Negação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Egyptian A'h-mosè or Rhind Papyrus (1065x1330).png
Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia

Negação, em lógica e matemática, é uma operação unária sobre valores lógicos, por exemplo o valor lógico de uma proposição. Se a proposição é verdadeira, então o operador lógico negação produz o valor falso, e vice versa.

Tabela de verdade[editar | editar código-fonte]

A tabela de verdade para NÃO p (também grafado com ~p ou ¬p) é a seguinte:

Tabela de verdade da negação lógica
p ¬p
F V
V F

Em lógica binária é habitual identificar:

  • V (verdade) a 1
  • F (falso) a 0

Nesse caso, podemos identificar a negação como sendo ¬p = 1 - p, o que permite uma generalização para outras lógicas, por exemplo lógicas difusas.[1]

Por exemplo, a disjunção pode ser obtida da conjunção pela negação, porque

a ∨ b ≡ ¬(¬a ∧ ¬ b)

Sabendo que a conjunção se identifica no caso clássico à multiplicação (na lógica produto)[1], ou seja a ∧ b ≡ a b temos

a ∨ b ≡ ¬(¬a ∧ ¬ b) ≡ 1-(1-a)(1-b) ≡ a + b - ab

e esta é uma forma de generalizar a disjunção, usando apenas a negação e a conjunção.

Dupla negação[editar | editar código-fonte]

Em um sistema de lógica clássica, a negação dupla, isto é, a negação da negação de uma proposição p, é logicamente equivalente à proposição inicial p. Todavia, em um sistema de lógica intuicionista tal equivalência não é aceita.

Símbolo ¬[editar | editar código-fonte]

Este é um símbolo originario do idioma tagalo, é usado para separar palavras de mesma forma, mas significados diferentes. Seu nome original é *hiwalay na* que traduzido para o português ficaria aproximadamente como *separador*, entretanto a Matemática usa esse símbolo como situação pré disposta em ocasiões lógicas de negação.

Referências

  1. a b Umberto Straccia, Foundations of Fuzzy Logic and Semantic Web Languages, CRC Press, 2014. (p.129)