Perla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela cantora de funk do Rio de Janeiro, veja Perlla.
Perla
Informação geral
Nome completo Ermelinda Pedroso Rodríguez D'Almeida
Nascimento 17 de março de 1951 (67 anos)
Local de nascimento Caacupé, Cordillera
Origem paraguaia
País brasileira
Gênero(s) Pop Latino, Música Latina e Sertanejo
Instrumento(s) Voz
Período em atividade 1970 - atualmente
Gravadora(s) Brasidisc
BMG
RCA(1979-atualmente)
Afiliação(ões) ABBA
Página oficial perlaparaguaia.com.br

Ermelinda Pedroso Rodríguez D'Almeida mais conhecida como Perla (Caacupé, 17 de março de 1951), é uma cantora e compositora paraguaia-brasileira.

Nascida e criada em Caacupé, Cordillera, no Paraguai, mudou-se sozinha para o Brasil aos vinte anos de idade, em busca de oportunidades em sua carreira musical. Consagrou-se como cantora de rádio e TV na década de 1970, com o sucesso Fernando, versão em português de uma música do grupo Abba, dessa mesma década. Ao longo de sua carreira profissional, vendeu mais de 15 milhões de álbuns, Ganhou 11 discos de ouro, dois de platina, um de platina duplo, entre outras premiações.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Oriunda de uma família humilde de músicos paraguaios, fazia parte do grupo "Las Maravillas del Paraguay" com o pai e os cinco irmãos, onde se apresentavam em diversos eventos pelo país. No início da década de 1970, em busca de crescimento em sua carreira, deixou o grupo e foi para o Brasil, se mudando para o Rio de Janeiro, onde, com os anos consagrou-se como uma premiada cantora de rádio e televisão. Devido a seu primeiro casamento, mudou-se do Rio e viveu durante alguns anos na cidade paulista de Santos, posteriormente mudando-se para São Paulo.

Em 2018, vivendo há mais de vinte anos na cidade de Cotia, revelou em entrevistas estar há muitos anos tratando de uma depressão e revelou passar muitas dificuldades financeiras, pois seu terceiro e último marido roubou parte de sua fortuna. A cantora está solteira e vive sozinha em meio a natureza, revelando ser este ambiente que a inspira musicalmente, vivendo em uma chácara, na Granja Viana. Apesar de diversos tratamentos, a artista não conseguiu ter filhos biológicos, optando pela adoção, tendo uma filha a quem batizou de Perla, em homenagem a seu nome artístico. A cantora possui uma neta, Natalie Vitória. A artista revelou ser muito católica, possuindo uma gruta para abrigar a imagem de Nossa Senhora, e um altar para seus santos de devoção.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Chegando o Rio, na década de 1970, começou a se apresentar em casas noturnas, como "O Bigode do Meu Tio" em Vila Isabel. Seu repertório consiste basicamente em versões. Começou a fazer sucesso em meados da década de 1970, conquistando grande aceitação entre o público popular. Seu repertório é composto de tendências que vão das guarânias e boleros a versões de músicas pertencentes ao mundo pop, ficando conhecida como cantora romântica. Gravou várias versões de músicas do conjunto sueco ABBA. Nessa fase, o seu maior sucesso foi a versão que ela fez para "Fernando", em 1976, incluída no LP "Palavras de amor". Em 1979, lançou um LP no qual as músicas apresentavam arranjos da disco-music, em voga na época, destacando-se uma versão para "Love's in the Air". Fez também versões para canções italianas e norte-americanas. Ao longo das décadas de 1980 e 1990, manteve-se ativa, apresentando-se em shows e programas, além de gravar alguns discos independentes financiados pelo seu fã-clube. Desse período, destaca-se o sucesso "Pequenina", versão de Chiquitita). Lançou em 1999 o CD "Especialmente para você".

Em maio de 2002, lançou o disco "Perla canta ABBA e outros hits", elaborado a partir de uma compilação de sucessos da cantora, feita pelo pesquisador Rodrigo Faour[2]. A festa de lançamento foi realizada na boate gay Le Boy, em Copacabana, no Rio de Janeiro. A escolha do local privilegia um dos segmentos do público da cantora, que a reconhece como linda diva.

Discografia (parcial)[editar | editar código-fonte]

  • (2010) Perla Canta Paraguay Brasil
  • (2006) Maxximum • Sony/BMG
  • (2002) Perla Canta Abba e Outros Hits
  • (2001) Nuesstras Canciones
  • (2001) Nossas Canções
  • (2000) Grandes Sucessos • RCA/Sony/BMG
  • (1999) Especialmente Para Você
  • (1998) 25 Sucessos
  • (1997) Boleros[3]
  • (1995) Mulher
  • (1995) Perla en Paraguay - Sus Mejores Momentos
  • (1987) Voz e Coração • Copacabana
  • (1985) Perla • Copacabana
  • (1984) Apaixonada
  • (1982) Confidencias En Español • RCA
  • (1982) Confidências • RCA
  • (1981) É O Amor • RCA
  • (1981) Canta En Español Vol. 2 • RCA
  • (1980) Canta En Español • RCA
  • (1980) Nosso Amor Será Um Hino • RCA
  • (1979) Linha 3 • Disco de Ouro Vol. 2 • RCA
  • (1979) Pequenina • RCA
  • (1978) Linha 3 • Disco de Ouro • RCA
  • (1978) Perla • RCA
  • (1977) Perla • RCA
  • (1976) Palavras De Amor • RCA
  • (1975) Perla • RCA
  • (1972) Perla

Referências

  1. http://www.corumba.ms.gov.br/modules/news/article.php?storyid=6064
  2. «Perla - Dados Artísticos (Dicionário Cravo Albin)». Consultado em 20 de julho de 2011. 
  3. Cabrera, Antonio Carlos. Almanaque da Música Brega, São Paulo, Matrix, 2007

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Perla