Richard Peto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Richard Peto
Medicina estatística, epidemiologia do fumo
Nacionalidade Reino Unido Britânico
Nascimento 1943 (73 anos)
Atividade
Campo(s) Medicina estatística, epidemiologia do fumo
Instituições Universidade de Oxford
Alma mater Universidade de Cambridge
Conhecido(a) por Metanálise
Prêmio(s) Medalha Guy de Prata (1986), Prêmio Príncipe Mahidol (2000), Medalha Real (2002), Prêmio de Medicina A.H. Heineken (2008)

Richard Peto FRS (1943) é professor de estatística médica e epidemiologia na Universidade de Oxford no Reino Unido.

Frequentou o Taunton's College em Southampton e estudou ciências naturais na Universidade de Cambridge.

Foi colaborador de Richard Doll na Unidade de Pesquisa Estatística do Medical Research Council em Londres.

Fundou a Clinical Trial Service Unit (CTSU) em Oxford em 1975, sendo atualmente co-diretor.

Tornou-se membro da Royal Society em 1989, por suas contribuições ao desenvolvimento da metanálise. É especialista no estudo de mortes relacionadas ao uso do tabaco.

O paradoxo de Peto recebeu o seu nome.

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Richard Gardner, Gabriel Horn e Samuel Edwards
Medalha Real
2002
com Suzanne Cory e Ray Freeman
Sucedido por
John Skehel, Kenneth Langstreth Johnson e Nicholas Shackleton


Ícone de esboço Este artigo sobre um médico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.