantes do Afeganistão para a Inglaterra), além do mais recente A Mighty Heart, sobre a luta da família do jornalista Daniel Pearl.

Outro traço frequente do trabalho do cineasta é o uso do rock alternativo e do britpop em suas trilhas sonoras, incluindo bandas como Stone Roses, New Order e Black Rebel Motorcycle Club. Dois filmes, especificamente, são centrados na música: 24 Hour Party People (sobre a trajetória da gravadora Factory Records e a cena rock de Manchester dos 1970s aos 1990s)[2] e 9 Songs (um drama psicológico de casal intercalado com nove cenas de shows de rock).[3]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • Recebeu duas nomeações ao BAFTA de Melhor Filme Britânico, por "Wonderland" (1999) e "In This World" (2002).
  • Recebeu uma nomeação ao BAFTA de Melhor Filme de Língua Não-Inglesa, por "In This World" (2002).
  • Recebeu duas nomeações ao European Film Awards de Melhor Realizador, por "In This World" (2002) e "The Road to Guantanamo" (2006).
  • Recebeu uma nomeação ao European Film Awards de Melhor Realizador - Voto Popular, por "Code 46" (2003).
  • Ganhou o Urso de Ouro no Festival de Berlim, por "In This World" (2002).
  • Ganhou o Urso de Prata de Melhor Realizador no Festival de Berlim, por "The Road to Guantanamo" (2006).
  • Ganhou o Prémio Ecuménico do Júri no Festival de Berlim, por "In This World" (2002).

Referências

  1. Murray, Kay;"You don’t have to be good to write a trilogy, but it helps" ThisIslocalLondon.co.uk, 17 de agosto de 2006
  2. Morley, Paul; "Shooting the past" Guardian.co.uk, 23 de fevereiro de 2001
  3. Jeffries, Stuart; "'I am the opposite of ashamed'" Guardian.co.uk, 24 de janeiro de 2005

Ligações externas[editar | editar código-fonte]