Arrocha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Arrocha
Origens estilísticas
Contexto cultural Início da década de 2000 em Candeias, BA
Instrumentos típicos Teclado, Guitarra, triângulo, violão, zabumba, saxofone e bateria
Popularidade Popular na região Nordeste
Subgêneros
Arrocha romântico, arrocha universitário, arrochanejo, Arrochadeira (arrocha ostentação)
Gêneros de fusão
Música brega, axé
Formas regionais
Bahia, Sergipe, Piauí, Alagoas, Pernambuco, Goiás, Brasil

O arrocha é um gênero musical e dança brasileira originário da cidade de Candeias, na Bahia.[1]

Ele veio proveniente da seresta, influenciado pela música romântica e o estilo romântico, além da bachata, com modificações que o tornaram, segundo seus adeptos, mais sensuais e eufóricos com influencias do axé e do forró. O arrocha pode ser romântico agitado (forró), podendo ser dançado junto com pares (forró ou sozinho (axé). Não é necessário ser tocado por uma banda completa, normalmente são usados: um teclado arranjador, um saxofone, uma guitarra.[2]

Tem entre seus nomes mais conhecidos no ano de 2020 os cantores Pablo e Tierry.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Arrocha

Referências

  1. «Candeias: Em comemoração aos 20 anos do Arrocha, Pablo e Jai fazem previa de show no Boteko do Vaqueiro. Confira!». Bahia Notícia. 26 de outubro de 2019. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  2. Motta, Adriano. «Com ritmo mais acelerado e a sofrência associada a diversão, o arrocha se renova». Portal A TARDE. Consultado em 29 de agosto de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]