Phymatidium falcifolium

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Como ler uma infocaixa de taxonomiaPhymatidium falcifolium
Phymatidium falcifolium Orchi 033.jpg
Classificação científica
Superdomínio: Biota
Reino: Plantae
Sub-reino: Viridiplantae
Infrarreino: Streptophyta
Superdivisão: Embryophyta
Divisão: Tracheophyta
Subdivisão: Euphyllophyta
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Subfamília: Epidendroideae
Tribo: Cymbidieae
Género: Phymatidium
Espécie: Phymatidium falcifolium

Phymatidium falcifolium é uma espécie de planta do gênero Phymatidium e da família Orchidaceae. [1] A forma vegetativa de Phymatidium falcifolium, principalmente pelas folhas conduplicadas, longas e caudadas, distribuídas em espiral densa ao longo do caule relativamente alongado, lembram em seu conjunto pequenas Tillandsias (Bromeliaceae) e de imediato o distinguem das outras espécies de Phymatidium. [1]

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A espécie foi descrita em 1833 por John Lindley. [2] Os seguintes sinônimos já foram catalogados: [1]

  • Phymatidium lopesii Ruschi
  • Phymatidium tillandsioides Barb.Rodr.

Forma de vida[editar | editar código-fonte]

É uma espécie epífita e herbácea. [1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Planta com cerca de 50 milímetros de altura e raízes glabras. Ela tem folhas bifaciais, acuminadas. Sua inflorescência é glabra. Ela tem flores com pedicelo glabro e ovário angular. Sépala dorsal oblongo-lanceolada ou elíptica, patente, aguda a obtusa. Sépalas laterais ovado a oblongo-lanceoladas ou elípticas, patentes, agudas a obtusas.[1]

Pétalas oblongas, ovadas ou ovado-lanceoladas, patentes, agudas a obtusas. Labelo inteiro, oblongo, ovado ou obovado, obtuso; margens laterais deflexas, eroso-laceradas, margem frontal inteira, ondulada; disco provido de calosidade branca, ovada, cobrindo cerca de ¾ do labelo. Coluna levemente arqueada, desprovida de aurículas no ápice; rostelo curto, curvado para frente; cavidade estigmática pequena, ovado-lanceolada; tábula infraestigmática crassa, trilobada em vista dorsal, a porção central verde reluzente, os lóbulos laterais mais claros, voltados para cima em forma de aurículas grandes intumescidas; antera prolongada em bico muito curto, sem dentes laterais próximo ao ápice emarginado; polinário com estipe cuneado, truncado na região de inserção das polínias, viscídio oblongo. [1]

Raiz[1]
superfície glabra
Caule[1]
caule conspícuo
Folha[1]
folha bifacial
forma lanceolada
Flor[1]
coluna aurícula ausente
ornamentação da coluna aurícula não
tábula infraestigmática da coluna presente
forma do labelo oblongo
labelo margem irregular
pétala perpendicular
sépala dorsal perpendicular
sépala lateral perpendicular

Conservação[editar | editar código-fonte]

A espécie faz parte da Lista Vermelha das espécies ameaçadas do estado do Espírito Santo, no sudeste do Brasil. A lista foi publicada em 13 de junho de 2005 por intermédio do decreto estadual nº 1.499-R. [3]

Distribuição[editar | editar código-fonte]

A espécie é encontrada nos estados brasileiros de Bahia, Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo.[1] Em termos ecológicos, é encontrada no domínio fitogeográfico de Mata Atlântica, em regiões com vegetação de mata ciliar, floresta ombrófila pluvial e mata de araucária.[1]

Notas[editar | editar código-fonte]

Contém texto em CC-BY-SA 4.0 de Royer, C.A.; Smidt, E.C.; Brito, A.L.V.T. Phymatidium in Flora e Funga do Brasil. [1]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m «Phymatidium falcifolium Lindl.». floradobrasil2020.jbrj.gov.br. Consultado em 18 de abril de 2022 
  2. «Phymatidium falcifolium». www.gbif.org (em inglês). Consultado em 18 de abril de 2022 
  3. «IEMA - Espécies Ameaçadas». iema.es.gov.br. Consultado em 12 de abril de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.