Purplewashing

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O violeta tem sido historicamente uma cor associada com o feminismo.

Purplewashing (lavagem lilás ou lavagem de imagem púrpura) é um empréstimo (do inglês purple, morado, e whitewash, branquear ou encobrir) para referir-se, no contexto feminista, à variedade de estratégias políticas e de marketing dirigidas à promoção de instituições, países, pessoas, produtos ou empresas apelando a seu compromisso com a igualdade de género.[1][2][3][4][5][6][7]

A expressão é especialmente usada para referir à lavagem de imagem dos países ocidentais que, sem ter conseguido uma igualdade real entre homens e mulheres, excusan este déficit em que as mulheres de outros países ou culturas ainda têm piores condições de vida, referindo-se frequentemente aos de maioria muçulmana.[3][4][5]

Geralmente utiliza-se este termo para denunciar o uso sectário que se faz do feminismo para defender discursos ou políticas xenófobas e de promoção da islamofobia. Ademais, também utiliza-se para assinalar o componente paradoxalmente sexista que têm muitas destas acções ao aplicar-se unicamente em mulheres, como a proibição de vestir determinadas roupas ou a negação de certos serviços.[1][3][4][8]

Para muitas ativistas feministas, ante a instrumentalização dos direitos das mulheres, a única resposta possível e libertadora para todas as minorias é a solidariedade interseccional entre os diferentes grupos oprimidos, como são as mulheres e as migrantes.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b A proibição do burkini: a ponta do iceberg da islamofobia de género. Movimento Alternativa Socialista. 27 agosto 2016.
  2. (em italiano) Migranti e femministe. Questo Trentino. 2 fevereiro 2016.
  3. a b c (em espanhol) Burkas en el ojo ajeno: el feminismo como exclusión. Pikara Magazine. 4 dezembro 2014.
  4. a b c d (em espanhol) Del pornoburka al purplewashing, los trucos más sucios contra el feminismo. El Confidencial. 3 abril 2016.
  5. a b (em espanhol) 'Purplewashing' o acordarse del feminismo cuando interesa. Eldiario.es. 29 agosto 2016.
  6. (em inglês) Australian Labor Party spins Israel’s occupation as feminist. The Electronic Intifada. 25 novembro 2014.
  7. (em inglês) Gender and military culture. Lives, bodies and social control under war. Centre Delàs d’Estudis per la Pau. Novembro 2016.
  8. (em italiano) Il divieto del burkini è solo il problema superficiale. Global Voices. 3 setembro 2016.
Ícone de esboço Este artigo sobre Feminismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.