Guitarrada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Guitarrada é um gênero musical instrumental brasileiro surgido no estado do Pará, oriundo da fusão do choro com o carimbó, cúmbia, merengue, o movimento iê-iê-iê, entre outros. A guitarra elétrica é predominantemente o solista, mas existem diversas canções, geralmente baladas de amor e sofrência ao estilo brega. Também é chamado de lambada instrumental. Diz-se que o Mestre Vieira é o criador gênero, e os principais representantes da atualidade são os grupos Mestres da Guitarrada, Pio Lobato e o La pupuña.

A Guitarrada tem como marco o lançamento do disco “Lambadas das Quebradas”, em 1978, de Mestre Vieira. O disco foi o primeiro a presentar temas instrumentais para guitarra, valorizando os ritmos amazônicos e caribenhos. Vieira tem seu trabalho fortemente influenciado pelo choro e revelou-se virtuose ainda criança, porém seu contato com a guitarra elétrica foi ocorrer apenas na década de 70, após ter passado pelo bandolim, banjo, cavaquinho, violão e instrumentos de sopro. O Mestre também está ligado à tradição musical paraense ao lado de Verequete e Pinduca, sendo um dos mais importantes artistas que tocam carimbó. Foi o principal arranjador dos discos de Verequete e participou do primeiro registro de carimbó em disco, no ano de 1971. Ele fabrica seus próprios instrumentos e é considerado um dos responsáveis pela popular utilização do banjo nos arranjos de carimbó.

Aldo Sena, grande expoente do Mestres da Guitarrada, conta que se apaixonou pelo gênero quando ouviu o disco “Lambadas das Quebradas”, de Mestre Vieira. No mesmo ano, apresentou ao público seu trabalho autoral, junto da banda Os Populares de Igarapé-Miri, nome do disco.

Discografia básica[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.