Norma Lazareno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Norma Larazeno
Nome completo Marina del Villar Silva
Nascimento 5 de novembro de 1943 (74 anos)
Veracruz
 México
Ocupação Atriz
Cônjuge Pablo Farrell (1975 - 1995)
IMDb: (inglês)

Norma Lazareno (Veracruz, 5 de novembro de 1943) é uma atriz mexicana. [1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Marina del Villar Silva, mais conhecida como Norma Lazareno é filha de Francisco Lazareno (cantor de ópera, música popular e professor de canto) e Paquita Silva Tejeda. Ela possui quatro irmãos. Estreou no cinema em 1954, no filme "Maldita ciudad". Aos 15 anos estreou na televisão, no programa Variedades de mediodía, junto a Héctor Lechuga, Manuel Valdés e Leonorilda Ochoa. Estudou atuação na Escola de A.N.D.A. Em 1975, durante as gravações do filme "Supervivientes de los Andes", conheceu o ator e advogado Pablo Farrel, e casou-se com ele neste mesmo ano. Com ele, ela teve a sua única filha, Paulina Lazareno, nascida em 10 de outubro de 1977. O casamento durou até o ano de 1995.[2] Em 28 de junho de 1997, sua filha Paulina Nazareno faleceu em um acidente automobilístico, aos 20 anos de idade.[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Telenovelas[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Séries[editar | editar código-fonte]

  • Estrella 2 (2 de agosto de 2013)
  • Gossip Girl: Acapulco (2013) - Cecilia 'Ceci' López-Haro
  • La rosa de Guadalupe (1 episodio: Seguir al amor, 2008)
  • Mujer casos de la vida real (Atou em 4 episódios entre 1996 e 2001)

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • La familia real
  • Cómo envejecer con gracia
  • Los árboles mueren de pie
  • Ciego amor
  • Esta monja ¡No!
  • Sueña
  • Algo Paso

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Biography: Norma Lazareno». Cine Papaya. Consultado em 5 de setembro de 2015 
  2. «Biografía de Norma Lazareno». Network 54. Consultado em 5 de setembro de 2015 
  3. «Norma Lazareno, derrotada por la muerte de su hija». Crônica. 22 de maio de 2006. Consultado em 5 de setembro de 2015