Miraí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Miraí
Aspecto do centro de Miraí

Aspecto do centro de Miraí
Bandeira de Miraí
Brasão de Miraí
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 7 de setembro de 1923
Gentílico miraiense
Prefeito(a) José Ronaldo Milani (PR)
(2013–2016)
Localização
Localização de Miraí
Localização de Miraí em Minas Gerais
Miraí está localizado em: Brasil
Miraí
Localização de Miraí no Brasil
21° 11' 42" S 42° 36' 50" O21° 11' 42" S 42° 36' 50" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Zona da Mata IBGE/2008 [1]
Microrregião Muriaé IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Cataguases, Guidoval, Guiricema, Muriaé, Santana de Cataguases, São Sebastião da Vargem Alegre[2]
Distância até a capital 300 km
Características geográficas
Área 320,628 km² [3]
População 13 800 hab. Censo IBGE/2010[4]
Densidade 43,04 hab./km²
Altitude 300 m
Clima Tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,724 alto PNUD/2000 [5]
PIB R$ 100 613,668 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 7 498,41 IBGE/2008[6]
Página oficial

Miraí é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população é de 13.800 habitantes e tem como bioma predominante a Mata Atlântica.

História[editar | editar código-fonte]

Arraial do Brejo foi seu primeiro nome. O setor agropecuário foi um dos mais desenvolvidos da região da Zona da Mata. O território municipal está localizado numa região que tem acessos facilitados pela presença da rodovia Rio-Bahia. O primeiro núcleo populacional foi organizado nas margens do Rio Muriaé, onde hoje está a cidade de muitas tradições. Por volta de 1840, atraídos pela fertilidade do solo, aportaram às margens do pequeno rio Fubá - afluente do Muriaé - os primeiros colonos e desbravadores da região de Miraí. Encontrando terra e água boa, espalharam a notícia e, pouco a pouco, outros plantadores foram chegando.

Prefeitura de Miraí.

Em 1852, um grupo de 53 pessoas adquiriu de Salustiano José Fernandes e sua mulher Maria Porcina do Amor Divino parte das terras da Fazenda das Três Barras. No local construíram uma capela em honra a Santo Antônio e em seu redor cresceu o arraial batizado Brejo. Logo o arraial tornou-se distrito de Paz, com o nome de Santo Antônio do Muriaé, pertencendo à freguesia de Santa Rita de Meia Pataca. Em 1883, o distrito foi transformado em freguesia de Santo Antônio do Camapuã, nome que não se firmou. Pela Lei Municipal 168, de 15 de abril de 1903, passou a ser chamar Miraí, que significa "terra molhada", "brejo". O município foi criado em 7 de setembro de 1923, desmembrando-se de Cataguases.

A cidade apresenta como atrativos naturais inúmeras cachoeiras, que constituem opções propícias ao lazer. Além das belezas naturais, possui eventos culturais, onde atualmente se destaca o carnaval, sendo considerado um dos melhores da Zona da Mata Mineira.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Os principais rios são o rio Fubá e o rio Muriaé, que pertencem à bacia do rio Paraíba do Sul

Em janeiro de 2007, o município foi vítima de uma enchente de grandes proporções após o rompimento da barragem da mineradora Rio Pomba Cataguases, pertencente ao Grupo Química, de Cataguases. Mais de dois bilhões de litros de água misturada a lama e resíduos químicos utilizados no beneficiamento da bauxita, após destruírem quase toda a cidade de Miraí, invadiram o Rio Muriaé e, assim, destruíram diversas cidades da região (Muriaé, Patrocínio do Muriaé etc) e do norte do Estado do Rio de Janeiro (Itaperuna, Laje do Muriaé, Italva etc).

Este foi o segundo acidente ocorrido na região sob responsabilidade da mineradora. Os danos ao meio-ambiente foram incalculáveis.

Atrações[editar | editar código-fonte]

Na zona rural da cidade existem diversas cachoeiras, sendo diversas visitadas por moradores locais e visitantes

O carnaval de Miraí é considerado um dos mais animados da região, sendo realizado na praça central e contando com os blocos Vira-Vira, Bloco do Gambá, Bloco do Jacaré, Bloco do Tucano, entre outros. Há também shows após os desfiles dos blocos.

Em julho ocorre o Encontro Nacional de Motociclistas, que terá sua 14ª edição acontecendo em 2015, organizado pelo Fissurados Moto Clube de Miraí. Esse evento faz parte do calendário nacional de diversos Moto Clubes, tendo a participação de motociclistas de todo o país.

Em setembro ocorre o já tradicional Festival de Samba e Petiscos, cuja programação inclui apresentações de sambistas e grupos consagrados nacionalmente e o concursos de sambas inéditos, no qual já concorreram artistas dos 4 cantos do Brasil. Outra atração no festival são os pratos típicos da culinária mineira, que são apresentados por diversos bares e restaurantes.

Miraienses ilustres[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. Miraí Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Visitado em 5 de maio de 2014.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Miraí



Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.