Brega pop

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o ritmo caribenho de Trindad e Tobago, veja Calipso (gênero musical).

Brega pop, Brega Calypso ou somente Calypso é um gênero musical brasileiro de origem paraense, refinado do brega. Tem a influência de ritmos regionais do Pará como: lambada, carimbó, guitarrada, siriá, tendo assim pouco vinculo com o calipso caribenho. Se desenvolveu sobretudo na cidade de Belém (Pará), em shows e bailes em casas noturnas na periferia e, através da divulgação feita por vendedores ambulantes da produção dos pequenos músicos locais.

Mesmo com pouca ligação com o Caribe, o estilo apresenta alguns elementos do calipso caribenho, como Ximbinha declara: "…até uma pitada do calipso caribenho…".[1] O nome do grupo e estilo batizado por Joelma, deve-se mais ao uso constante do calipso nos estúdios do Pará na época, acrescentando assim o y.

História[editar | editar código-fonte]

Suas raízes são da década de 1980, mas o sucesso começou na década de 1990, principalmente em artistas como Tonny Brasil, Kim Marques, Adilson Ribeiro, Nilk Oliveira, Mário Senna, Alberto Moreno, Edílson Moreno, Wanderley Andrade, Nelsinho Rodrigues entre outros.[2] O ritmo foi rapidamente se espalhando pelas regiões norte e nordeste do Brasil.

O nome "Brega Pop" foi uma criação dos radialistas Jorge Reis, Rosenildo Franco e Marquinho Pinheiro que notaram a diferença do brega surgido no Pará.[3]

Na década de 2000 com o sucesso da Banda Calypso pelo Brasil, que modernou o ritmo o deixando mais acelerado e com mais uso de guitarras, baixo e percussão, várias bandas com a mesma sonoridade e/ou com o nome calypso, começaram também a se popularizarem pelo Brasil como Companhia do Calypso,[4][5] Planeta Calypso,[4] Furacão do Calypso, Banda da Loirinha[5] e Banda Kassikó. O surgimento de novos artistas como Daniel Galeno (filho de Bartô Galeno), Roberto Bessa, Dandão Viola e outros, também ajudaram o ritmo a se tornar conhecido fora do Pará.

Do brega pop veio o tecnobrega, surgido das periferias paraenses.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ricardo Calil (Março. 2009). «Guitar Hero». Revista Trip. Trip Editora e Propaganda SA. pp. 8 a 18. ISSN 1414-350X 
  2. Brega Pop - Do Brega Pop ao Calypso do Pará
  3. Brega Pop - A Origem do Nome "Brega Pop"
  4. a b «Genéricos do calypso». Folha. Consultado em 4 de dezembro de 2015 
  5. a b «Enquanto Joelma e Chimbinha brigam, conheça as bandas de calypso que podem roubar a cena». R7. Consultado em 4 de dezembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.