Calypso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Brega pop)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o ritmo caribenho de Trindad e Tobago, veja Calipso (gênero musical).
Calypso ou Brega pop
Origens estilísticas
Contexto cultural meados da década de 1990, Belém, Brasil
Instrumentos típicos
Popularidade Alta no Brasil em meados da década de 2000
Outros tópicos
Tecnobrega

Calypso, Brega Calypso ou somente Brega pop, é um gênero musical brasileiro de origem paraense, refinado do brega. Tem a influência de ritmos regionais do Pará como: lambada, carimbó, guitarrada, siriá, tendo assim pouco vinculo com o calipso caribenho. Se desenvolveu sobretudo na cidade de Belém (Pará), em shows e bailes em casas noturnas na periferia e, através da divulgação feita por vendedores ambulantes da produção dos pequenos músicos locais.

Mesmo com pouca ligação com o Caribe, o estilo apresenta alguns elementos do calipso caribenho, como Ximbinha declara: "…até uma pitada do calipso caribenho…".[1] O nome do grupo e estilo batizado por Joelma, deve-se mais ao uso constante do calipso nos estúdios do Pará na época, acrescentando assim o y.

História[editar | editar código-fonte]

Suas raízes são da década de 1980, mas o sucesso começou na década de 1990, principalmente em artistas como Tonny Brasil, Kim Marques, Adilson Ribeiro, Nilk Oliveira, Mário Senna, Alberto Moreno, Edílson Moreno, Wanderley Andrade, Nelsinho Rodrigues entre outros.[2] O ritmo foi rapidamente se espalhando pelas regiões norte e nordeste do Brasil.

O nome "Brega Pop" foi uma criação dos radialistas Jorge Reis, Rosenildo Franco e Marquinho Pinheiro que notaram a diferença do brega surgido no Pará.[3]

Na década de 2000 com o sucesso da Banda Calypso pelo Brasil, que modernou o ritmo o deixando mais acelerado e com mais uso de guitarras, baixo e percussão, várias bandas com a mesma sonoridade e/ou com o nome calypso, começaram também a se popularizarem pelo Brasil como Companhia do Calypso,[4][5] Planeta Calypso,[4] Furacão do Calypso, Banda da Loirinha[5] e Banda Kassikó. O surgimento de novos artistas como Daniel Galeno (filho de Bartô Galeno), Roberto Bessa, Dandão Viola e outros, também ajudaram o ritmo a se tornar conhecido fora do Pará.

Do brega pop veio o tecnobrega, surgido das periferias paraenses.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ricardo Calil (Março. 2009). «Guitar Hero». Revista Trip. Trip Editora e Propaganda SA. pp. 8 a 18. ISSN 1414-350X 
  2. Brega Pop - Do Brega Pop ao Calypso do Pará
  3. Brega Pop - A Origem do Nome "Brega Pop"
  4. a b «Genéricos do calypso». Folha. Consultado em 4 de dezembro de 2015. 
  5. a b «Enquanto Joelma e Chimbinha brigam, conheça as bandas de calypso que podem roubar a cena». R7. Consultado em 4 de dezembro de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.