Poça

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Um charco em uma clareira de floresta.
Uma poça em uma praia dinamarquesa.

Um charco, banhado, poça d'água (também escrito poça de água), ou simplesmente poça, é uma pequena acumulação de líquido, usualmente água, em uma superfície. Ela pode ser formada por acúmulo em uma depressão da superfície, ou por tensão superficial sobre uma superfície plana. Uma poça é um corpo de água de dimensões muito inferiores às de um lago ou lagoa, e geralmente considerada suficientemente pequena para passar por cima ou rasa o suficiente para percorrê-la a pé, e demasiadamente pequena para atravessá-la com barco, jangada ou submarino.

Há diferenças entre charcos, poças e banhados. As poças d'água são suficientemente pequenas para atravessá-las em um único passo longo e rasas o bastante para caminhar sobre elas sem se molhar muito, e se formam as mais das vezes durante qualquer chuva, geralmente em superfícies impermeáveis, como asfalto ou pavimento. Já os charcos são grandes poças d'água com quantidade de lama variável. São algo maiores do que as poças: surgem durante fortes chuvas ("torós"), que demoram mais tempo do que pancadas de chuva comuns; e se formam principalmente na grama e em depressões na terras ou quinas de paredes e são maiores e mais fundos do que as poças (porém menores que as lagoas), e se alguém tentar atravessar um, ficará muito molhado, mas sem outras complicações. Um banhado é um local úmido, com certa quantidade de água, existente em zonas rurais.

Comportamento[editar | editar código-fonte]

Poças comumente se formam durante tempestades com chuva, e podem causar problemas para o transporte, especialmente quando combinadas com condições climáticas frias para formar manchas de gelo, as quais são altamente escorregadias e difíceis de ver. Devido ao ângulo das estradas, poças tendem a ser forçadas por gravidade a se juntar na beira da estrada. Isso causa o notório "splash", como quando carros passando rapidamente através da poça, o que faz com que a água seja pulverizada sobre pedestres no pavimento adjacente. Às vezes, motoristas irresponsáveis fazem-no deliberadamente. Tal atividade é desaprovada, e em alguns países pode levar a processos por condução negligente.

Poças comumente se formam em buracos de estradas de terra, ou qualquer outro espaço com uma depressão rasa e sujeira. Em tais casos, estas são frequentemente referidas como poças de lama, devido ao fato de a água, em contato com a terra do fundo, tender a formar lama, resultanto em rodas ou botas sujas quando essas poças são tocadas com mais força.

Manejo[editar | editar código-fonte]

Poça d'água com reflexo de garagens e de casa.

Charcos tendem a evaporar-se rapidamente devido à relação entre a alta área superficial e o volume, permitindo que um grande número de móleculas seja evaporado de uma vez, e como tal, tendem a ter curta duração. Entretanto, devido a essa propriedade, poças de químicos tais como o bromo, que produz vapores altamente tóxicos, são consideradas muito perigosas, e derramamentos destes devem ser tratados de imediato; uma evacuação de emergência é um passo comum.

A fim de lidar com charcos e poças d'água, estradas e pavimentos são construídos frequentemente com certa curvatura, sendo ligeiramente convexa, de modo a forçar a água a escorrer pela sarjeta, a qual possui bueiros com barras para a chuva. Além disso, algumas superfícies são feitas para ser porosas, permitindo à água escorrer em reta através da superfície ao aquífero abaixo.

Recreação[editar | editar código-fonte]

Uma criança em um charco em Vancouver, Canadá

Poças e charcos são geralmente consideradas uma fonte de recreação de crianças, que consideram pular nas poças uma "chuvinha".

Biologia[editar | editar código-fonte]

Animais muitas vezes usam charcos como banho e bebida, ambos, ou, no caso de pequenos animais (tais como girinos ou larvas de mosquitos), um hábitat completo. Charcos também são vitais para pássaros se banharem.

Poças d'água as quais não evaporam rapidamente podem se tornar águas estagnadas, que podem ficar poluídas por organismos se decompondo e muitas vezes são o lar da reprodução de mosquitos, que podem atuar como vetores de doenças tais como malária, dengue ou uma das mais recentes preocupações em certas áreas do mundo, a febre do Nilo Ocidental.

Andorinhas usam barro úmido, o qual reúnem em poças d'água como uma forma de cimento para ajudá-los a construir seus ninhos. A redução do número de charcos no campo devido à agricultura intensiva são parcialmente responsáveis por decréscimo do número de andorinhas.

Física[editar | editar código-fonte]

No contexto da Física poças podem se referir a onde líquido forma manchas no topo de um material sólido.