Mohammed Shia' Al Sudani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mohammed Shia' Al Sudani
Iraqi Minister for Human Rights (6684996257) (cropped).jpg
Função
Minister of Industry (d)
-
Biografia
Nascimento
Nome nativo
محمد شياع السوداني
Cidadania
Alma mater
Atividade
Outras informações
Partido político
Islamic Dawa Party (en)

Mohammed Shia' Sabbar al-Sudani (em árabe: محمد شياع السوداني) é um político iraquiano foi Ministro dos Direitos Humanos do Iraque no Conselho de Ministros do Primeiro Ministro Nouri al-Maliki de 2010 a outubro de 2014.[1][2] Ele foi o governador da província de Maysan entre 2009 e 2010.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sudani nasceu em Bagdá em 1970. Ele é casado e tem quatro filhos. Sudani é bacharel pela Universidade de Bagdá em Ciências Agrárias e tem mestrado em Gerenciamento de Projetos. Aos 10 anos, ele testemunhou seu pai e cinco outros membros da família serem executados por serem membros do Partido Islâmico Dawa. Sudani também participou das revoltas de 1991 que começaram após o fim da Guerra do Golfo. Em 1997, ele foi nomeado para o Escritório de Agricultura de Maysan, no qual foi chefe do departamento de agricultura da cidade de Kumait, chefe do departamento de agricultura da cidade de Ali Al-Sharqi, chefe do departamento de produção agrícola e engenheiro supervisor do Programa Nacional de Pesquisa com a Food and Agriculture Organização das Nações Unidas.

Após a invasão do Iraque pelos Estados Unidos e seus aliados em 2003, Sudani trabalhou como coordenador entre a administração da Província de Maysan e o CPA. Em 2004 Sudani foi nomeado prefeito da cidade de Amarah, em 2005 foi eleito membro do Conselho da Província de Maysan. Foi reeleito em 2009 e nomeado governador pelo conselho.

Sudani como Ministro dos Direitos Humanos do Iraque[editar | editar código-fonte]

Ele foi nomeado pelo primeiro-ministro Nouri al-Maliki como Ministro dos Direitos Humanos após as eleições parlamentares de 2010, sendo aprovado pelo parlamento em 21 de dezembro de 2010.

Durante 2011, ele foi brevemente presidente da Comissão de Justiça e Responsabilidade para De-Ba'athification, que tinha o poder de barrar indivíduos do governo devido a ligações com o antigo Partido Ba'ath no poder.[4]

Ele foi ministro em agosto de 2014, quando milhares de yazidis foram massacrados no norte do Iraque pelo ISIS. Ele descreveu isso como " uma atrocidade cruel " e disse que era " responsabilidade da comunidade internacional tomar uma posição firme contra o Estado Islâmico " e " começar a guerra contra o Estado Islâmico para impedir genocídios e atrocidades contra civis ".[5]

Ele pediu ao Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas que iniciasse uma investigação sobre crimes contra civis cometidos pelo ISIS. Ele descreveu os crimes do ISIS como genocídio e crimes contra a humanidade.[6] " Estamos diante de um monstro terrorista ", explicou. " O movimento deles deve ser coibido. Seus bens devem ser congelados e confiscados. Suas capacidades militares devem ser destruídas. "[7]

Ele foi sucedido por Mohammed Mahdi Ameen al-Bayati em outubro de 2014, quando o governo de Haider al-Abadi assumiu o poder.[8]

Primeiro ministro[editar | editar código-fonte]

Em uma tentativa de encerrar a crise política iraquiana de 2022, o quadro de coordenação nomeou oficialmente Al Sudani para o cargo de primeiro-ministro.[9]

Referências

  1. «وزارة حقوق الانسان:: Ministry Of Human Rights». Humanrights.gov.iq. Consultado em 20 de outubro de 2012. Arquivado do original em 24 de março de 2008 
  2. «تشكيلة الحكومة العراقية:: Iraqi Cabinet Members». CIA. Arquivado do original em 13 de março de 2013 
  3. «Maysan Province receives new vocational training center» 
  4. «An Agreement to Appoint Al-Sadr Trend's Candidate Chairman of the Accountability and Justice Commission». al Hayat. 16 de outubro de 2011. Consultado em 16 de agosto de 2015 
  5. «Exclusive: Iraq says Islamic State killed 500 Yazidis, buried some victims alive». Reuters. 10 de agosto de 2014. Consultado em 16 de agosto de 2015 
  6. «UN Human Rights Council Requests Investigation into Islamic State's Human Rights Abuses in Iraq». International Justice Resource Center. Consultado em 16 de agosto de 2015 
  7. Heilprin, John; Press, Associated. «UN backs inquiry of IS group's alleged crimes». KRQE News 13. Consultado em 16 de agosto de 2015 
  8. «Iraq's human rights minister talks battling IS and the Speicher 'mass murder'». Consultado em 16 de agosto de 2015 
  9. «Coordination Framework nominate Mohammed Shia' Al Sudani as candidate for Iraqi prime minister». PUK media. 25 de julho de 2022. Consultado em 25 de julho de 2022