Senegalia polyphylla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Monjoleiro)

Senegalia polyphylla
Senegalia polyphylla (Espinheiro).JPG
Classificação científica edit
Reino: Plantae
Clado: Tracheophytes
Clado: Angiospermas
Clado: Eudicots
Clado: Rosids
Ordem: Fabales
Família: Fabaceae
Clado: Clado Mimosoid
Gênero: Senegalia
Espécies:
S. polyphylla
Nome binomial
Senegalia polyphylla

Senegalia polyphylla (DC.) Britton & Rose é uma espécie pertencente à família Fabaceae, subfamília Mimosoideae.[2] É o nome científico da planta que possui como nomes populares (entre outros): angico-branco (em Minas Gerais e São Paulo),[3] angiquinho,[3] espinheiro (no Amazonas e Bahia),[3] espinheiro-preto (em São Paulo e Acre),[3] guarucaia (em São Paulo),[4] monjoleiro (em Minas Gerais, Paraná e São Paulo),[4] paricá-branco (no Pará)[4] e paricá-rana (também no Pará).[4]

Esta leguminosa apresenta porte arbóreo[5] ou arbustivo e acúleos retos ou incurvos, enegrecidos, sem pontas avermelhadas.[carece de fontes?] Apresenta grande variação morfológica e possui três variedades descritas.[carece de fontes?]

Distribuição geográfica[editar | editar código-fonte]

É uma espécie com ampla distribuição no continente americano, ocorrendo desde o México à Argentina. No Brasil ocorre nos estados: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, São Paulo e Sergipe.[4] Está presente na Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal.[4]

Contribui significativamente, em determinadas áreas, para o índice de valor de cobertura.[6] É característica dos estágios iniciais de sucessão secundária, sendo recomendada para reflorestamentos mistos com essências nativas.[7]

Sinónimos[editar | editar código-fonte]

Esta espécie tem como basónimo Acacia polyphylla DC., e sinónimos Acacia glomerosa Benth. e Acacia polyphylla DC. var. polyphylla.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «IUCN red list Senegalia polyphylla». Lista Vermelha da IUCN. Consultado em 24 de março de 2022 
  2. «Senegalia polyphylla (DC.) Britton & Rose — The Plant List». The Plant List (em inglês). 2010. Consultado em 9 de Novembro de 2013 
  3. a b c d Carvalho, Paulo Ernani Ramalho. «Agência Embrapa de Informação Tecnológica - Taxonomia e nomenclatura». ÁRVORE DO CONHECIMENTO Espécies Arbóreas Brasileiras. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA. Consultado em 9 de Novembro de 2013 
  4. a b c d e f g Morim, M.P.; Barros, M.J.F. «Senegalia». Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Consultado em 9 de Novembro de 2013 
  5. Rico, L. (2007). «ACACIA Mill. *» (PDF). La Flora del Bajío y de Regiones Adyacentes (em espanhol). 150: 8–49. ISSN 0188-5170. Consultado em 9 de Novembro de 2013 
  6. Silva Guilherme, C. da; Nascimento, M. T. (2001). «Fitossociologia de um remanescente de mata sobre tabuleiros no norte do estado do Rio de Janeiro (Mata do Carvão)». Rev. bras. Bot. 24 (1): 51–62. ISSN 1806-9959. doi:10.1590/S0100-84042001000100006 
  7. Araújo-Neto, J. C.; Aguiar, I. B.; Ferreira, V. M.; Paula, R. C. (2002). «Caracterização morfológica de frutos e sementes e desenvolvimento pós-seminal de monjoleiro (Acacia polyphylla DC.)». Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes. Revista Brasileira de Sementes. 24 (1): 203–211. ISSN 0101-3122. doi:10.1590/S0101-31222005000100014. Consultado em 9 de Novembro de 2013