Pier Leone Ghezzi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o cônsul romano do século XII, veja Pier Leone.

Pier Leone Ghezzi (28 de junho de 1674 - março de 1755) foi um pintor e caricaturista italiano do período Rococó.

Ghezzi nasceu em Comunanza, no que é hoje Marche. O seu pai, Giuseppe Ghezzi, (1634-1721), treinou também Antonio Amorosi, e foi secretário da Accademia di San Luca. Em 1705 Pier Leone também se juntou à Academia. Sua pintura dos exames finais, a "Alegoria da Gratidão", foi doada à instituição quando foi admitido, como era costume. Pintou várias igrejas, como a dos Capuchinos de Frascati e São Onofre de Urbino.

Foi afilhado de Carlo Maratta.

Pier Leone é conhecido também pelos seus afrescos na Villa Falconieri de Frascati.

Como pintor, seu estilo mudou bastante ao longo dos anos, algumas vezes sob influência da retratística francesa.

Suas caricaturas a bico de pena e guache são muito mais livres em emoção do que seus retratos, e são muito admiradas. Elas frequentemente debocham de indivíduos ou de profissões, através de roupas satíricas. Ghezzi fez um uso extensivo e eclético do desenho e da aquarela. Descobertas recentes incluem aquarelas reproduzindo pedras e mármores, reunidas num manuscrito de 1727 chamado "Studio di molte pietre", isto é, "Coleção de diferentes pedras", atualmente integrante do acervo da Biblioteca Alessandrina de Roma.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Rudolf Wittkower (1980). Art and Architecture Italy, 1600-1750 Penguin Books (Pelican History of Art) páginas= 495 [S.l.]  Parâmetro desconhecido |= ignorado (Ajuda)


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.