Filosofia da matemática

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Filosofia da Matemática é o ramo da filosofia que estuda os pressupostos filosóficos, as fundações e as implicações da matemática. O objetivo da filosofia da matemática é fornecer um relato da natureza e metodologia da matemática e entender o lugar da matemática na vida das pessoas. A natureza lógica e estrutural da própria matemática torna este estudo amplo e único entre seus homólogos filosóficos.

Questões[editar | editar código-fonte]

Algumas questões que os filósofos da matemática se colocam a estudar:

Escolas[editar | editar código-fonte]

As principais escolas, datando do fim do século XIX e início do século XX, são o realismo matemático[6] (tendo como subdivisões proeminentes no presente século o logicismo e o formalismo) e o intuicionismo.

Referências

  1. «Disciplinas Optativas». Departamento Acadêmico de Matemática da UTFPR. Consultado em 01 de dezembro de 2011. 
  2. Rost, Martinho Carlos. «Pausa para a Filosofia». Armazém Literário. Consultado em 01 de dezembro de 2011. 
  3. Davis, Philip J. e Hersch, Reuben (01/01/1996). «A Experiência Matemática» (PDF). Governo do Estado de São Paulo. Consultado em 05 de dezembro de 2011. 
  4. Souza, Paulo José Marques. «Raciocínio Lógico-Matemático». Coopepe. Consultado em 05 de dezembro de 2011. 
  5. Silveira, Fernando Lang. «A Teoria do Conhecimento de Kant: o Idealismo Transcendental» (PDF). UFRGS. Consultado em 05 de dezembro de 2011. 
  6. Steiner, mark (01/01/1983). «Mathematical Realism». The Hebrew University of Jerusalem. Consultado em 05 de dezembro de 2011. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre matemática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.