Revolta Árabe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.
Revolta Árabe
Teatro de operações do Oriente Médio da Primeira Guerra Mundial
030Arab.jpg
Combatentes do exército árabe no deserto da Arábia.
Data Junho de 1916Outubro de 1918
Local Império Otomano
Desfecho Tratado de Sèvres
Mudanças territoriais Partilha do Império Otomano
Beligerantes
Revolta Árabe Reino do Hejaz

Reino Unido Império Britânico


 França
 Império Otomano
 Império Alemão
Flag of the Emirate of Ha'il.svg Emirado de Jabal Shammar
Comandantes
Revolta Árabe Hussein bin Ali
Revolta Árabe Faiçal I
Revolta Árabe Abdullah I da Jordânia
Flag of the United Kingdom.svg Edmund Allenby
Flag of the United Kingdom.svg T. E. Lawrence
Império Otomano Mehmed V
Império Otomano Ahmed Djemal
Império Otomano Fakhri Pasha
Império Otomano Muhittin Akyüz
Império Alemão Otto Liman von Sanders
Flag of the Emirate of Ha'il.svg Abd al-Aziz ibn Mutib
Forças
30 000 (Junho de 1916)
+ 50 000 (1918)
Maio 1916:
6 500 – 7 000 combatentes
Setembro 1918:
23 000 combatentes
340 armas
Baixas
Desconhecido Império Otomano + 47,000
5,000 mortos
10,000 feridos
+ 22,000 capturados
~ 10,000 mortos por doença

A Revolta Árabe (1916-1918) (em árabe: الثورة العربية, Al-Thawra al-`Arabīya) foi iniciada por Huceine ibne Ali, Xarife de Meca com o intuito de conseguir independência dos Turcos Otomanos (no contexto do teatro de operações do Oriente Médio da Primeira Guerra Mundial), e criar um único estado árabe unificado desde Alepo, na Síria, até Áden, no Iémen. Os árabes receberam vasto apoio dos britânicos e franceses, que prometeram, após a guerra, conceder independência aos reinos locais. Os árabes lutaram por quatro anos, sofrendo pesadas baixas mas conseguiram sangrar os otomanos. A luta terminou em outubro de 1918 com a assinatura do Tratado de Sèvres. Apesar da capitulação otomana, os europeus traíram suas promessas feitas aos árabes e iniciaram a ocupação da região do Oriente Médio, como haviam acertado em um acordo secreto assinado em 1916.[1]

Referências

  1. Murphy, David (2008) The Arab Revolt 1916–18 Lawrence sets Arabia Ablaze. Osprey: London. ISBN 978-1-84603-339-1.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.