Palazzo Madama (Roma)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Palazzo Madama
Fachada do Palazzo Madama
Arquiteto Cigoli e Paolo Maruccelli
Proprietário atual Estado italiano
Função atual Sede do Senado da República Italiana
Local Roma,  Itália

O Palazzo Madama em Roma é um palácio italiano localizado em Roma. Actualmente acolhe o Senado da República Italiana.

História[editar | editar código-fonte]

Margarida de Parma
O Palazzo Madama em Roma no século XVIII
Fachada do Palazzo Madama em Roma

A história da actual sede do senado da república teve início no final do século XV, durante o pontificado do papa Sisto IV, uma época em que Roma se preparava para deixar de ser um burgo medieval e passar a ser uma cidade moderna. O terreno onde surgiu o Palazzo Madama - sobre o qual, na época, ainda eram visíveis vestígios romanos e torres medievais - pertenceu durante quase cinco séculos aos monges beneditinos de Farfa. Estes cederam-no ao governo francês, o qual, por sua vez, deu ao bispo Sinulfo parte do terreno entre a torre dei Crescenzi e as Terme di Alessandro, no qual seria fundado o núcleo originário do palácio. O edifício foi concluido em 1505 pelo cardeal Giovanni de Médici, filho de Lourenço o Magnífico e futuro papa Leao X. Leão X fez deste palácio a sede romana da influente família e um dos centros de irradiação da cultura humanista. Ali esteve frequentemente Catarina de Médici, futura rainha da França e ilustre protagonista da cena política europeia nos vinte anos seguintes à morte do seu marido, Henrique II de França, ocorrida em 1559. No entanto, foi Margarida de Parma quem deixou o seu nome ligado ao palácio. Margarida, viúva do seu primeiro marido, Alessandro de Médici, casou em segundas núpcias com Ottavio Farnese e permaneceu muito tempo no palácio. Desta forma, parte da colecção de arte da Família Médici foi herdada pela Família Farnese. O edifício recebeu, então, o nome de Palazzo Madama, que ainda conserva, à semelhança do que aconteceu com a Villa Madama.

A actual fachada foi construída em meados da década de 1650 por Cigoli e Paolo Maruccelli. O último acrescentou a cornija ornamentada e os estranhos vasos decorativos do telhado.

Com a decadência política dos Médici e a extinção da família, o palácio passou para a posse dos Lorena e, mais tarde, do papa Benedito XIV, que ali fez a sede do governo pontifício. Em 1849, o Pio IX transferiu para o edifício o Ministério das Finanças e do Débito Público (sem excluir a direcção do Loto: a extracção dos números tinha lugar na loggia exterior) e os Correios Pontifícios. Naquele período foram empreendidos vários trabalhos de restauro e, em Fevereiro de 1853, teve lugar a cerimónia de inauguração dos novos gabinetes. Mas a História dos Estados Pontifícios estava a chegar ao seu crepúsculo, pelo que, menos de vinte anos depois, o palácio passaria a hospedar o Senado do Reino de Itália.

No imaginário popular, as histórias das duas damas a que se referem o Palazzo Madama em Roma e o Palazzo Madama em Turim estão interligadas e confundem-se, ao ponto de por vezes se acreditar que uma única "Madama" está ligada aos dois palácios. Trata-se, na realidade, de duas figuras distintas, as quais encarnaram épocas e realidades profundamente diversas: de um lado, a Madama de Roma, Margarida de Parma, filha natural de Carlos V, a qual traz à mente o Renascimento, a influência dos Médici e os laços daquela família com o papado e o Sacro Império Romano-Germânico; do outro, a Madama de Turim, Cristina Maria da França, encarnando esta um período no qual, cerca de um século depois, o Ducado de Saboia viveu um período de grande sujeição à França.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Palácios oficiais da República Italiana
Palazzo Chigi sede do Presidente do Conselho de Ministros
Palazzo della Consulta sede do Tribunal Constitucional
Palácio da Farnesina sede do Ministério dos Negócios Estrangeiros
Palácio Madama sede do Senado da República
Palácio Montecitório sede da Câmara dos Deputados da República
Palácio do Quirinal sede do Presidente da República
Palazzo Spada sede do Conselho de Estado
Palácio do Viminal sede do Ministério do Interior



Residências da Família Médici Brasão dos Médici
Palácios: GherardescaLivornoMadamaMedici RiccardiPalazzetto MediciPisaPittiSan MarcoSeravezzaVecchio
Villas: AgnanoL'AmbrogianaArena MetatoArtiminoCafaggioloCamuglianoCareggiCorsini em CastelloMedicea em CastelloCerreto GuidiCollesalvettiColtanoFiesoleForte BelvedereLappeggiLillianoMadamaLa MagiaMarignolleMezzomonteMontevettoliniPannaLa PetraiaPoggio a CaianoPoggio ImperialePratolinoLa QuieteMedici em RomaSpedalettoStabbiaLa TopaiaTrebbio