Guarânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Guarânia
Origens estilísticas Polca paraguaia
Contexto cultural 1927 em Assunção
Instrumentos típicos Guitarra · Harpa paraguaia · Vocais · Piano · Trompete · Clarinete · Trombone · Contrabaixo · Baixo elétrico · Piano elétrico · Flauta
Popularidade década de 1930 à década de 2010

Guarânia é um estilo musical de origem paraguaia, em andamento lento, geralmente em tom menor. Foi criada em Assunção pelo músico José Asunción Flores, em 1925.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Primórdios[editar | editar código-fonte]

Flores fez uso de ritmos e melodias lentos e melancólicos para as canções. Em algumas delas, se deduz a natureza heróica do povo paraguaio.

A primeira foi guarânia uma versão lenta da polca paraguaia Ma'erápa Reikuaase.

Desde a sua criação, a Guarânia tornou-se o mais importante fenômeno musical do Paraguai no século XX através de temas como Índia, Ne rendápe aju, Panambi Vera, Paraguaýpe, Jejuí, Kerasy, Arribeño Resay, o que gerou imediata aceitação e afeto. O gênero seduz especialmente as populações urbanas. Isto é devido, provavelmente, ao interesse destas pessoas por estilos mais rápidos como a Polca paraguaia o purahéi.

Há canções criadas em modo sinfônico, baseadas em poemas orquestrais, têm acompanhamento sinfônico.

Introdução no Brasil[editar | editar código-fonte]

Acredita-se que a guarânia tenha sido introduzida no Brasil pelos próprios paraguaios, especialmente na divisa com o Mato Grosso do Sul, quando muitos vieram para o Brasil a trabalho, durante o ciclo da erva mate. Naquele estado, há traços predominantes na música folclórica que se enquadram perfeitamente à harmonia da guarânia.

A guarânia foi introduzida na música popular brasileira por meio do trabalho de pesquisa realizado por Raul Torres, Ariovaldo Pires, Mário Zan e Nhô Pai, em sucessivas viagens ao Paraguai. Torres foi responsável por uma das guarânias de maior sucesso no Brasil, "Colcha de retalhos", gravada por Cascatinha e Inhana. A mesma dupla fez um sucesso enorme em 1951 com outra guarânia célebre, "Índia", de José Asunción Flores e Manuel Ortiz Guerrero, em versão de José Fortuna.

A partir da década de 1940 tornou-se um dos gêneros mais utilizados pelos compositores da música sertaneja como mais uma forma de fazer sucesso.

Milionário e José Rico também ajudaram a estabelecer o ritmo no Brasil. A maioria das canções da dupla são guarânias e huapangos, este último um ritmo também latino com influências indígenas.

Na biblioteca do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, da Universidade Estadual Paulista - UNESP, de São José do Rio Preto-SP, há uma dissertação de mestrado, de nome "Cascatinha e Inhana: uma história contada às falas e mídia", de autoria de Alaor Ignácio dos Santos Júnior, em que o tema é abordado com propriedade.

Guarânias populares no Brasil[editar | editar código-fonte]

  • 01 - Paixão proibida - Teodoro e Sampaio (Partiaipação especial - Chico Rey e Paraná)
  • 02 – Pássaro de aço – Teodoro e Sampaio (Participação especial – Barrerito)
  • 03 – Vestido de Seda – Teodoro e Sampaio (Participação especial – Chitãozinho e Xororó)
  • 04 – Passe Livre – Teodoro e Sampaio (Participação especial – Leonito)
  • 05 – Amando escondido – Teodoro e Sampaio
  • 06 – Estrela Caída – Teodoro e Sampaio
  • 07-Sete noites de paixão - Teodoro e Sampaio
  • 08-Ex-mulher - Teodoro e Sampaio
  • 09-Copo de papel - Teodoro e Sampaio
  • 10-Espora do amor - Teodoro e Sampaio
  • 11-Mulher carente - Teodoro e Sampaio
  • 12-Casaco verde - Teodoro e Sampaio
  • 13-Vou beber de novo - Teodoro e Sampaio
  • 14 – Pé de milho – Leandro e Leonardo
  • 15-Um ano de saudade - Lourenço e Lourival
  • 16-Por telepatia - Matogrosso e Mathias
  • 17-Seguindo seus passos - Felipe e Falcão
  • 18-Amor distante - Chitãozinho e Xororó
  • 19-Roupas no varal - Felipe e Falcão
  • 20-Sonho alto - Milionário e José Rico
  • 21-Recordando a infância - Milionário e José Rico 22-Amor e ciúmes - Milionário e José Rico
  • 23-Sonho de mentira - Milionário e José Rico
  • 24-Realidade - Milionário e José Rico
  • 25-Meu caminho - Milionário e José Rico
  • 26-Cruel saudade - Milionário e José Rico
  • 27-Ser humano - Milionário e José Rico
  • 28 – Flor da lama – Milionário e José Rico
  • 29-O futuro é uma incerteza - Milionário e José Rico
  • 30-Pare com isso - João Mineiro e Marciano
  • 31-Viciado em você - João Mineiro e Marciano
  • 32-Morrendo por alguém - João Mineiro e Marciano
  • 33-Tarde demais pra esquecer - João Mineiro e Marciano
  • 34 – A última vez – Zezé di Camargo e Luciano
  • 35-Ainda ontem chorei de saudade - João Mineiro e Marciano
  • 36-Se eu não puder te esquecer - João Mineiro e Marciano
  • 37-Último adeus - Trio Parada Dura
  • 38-Sábado triste - Matogrosso e Mathias
  • 39-Mundo vazio - Matogrosso e Mathias
  • 40-Alto astral - Trio Parada Dura
  • 41-Segredo - Trio Parada Dura
  • 42-Luz da minha vida - Trio Parada Dura
  • 43-Avenida central - Trio Parada Dura
  • 44-Nossas brigas - Trio Parada Dura
  • 45-Biquíni Bordô - Trio Parada Dura
  • 46-Mais uma carta - Trio Parada Dura
  • 47-Astro rei - Trio Parada Dura
  • 48-Bendito amor - Trio Parada Dura
  • 49-Castelo de sonhos - Trio Parada Dura
  • 50-Lua de mel - Trio Parada Dura
  • 51-Buscando perdão - Trio Parada Dura
  • 52-Somente agora eu vejo - Trio Parada Dura
  • 53-Voltei pra você - Trio Parada Dura
  • 54-Cordão de ouro - Trio Parada Dura
  • 55-Blusa vermelha - Trio Parada Dura
  • 56-Minhas Mágoas - Trio Parada Dura
  • 57-Não quero piedade - Trio Parada Dura
  • 58-Endereço da felicidade - Trio Parada Dura
  • 59-Homem de cor - Trio Parada Dura
  • 60-Beco sem saída - Trio Parada Dura
  • 61-Coração de fora - Chitãozinho e Xororó
  • 62 – Estrela de ouro – Tião Carreiro e Pardinho
  • 63-Loira gelada - Chitãozinho e Xororó
  • 64-Pedaço de minha vida - Matogroso e Mathias
  • 65-Não aceito seu adeus - Trio Parada Dura
  • 66 – Pra ter o seu amor – Jorge e Mateus
  • 67-A grande montanha - Tião Carreiro e Pardinho
  • 68-Rainha do meu destino - Ronaldo Viola e João Carvalho
  • 69-Duas vidas - Henrique e Juliano
  • 70-Peito de aço - Zé Henrique e Gabriel
  • 71 – Canarinho prisioneiro – Chico Rey e Paraná
  • 72 – Mala amarela – Daniel
  • 73 – Do mundo nada se leva – Milionário e José Rico
  • 74 – Piscina – Tião Carreiro e Pardinho
  • 75-Deste lado ou do outro - Cristiano Araújo
  • 76-Trem do pantanal - Almir Sater
  • 77-Amo você - Jads e Jadson
  • 78 – Velho amor – Tião Carreiro e Pardinho
  • 79-Pra te amar - Gabriel Gava
  • 80-Decisão - João Paulo e Daniel
  • 81-Horas perdidas - Pardinho e Pardal
  • 82-Quebradas da noite - Cristian e Ralf
  • 83-Caçador de amor - Ronaldo Viola e João Carvalho
  • 84-Mergulhado na saudade - Ronaldo Viola e João Carvalho
  • 85-Você não morre mais - João Paulo e Daniel
  • 86-Baldrana macia - Sérgio Reis
  • 87-Sublime renúncia - Leandro e Leonardo
  • 88-O filho do Carreteiro - Barrerito
  • 89-Capa de revista - Gilberto e Gilmar
  • 90-Aurora do mundo - Belmonte e Amaraí
  • 91-Nossas vidas - Tião Carreiro e Pardinho
  • 92-Ambiciosa - Tião Carreiro e Pardinho
  • 93-Triste separação - Tião Carreiro e Pardinho
  • 94-Canção da madrugada - Tião Carreiro e Pardinho
  • 95-Vivendo longe de mim - Tião Carreiro e Pardinho
  • 96 – Arrependida – Tião Carreiro e Pardinho
  • 97-Cabelo de trança - Tonico e Tinoco
  • 98-Pra se conformar - Humberto e Ronaldo
  • 99-Viva viola - Ronaldo Viola e João Carvalho
  • 100-O seu retrato - Milionário e José Rico
  • 101 – Idas e Voltas – Mato Grosso e Mathias
  • 102 – Cabecinha no ombro – Almir Sater
  • 103 – Águas passadas – Zezé di Camargo e Luciano (Participação especial – Fafá de Belém)
  • 104-Escolta de vagalumes - Rick e Renner
  • 105-Minha amiga - Chitãozinho e Xororó
  • 106-Eu quero é amor - Chitãozinho e Xororó
  • 107-Fotografia - Chitãozinho e Xororó
  • 108-O peso da solidão - Goiano e Paranaense
  • 109-No colo da noite - Chiro Rey e Paraná
  • 110-Pais e filhos - Chitãozinho e Xororó
  • 111-A mulher que vive no meu coração - Duduca e Dalvan
  • 112-A mesma paixão - Chico Rey e Parana
  • 113-Agulha - Chico Rey e Paraná
  • 114-Noite fria - Chico Rey e Paraná
  • 115-Por acaso - Matogrosso e Mathias
  • 116-Do jeito que eu sou - Matogrosso e Mathias
  • 117-Espinho na cama - Trio Parada Dura
  • 118-Coração - Israel e Rodolffo
  • 119-E agora - Cristiano Araujo
  • 120-Cinco anos - Diego e Ricardo
  • 121-Nossas memórias - Bruno e Marrone part. esp. George Henrique e Rodrigo
  • 122-Brasil poeira - Almir Sater
  • 123-Rosa morena - Zé Ricardo e Thiago
  • 124-Morada da paixão - Matheus e Kauan
  • 125-Promete - Luan Santana
  • 126-Olhos castanhos - Jads e Jadson
  • 127 – Marca evidente – Israel e Rodolffo
  • 128 – Meia noite e meia – Guilherme e Santiago
  • 129 – Versos aos pés do homem – Daniel
  • 130 – Troféu de dor – Gino e Geno

Músicos e compositores notórios de guarânias[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Luis Szarán (2009). «Diccionario de la Música en el Paraguay: Guarania». Consultado em 7 de junho de 2011